Crédito: Divulgação

7 restaurantes com estrelas Michelin na Europa

3 03-03:00 fevereiro 03-03:00 2021

Por Redação

Um dos lados mais divertidos de viajar é experimentar e descobrir os diferentes sabores que cada lugar é capaz de proporcionar por meio da gastronomia. Não à toa, a Regent Seven Seas Cruises, linha de cruzeiros marítimos de luxo, separou uma lista de restaurantes com estrelas Michelin na Europa para visitar em 2021. Confira

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Restaurantes com estrelas Michelin

1 – Geranium, em Copenhagen, Dinamarca

Quem for à Escandinávia pode se deliciar em um jantar no único restaurante da Dinamarca com três estrelas Michelin, o Geranium em Copenhagen. Uma combinação de natureza e tecnologia toma conta do menu progressivo preparado pelo chef Rasmus Kofoed.

Em agosto de 2021, o navio Seven Seas Splendor navegará de Londres (Southampton), na Inglaterra, para Copenhagen, na Dinamarca, durante um roteiro de 14 noites. Os hóspedes desfrutarão de longos dias de verão e belas paisagens no Báltico ao visitar 10 portos na Noruega, Suécia, Letônia, Estônia, Rússia e Finlândia, incluindo pernoite na Suécia e na Rússia.

LEIA MAIS: 5 RESTAURANTES PARA EXPLORAR A GASTRONOMIA DE BERLIM
5 BONS RESTAURANTES PARA COMER EM LAS VEGAS

2 – Il Ridotto, em Veneza, Itália

Veneza, na Itália, é o laro do Il Ridotto, um dos cinco restaurantes da “La Serenissima” premiados com estrelas Michelin.

A casa foi inaugurada em 2006 por Gianni Bonaccorsi, e o menu apresenta ingredientes de alta qualidade. O restaurante é pequeno, tem apenas nove mesas, mas é muito elegante. É recomendável fazer reservas com antecedência.

Uma vez no Mediterrâneo, a dica é fazer o roteiro AtenasRoma, que será realizado em setembro de 2021 a bordo do Seven Seas Voyager. O cruzeiro passará por Grécia, Turquia, Croácia e Itália.

3 – La Vague d’Or, em Saint-Tropez, França

Com três estrelas Michelin, o La Vague d’Or é um dos restaurantes mais badalados do mundo. A casa situada no hotel Cheval Blanc, em St Tropez, na França, é cercada por palmeiras e tem vista para o mar. O chef Arnaud Donckele prepara uma culinária mediterrânea que homenageia a Normandia, onde estão suas raízes.

Com saída de Roma em de agosto de 2021, o navio Seven Seas Mariner chegará a Mônaco após um passeio pelo Mediterrâneo. A viagem contará com paradas em Livorno, na Itália, Toulon, na França, e Ibiza, na Espanha.

4 – Yoshi, em Monte Carlo, Mônaco

Os amantes de sushi e sashimi vão se deliciar no Yoshi. dono de uma estrela Michelin e primeiro restaurante do falecido e mundialmente famoso chef Joël Robuchon a servir pratos japoneses em Monte Carlo, Mônaco.

Com um roteiro entre Barcelona e o famoso principado incrustado na França, o Seven Seas Mariner explorará os destaques do Mediterrâneo ocidental em um cruzeiro de nove noites que será realizado em setembro de 2021. Espanha, França e Itália fazem parte da rota.

Monte Carlo é um dos dez distritos de Mônaco. Conhecida por suas belas praias, cassinos e residentes ricos e famosos, a cidade, embora minúscula, abriga seis restaurantes com estrelas Michelin.

5 – Spondi, em Atenas, Grécia

Atenas, na Grécia, tem três restaurantes com estrelas Michelin, incluindo o Spondi, dono de duas delas. Em 2002, a casa tornou-se a primeira da capital grega a entrar para a seleta publicação. Ali são servidos pratos de inspiração francesa, acompanhados por vinhos gregos, franceses e italianos.

Em outubro de 2021, o navio Seven Seas Splendor partirá de Istambul, via Kusadasi, na Turquia, rumo a cinco ilhas gregas e também Atenas.

6 – Lasarte, em Barcelona, Espanha

A Espanha é famosa por sua comida requintada. Por isso, não é de se admirar que apenas Barcelona conte com 20 restaurantes com uma ou mais estrelas Michelin.

O Lasarte é um deles. Ganhou três estrelas na última edição do guia com seus pratos espanhóis e catalães elaborados pelo chef Martin Berasategui.

Com partida de Veneza, na Itália, em setembro de 2021, o transatlântico Seven Seas Mariner viajará para uma série de portos italianos, bem como destinos na Grécia, Mônaco e França durante 10 noites, desembarcando em Barcelona, na Espanha.

7 – Le Pressoir d’Argent, em Bordeaux, França

Além de vinhos finos, os apreciadores de boa gastronomia que vão a Bordeaux, na França, se deparam com oito restaurantes premiados com estrelas Michelin. Entre eles está o Le Pressoir d’Argent, do chef Gordon Ramsey, que deve seu nome à prensa de lagosta personalizada criada pelo renomado ourives Christofle.

Com duas estrelas Michelin, a casa executa com perfeição a gastronomia da região da Aquitânia. De quebra, tem ótimo serviço.

Em um cruzeiro de dez noites, o Seven Seas Voyager partirá de Londres (Southampton), no Reino Unido, para Barcelona, na Espanha, e explorará portos na França, na Espanha e em Portugal. Um dos destaques da viagem é justamente o pernoite em Bordeaux, conhecida por seus vinhos cabernet sauvignon e merlot.

Os lugares mais seguros para turistas na Europa

A pandemia do novo coronavírus mexeu com todo o planeta, impactando diversas áreas. Com o turismo não foi diferente, já que os viajantes do mundo inteiro precisaram modificar seu planos.

Alguns locais, porém, estão com o surto mais controlado. O site European Best Destinations, que visa promover o turismo na Europa, listou quais são os países mais seguros do momento pra visitar no Velho Continente. Confira na galeria.

  • Crédito: Pixabay
    Açores (Portugal)
  • Crédito: Pixabay
    Açores (Portugal)
  • Crédito: Pixabay
    Alentejo (Portugal)
  • Crédito: Pixabay
    Alentejo (Portugal)
  • Crédito: Pixabay
    Algarve (Portugal)
  • Crédito: Pixabay
    Algarve (Portugal)
  • Crédito: PIxabay
    Batumi (Geórgia)
  • Crédito: PIxabay
    Batumi (Geórgia)
  • Crédito: Pixabay
    Bohinj (Eslovênia)
  • Crédito: Pixabay
    Bohinj (Eslovênia)
  • Crédito: Piaxabay
    Cavtat (Croácia)
  • Crédito: Piaxabay
    Cavtat (Croácia)
  • Crédito: Pixabay
    Corfu (Grécia)
  • Crédito: Pixabay
    Corfu (Grécia)
  • Crédito: Pixabay
    Gdansk (Polônia)
  • Crédito: Pixabay
    Gdansk (Polônia)
  • Crédito: Pixabay
    Ilha da Madeira (Portugal)
  • Crédito: Divulgação/André Carvalho
    Ilha da Madeira (Portugal)
  • Crédito: Divulgação/VisitMadeira
    Ilha da Madeira (Portugal)
  • Crédito: Pixabay
    Kotor (Montenegro)
  • Crédito: Pixabay
    Kotor (Montenegro)
  • Crédito: Pixabay
    Wild Tainga (na foto, Kuhmo, na Finlândia)
  • Crédito: Pixabay
    Malta
  • Crédito: Pixabay
    Malta
  • Crédito: Pixabay
    Oradea (Romênia)
  • Crédito: Pixabay
    Oradea (Romênia)
  • Crédito: Pixabay
    Preveza (Grécia)
  • Crédito: Pixabay
    Riga (Letônia)
  • Crédito: Pixabay
    Riga (Letônia)
  • Crédito: Pixabay
    Rijeka (Croácia)
  • Crédito: Pixabay
    Rijeka (Croácia)
  • Crédito: Pixabay
    Sibiu (Romênia)
  • Crédito: Pixabay
    Sibiu (Romênia)
  • Crédito: Pixabay
    Tbilisi (Geórgia)
  • Crédito: Pixabay
    Tbilisi (Geórgia)
  • Crédito: Pixabay
    Varsóvia (Polônia)
  • Crédito: Pixabay
    Varsóvia (Polônia)
  • Crédito: Pixabay
    Viena (Áustria)
  • Crédito: Pixabay
    Viena (Áustria)
  • Crédito: Pixabay
    Vilnius (Lituânia)
  • Crédito: Pixabay
    Vilnius (Lituânia)
  • Crédito: Pixabay
    Zagreb (Croácia)
  • Crédito: Pixabay
    Zagreb (Croácia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *