• Crédito: Secretaria de Turismo de Foz do Iguaçu/Divulgação

    Cataratas do Iguaçu

  • Crédito: Paulo Basso Jr.

    Cataratas do Iguaçu

  • Crédito: Divulgação

    Tucano no Parque das Aves

  • Crédito: Divulgação

    Parque Nacional do Iguaçu

3 DIAS EM FOZ DO IGUAÇU


EM UMA VIAGEM A FOZ DO IGUAÇU, ENCANTE-SE COM AS CATARATAS, JANTE NA ARGENTINA E FAÇA COMPRAS NO PARAGUAI

1 º dia +

Mapa da sua rota

Foz do Iguaçu

Cataratas e Parque das Aves

  • Chegue cedo ao Parque Nacional do Iguaçu para aproveitar bem o dia. Ele fica aberto das 9h às 17h e vai revelando as cataratas aos poucos, na medida em que se avança pela trilha até o ponto de observação mais privilegiado, numa plataforma bem em frente à Garganta do Diabo. Nos dias de sol, um arco-íris deixa as fotos ainda mais especiais.
  • Depois, inscreva-se em uma excursão do Macuco Safári, que sobe o rio de bote inflável ao encontro das quedas d’água. E prepare-se para se molhar à beça, mesmo com capa de chuva.
  • Na hora do almoço, dá para fazer um lanche rápido em um dos quiosques situados dentro do parque ou recorrer aos dois restaurantes principais: o Porto Canoas, a poucos metros antes do ponto em que o Iguaçu desaba no cânion, e o Ipê, que fica no Belmond Hotel das Cataratas.
  • À tarde, vale fazer a trilha do Poço Preto, de 9 km, para conhecer esta que é uma das áreas de Mata Atlântica mais ricas e bem conservadas do País.
  • Se você aprecia doses extras de adrenalina, saiba que também é possível praticar rafting, arvorismo e escalada nas dependências do parque nacional – sempre com o bônus da vista para as cataratas.
  • Mas se você prefere atividades mais singelas, reserve o resto da tarde para conhecer o Parque das Aves, que reúne mais de 150 espécies de pássaros, bem pertinho dali. Essa atração é imperdível, especialmente se você estiver com crianças.
  • O mesmo vale para o novo museu de cera Dreamland, que reúne uma centena de esculturas de personagens e celebridades distribuídas em cenários temáticos; e o Vale dos Dinossauros, que faz os pequenos se sentirem dentro do filme Jurassic Park, em meio a réplicas de 20 espécies pré-históricas.
  • Para encerrar esse primeiro dia de grandes emoções, procure um dos bons restaurantes da cidade. O Bella Tavola, no Hotel Bella Italia, é a melhor pedida para os apreciadores de uma boa massa. Já para quem quer combinar o jantar com um show de música e danças típicas da Tríplice Fronteira, uma boa opção é a churrascaria Rafain.
  • Antes de decidir por um desses restaurantes, porém, verifique se não é dia de lua cheia, pois nessas ocasiões o parque nacional fica excepcionalmente aberto à noite para que as cataratas possam ser admiradas sob a luz do luar, com jantar opcional no Porto Canoas.
* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
2 º dia +

Mapa da sua rota

Foz do Iguaçu

O lado argentino

  • Embora o parque nacional brasileiro proporcione a melhor vista das quedas, é no lado argentino que se encara a Garganta do Diabo bem de perto, com direito a respingos e um barulho ensurdecedor. Além disso, as trilhas do lado de lá são mais numerosas e variadas, permitindo admirar várias quedas em passarelas fincadas acima delas.
  • O Parque Nacional Iguazú, aliás, tem tantas passarelas que elas são divididas em dois circuitos: o superior e o inferior. Há, inclusive, um trenzinho que leva os turistas do centro de visitantes até o início delas. Mas, mesmo que você espere pelo transporte (que pode demorar), vá preparado para caminhar bastante.
  • Leve também um pouco de pesos argentinos, pois esta ainda é, inexplicavelmente, a única moeda aceita na bilheteria. Em compensação, os passeios na água são mais baratos do que os oferecidos no Brasil. O Aventura Náutica, por exemplo, segue a mesma receita do Macuco Safári, embora seja mais radical.
  • Depois de explorar bem a reserva, destine a tarde e a noite para conhecer a cidade de Puerto Iguazú, que tem os melhores restaurantes da Tríplice Fronteira, além de cassinos e lojas interessantes para comprar roupas, vinhos e artesanato.
  • O restaurante mais badalado é o La Rueda, que serve tentadores bifes de chorizo e pescados. Tudo regado por rótulos da mais completa adega local.
  • Se o La Rueda estiver com muita fila de espera, não desanime: as mesas do El Quincho del Tio Querido, do El Jardín e do Aqva também são ótimas opções. Todos eles têm menu variado, mas dão ênfase aos tradicionais grelhados argentinos.
  • Antes de pegar a ponte Tancredo Neves para voltar a Foz, duas atrações bem próximas do posto de controle aduaneiro merecem atenção: o Duty Free Shop, com boas ofertas de perfumes e bebidas, e a noite animada do Iguazú Grand Hotel, que reúne cassino, três restaurantes e balada.
* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
3 º dia +

Mapa da sua rota

Foz do Iguaçu

Itaipu e compras no Paraguai

  • Comece o dia fazendo uma visita a Itaipu. Há três opções principais de passeio: uma visita panorâmica que leva ao mirante com vista para a barragem de 2,5 km de extensão e que pode ser combinada com um passeio de catamarã pelo Lago de Itaipu; uma visita técnica que passa por áreas internas da hidrelétrica até chegar a uma de suas turbinas; e um show de luzes e som que ocorre nas noites de sexta e sábado.
  • Antes de tomar o ônibus para o passeio escolhido, todos assistem a um filme para ter uma ideia geral da usina, que detém o recorde mundial de geração de energia.
  • Outras atrações são o Refúgio Ecológico Bela Vista, criado para receber os animais ilhados pela construção do Lago de Itaipu, com espécies como o jacaré-de-papo-amarelo e mais de 900 tipos de plantas; e o test-drive em carro elétrico, que percorre o mesmo caminho da visita panorâmica.
  • Depois de se divertir em Itaipu, prepare-se para encarar o movimento intenso e o trânsito caótico de Ciudad del Este, no Paraguai. Mesmo que você esteja de carro, é mais prático cruzar a ponte de táxi ou ônibus, para não ter de se preocupar com vaga para estacionar e com a própria segurança do veículo.
  • Para evitar produtos com defeito, sem garantia, e falsificações baratas, prefira lojas maiores, como a Monalisa (que tem uma excelente adega no piso inferior), a China e o Shopping del Este, onde os produtos são mais confiáveis. Apesar dos preços tentadores, as bugigangas oferecidas pelos camelôs são geralmente de baixa qualidade.
  • E mais uma dica: o ideal é fazer as compras em dólar, já que o câmbio para a troca de reais nem sempre é favorável e as lojas cobram taxas de até 17% nos pagamentos com cartão de crédito. Com as sacolas cheias, acredite, você voltará para casa ainda mais feliz depois de conhecer um dos trechos mais espetaculares do Brasil – além de ter conhecido dois novos países.

Na hora de montar um roteiro para Foz do Iguaçu, consulte também o site oficial de turismo do local.

ROTEIROS RELACIONADOS

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.

Serviços

Restaurantes+

Porto Canoas (http://www.cataratasdoiguacu.com.br/portal/paginas/48-restaurante-porto-canoas.aspx)

Serve bufê de comida variada dentro do Parque Nacional do Iguaçu e abre excepcionalmente nas noites de lua cheia.

Bella Tavola (http://www.hotelbellaitalia.com.br/gastronomia/restaurante-bella-tavola.php)

É a melhor pedida para os apreciadores de massas regadas a bons vinhos. Fica dentro do Hotel Bella Italia.

Rafain (http://www.rafainchurrascaria.com.br/home2/)

A churrascaria é perfeita para quem quer combinar o jantar com um show de música e danças típicas da Tríplice Fronteira.

La Rueda (http://www.larueda1975.com.ar/)

Serve tentadores bifes de chorizo e pescados. Tudo regado por rótulos da mais completa adega de Puerto Iguazú, na Argentina.

El Quincho del Tio Querido (http://www.eltioquerido.com.ar/)

Tem menu variado, com ênfase aos tradicionais grelhados argentinos.

Hotéis+

Belmond Hotel das Cataratas (http://www.booking.com/hotel/br/das-cataratas.pt-br.html)

Tem o privilégio de ser o único autorizado a funcionar dentro do Parque Nacional do Iguaçu. Decorado no estilo colonial português, possui 14 quartos com vista para as cataratas. Antes da abertura do parque e após o horário de funcionamento (das 9h às 17h), as passarelas da atração ficam exclusivas para os hóspedes.

Bourbon Cataratas Convention & Spa (http://www.booking.com/hotel/br/bourbon-cataratas.pt-br.html)

A apenas 12 km das cataratas e a 10 km do aeroporto, o Bourbon oferece completa estrutura para lazer e negócios. Entre as novidades, destaque para o novo menu de lazer para crianças, além de trilhas, minizoo, spa, quadras de futebol society e tênis, arvorismo, parede de escalada e até espaço para arco e flecha.

Wish Resort Golf & Convention Foz do Iguaçu (http://www.booking.com/hotel/br/iguassu-resort.pt-br.html)

Desde que passou a funcionar sob a marca Wish – bandeira cinco estrelas da rede GJP Hotels & Resorts –, o antigo Iguassu Resort testemunhou um upgrade no padrão de seus serviços. A começar pelo campo de golfe profissional, de 18 buracos, que agora sedia torneios e já figura entre os melhores do gênero no Brasil. A estrutura inclui, ainda, uma ampla área de lazer com piscinas, pista de cooper, parede de escalada e um dos maiores kids clubs do Brasil.

QUANDO IR+

PROGRAME-SE

As cataratas são lindas em qualquer época do ano. No verão, as águas ganham volume e jorram com mais força, mas formam nuvens de spray que podem atrapalhar as fotos. No inverno, é o contrário: algumas quedas podem até sumir com a seca – embora o recorde de vazão tenha sido registrado em 9 de junho de 2014, com 46 milhões de litros por segundo, quando o normal é de 1,5 milhão. Na primavera e no outono, as cataratas atingem o auge da beleza e os preços ficam mais convidativos. Também vale consultar o calendário lunar e agendar a viagem para uma data com lua cheia, quando os parques brasileiro e argentino promovem luaus nas passarelas, com vista para as quedas.

TOUR DE HELICÓPTERO+

HELISUL (http://www.helisul.com/)

O abismo do qual despenca o Rio Iguaçu para formar as cataratas se estende por cerca de 2.700 metros, de uma margem à outra. É uma sequência de saltos grande demais para caber em uma foto. A não ser que você embarque em um helicóptero para capturar imagens aéreas. Os sobrevoos oferecidos pela Helisul proporcionam ângulos inusitados dessa maravilha natural. No mais curto, de 10 minutos, você contempla as cataratas e os dois parques nacionais. Já o mais longo, de 35 minutos, sobrevoa também a Usina de Itaipu e o Marco das Três Fronteiras. Vale conferir.

CASSINOS+

ONDE JOGAR

Desde que os cassinos foram proibidos no Brasil, as cidades dos países vizinhos que fazem fronteira com o País atraem levas de brasileiros para as suas roletas e caça-níqueis. A paraguaia Ciudad del Este e a argentina Puerto Iguazú não são diferentes. A primeira tem dois cassinos, entre eles o Paraná, sucessor do antigo Acaray, que foi a casa de jogos mais tradicional da região. Já Puerto Iguazú tem a casa do gênero mais elegante da Tríplice Fronteira, a Iguazú.

Booking.com