Crédito: Visualhunt

Vai viajar de avião? Conheça alimentos que devem ser evitados

5 de outubro de 2017

Por Maria Beatriz Vaccari

A alimentação pode ser um fator essencial para tornar viagens de avião mais agradáveis. Muitos viajantes, principalmente os que tem medo de voar, apresentam sintomas gerados pela ansiedade. Entre eles, desconfortos gástricos, como dores de estômago, aumento da frequência de defecação, azia, gazes e enjoo.

LEIA MAIS: Dicas para perder o medo de avião
Aeromoça dá dicas para enfrentar voos de longa duração

“No ar, o corpo humano sofre algumas alterações, inclusive inchaço na barriga e flatulência além do normal. A explicação para esse aumento de gases vem da física: quando a pressão atmosférica cai, o ar automaticamente tem mais espaço para se expandir dentro do corpo. Estimativas apontam que esse gás gerado nos passageiros ocupa um volume 30% maior do que em terra, o que explica a sensação de inchaço”, comenta Paola Casalecchi, psicóloga cofundadora da VOE Psicologia, empresa especializada no tratamento do medo de voar.

O segredo é fazer refeições leves ou até mesmo evitar comer antes do voo (se ele não for muito longo). Também recomenda-se que o viajante evite alimentos como brócolis, couve-flor, espinafre, feijão, batata doce, leite, queijos, milho, carne, cerveja e refrigerante. O ideal é apostar em frutas, água, sucos naturais, chás e carboidratos em geral.

“Um estudo de 2008 mostrou que o jejum pode ser a melhor saída para evitar o desconforto digestivo durante os voos, principalmente os mais longos. Além de ajudar neste aspecto, a pesquisa mostrou que isso contribui também para diminuir o jet lag, já que a alimentação está ligada ao nosso relógio interno”, conclui a especialista.