• Crédito: Visit Britain

    Big Ben e London Eye

  • Crédito: Visual hunt

    London Eye

  • Crédito: neilalderney123 via VisualHunt / CC BY-NC

    London Bridge

  • Crédito: kBandara via VisualHunt / CC BY

    Palácio de Westminster e Big Ben

5 DIAS EM LONDRES


CIDADE ABRIGA O MUNDO EM SUAS RUAS, MUSEUS, PARQUES, PALÁCIOS E SEU RIO PRINCIPAL, O TÂMISA

1 º dia +

Mapa da sua rota

Palácio de Buckingham e Hyde Park

– Desça na estação Charing Cross Road, em plena Trafalgar Square. Caminhe no sentido do Parlamento, pela Whitehall, uma bela avenida cheia de prédios oficiais imponentes.

– Ao chegar em frente ao Palácio de Westminster, segure a tentação de ver o Big Ben de perto e siga para o St. James Park.

– Depois de atravessar o parque, você chegará na frente do Palácio de Buckingham. Por volta de 11h, tem troca da guarda. Confira os horários aqui.

– Faça uma visita aos State Rooms do Palácio.

– Volte para o Green Park, do outro lado do palácio, e atravesse a avenida para visitar o parque mais famoso da cidade, o Hyde Park.

– Aproveite para passear pelo parque e conhecer o Kensington Palace e o Diana Memorial Playground.

– No final da tarde, siga para Notting Hill. Há vários pequenos restaurantes de comida de diferentes partes do mundo para o jantar.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
2 º dia +

Mapa da sua rota

Big Ben, London Eye e London Bridge

– Desça na estação Westminster, bem ao lado do Big Ben, o relógio do Parlamento. Atravesse a Westminster Bridge e vá até a London Eye, a roda gigante mais famosa do mundo.

– Faça uma caminhada pelo Southbank do rio Tâmisa até a London Bridge – a caminhada é longa, mas cheia de atrações.

– Atravesse a ponte e visite a Tower of London, cheia de tesouros dos reis e rainhas ingleses.

– Pegue o metrô e desça na estação Russell Square para visitar British Museum.

– No final da tarde, siga caminhando até Covent Garden, o antigo mercado da cidade, cercado de ótimos pubs e restaurantes.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
3 º dia +

Mapa da sua rota

Oxford Street e Soho

– De manhã, caminhe pela Oxford Street, a rua de compras mais famosa da cidade.

– Desça a Regent Street na direção de Oxford Circus. Faça uma pausa para conhecer a Saville Row, paralela à Regent, famosa pelos alfaiates mais sofisticados do mundo.

– De Oxford Circus, vá para o Soho, o bairro dos teatros, cafés, restaurantes e boates da cidade.

– Depois do almoço, siga para Leicester Square e, de lá, para a Trafalgar Square, onde você pode visitar a National Gallery.

– Escolha um pub na região de Covent Garden para a noite – ou um musical do Soho.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
4 º dia +

Mapa da sua rota

Abbey Road e Camden Town

– Pegue o metrô e desça na estação St. John’s Wood para conhecer a famosa travessia feita pelos Beatles na frente do Abbey Road Studios.

– Caminhe pelo bairro (onde, por sinal, vive Sir. Paul McCartney, na 7 Cavendish Avenue) até o Regent’s Park, local do London Zoo.

– De ônibus, vá para Camden Town, a colorida região no norte da cidade que foi tomada por jovens descolados nos anos 1990. Se for sábado ou domingo, você encontrará a feira de Camden Town, cheia de ótimas peças de segunda mão, como roupas, vinis e peças de decoração.

– Vale a pena esticar o final da tarde no Camden Lock, um mercado à beira do canal, e depois jantar na região. Aqui fica o pub frequentado por Amy Winehouse, The Hawley Arms.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
5 º dia +

Mapa da sua rota

Kew Gardens e Harrods

– Pegue o metrô e vá até Kew Gardens, o jardim botânico mais famoso da Inglaterra. A viagem é longa – quase uma hora de metrô –, mas até o caminho é agradável, com a mudança de paisagem urbana para rural pela janela. O jardim em si é um espetáculo – e você pode almoçar por lá mesmo, comprando sanduíches para um piquenique ou aproveitando o restaurante local.

– Se estiver muito frio ou chuvoso, troque o parque por museus. Desça na estação South Kensington e conheça dois dos melhores museus da cidade: o Natural History Museum e o Victoria & Albert Museum.

– Caminhe pelas ruas elegantes de Chelsea e Sloane Square (a Saatchi Galery, de arte contemporânea, fica aqui).

– Siga para a Harrods, a loja de departamentos mais elegante (e variada) do mundo.

– Encerre a visita com um chá inglês na própria loja.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.

Serviços

Restaurantes+

Gordon Ramsay (https://www.gordonramsay.com)

É a principal casa do chef Ramsay, com três estrelas no Guia Michelin. Muito disputada e cara.

Gastronhome (http://gastronhome.co.uk/)

Pequeno, com chef criativo, vive lotado. É bom fazer reserva. Fica no sul da cidade.

Le Mercury (http://www.lemercury.co.uk/)

Bistrô francês delicioso em uma rua cheia de surpresas, próxima da estação Angel, frequentada só por locais.

Hotéis+

The Dorchester (http://www.booking.com/hotel/gb/the-dorchester-london.pt-br.html)

Um dos hotéis mais elegantes da Europa, tem um famoso chá da tarde.

The Bailey's Hotel London (http://www.booking.com/hotel/gb/millenniumkensington.pt-br.html)

Fica próximo do Hyde Park e das elegantes ruas do lado oeste da cidade.

YHA London Central (http://www.booking.com/hotel/gb/yha-london-central.pt-br.html)

É o albergue da juventude mais movimentado da cidade. Reserve com muita antecedência.

Dicas e curiosidades+

Quando ir

Londres é conhecida por seu tempo chuvoso, mas os dias ensolarados são abundantes e quentes – sobretudo no verão do Hemisfério Norte, quando a noite cai por volta 22h. No inverno, porém, faz frio e os dias escurecem cedo, por volta das 16h. Abril, maio, setembro e outubro, com temperatura amena, são boas épocas para ir à região.

De metrô, sempre

Londres tem uma rede de metrô imensa, com 270 estações na região metropolitana. E os ônibus também estão por toda parte. Para viajar quantas vezes quiser, você deve comprar o Travelcard em qualquer estação. Ele pode ser válido por um dia, uma semana ou um mês e determina em quais zonas você pode circular. Com exceção do Jardim Botânico (Kew Gardens), que fica na zona 6, todas as atrações sugeridas neste roteiro ficam nas zonas 1 e 2.

Entenda Londres

Antes de bater-perna em Londres, vale a pena entender um pouco a sua geografia. A cidade é dividida em zonas, que funcionam como grandes anéis circulares. A grande maioria das atrações concentra-se na Zona 1 (o miolo dos anéis), mas há muito o que fazer nas zonas 2 (Greenwich Park e Hampstead Heath) e 3 (Parque Olímpico e Kew Gardens). Aprenda: a região central, onde ficam o Parlamento e o Big Ben, é conhecida como Westminster. Perto dali fica o West End (o fim do oeste), que geralmente se refere ao entorno da Piccadilly Circus, indo até Covent Garden. Mais a oeste fica a City, como é conhecido o centro financeiro de Londres. E um pouco mais adiante começa o East End (o fim do leste), área que, nos últimos anos, se reinventeou e hoje é endereço de bares e lojas descoladas.

Pubs (https://rotadeferias.com.br/album/os-melhores-pubs-de-londres/)

Ir a um pub é algo obrigatório para quem visita Londres. Clique na setinha aí em cima e confira os bares mais legais da cidade.

Placa azul

Cada vez que vir uma placa azul redonda fixada em uma casa em Londres, pare para ler. As famosas plaquinhas indicam o endereço de antigas celebridades e personagens históricos. Na Greek Street, no Soho, há uma casinha simples onde viveu Mozart. E na famosa 221B Baker Street está a residência de Sherlok Holmes, que se transformou em museu. Outras plaquinhas azuis mostram onde nasceu Churchill ou Virginia Woolf.

Booking.com