Tags

O ponto de partida do seu roteiro de viagem.

Roteiro de viagem

Rota Romântica

4 DIAS NA ROTA ROMÂNTICA

  • Shutterstock.com

    Castelo de Neuschwanstein, em Füssen

  • Plönlein, em Rothenburg ob der Tauber

  • Shutterstock.com

    Residenz, em Würzburg

  • Shutterstock.com

    Augsburg

PERCURSO ALEMÃO PASSA PELO CASTELO MAIS LINDO DO MUNDO E POR CIDADES MEDIEVAIS

Serviços

  • Onde ficar
    TOP Hotel Amberger

    Fica no centro de Würzburg, a poucos metros da estação de trem. Tem quartos simples e um bom café da manhã.

    Hotel Eisenhut

    Este hotel em Rothenburg ob der Tauber tem quartos decorados com móveis antigos e um bom restaurante, com vista para um jardim.

    Jakoberhof

    Em Augsburg, oferece hospedagem em três edifícios diferentes, nos arredores do conjunto habitacional Fuggerei.

    House LA

    Este hotel oferece uma linda vista para as montanhas que envolvem Füssen e fica bem localizado, a 15 minutos a pé da estação de trem da cidade.


  • Onde comer
    Weinstuben Juliusspital

    Restaurante tradicional, localizado em um antigo hospital, onde é possível provar pratos alemães e os ótimos vinhos de Würzburg.

    Zur Höll

    Localizado em uma construção medieval de Rothenburg-ob-der-Tauber, esta taberna tem móveis rústicos, serve vinhos em jarras de barro e tem um cardápio com boas massa, saladas e carnes de porco.

    Bayerisches Haus am Dom

    Tradicional, este restaurante próximo à Catedral de Augsburg serve pratos típicos desde o século 15.

    Zum Hechten

    Este restaurante em Füssen tem um menu típico da região de Allgäu e uma boa variedade de schnitzel (filé de porco empanado e frito). Fica no hotel de mesmo nome.



Roteiro

  • 1 ° dia

    Würzburg

    – A partir de Frankfurt, onde fica o aeroporto que recebe os voos internacionais que chegam do Brasil, é fácil alugar um carro ou seguir de trem para Würzburg, a primeira parada da Rota Romântica.

    – A cidade se esparrama pelo Rio Main e conta com lindos parreirais. Para observar a vista e entrar no clima, caminhe pelos arredores da Ponte Alte Marienbrücke, que levam a diversas ruas estreitas com lojinhas e restaurantes.

    – Suba até a fortificação Marienberg. onde é possível pedir um vinho riesling ou müllerthürgau, produzido pelas vinícolas da região, enquanto se observa as colunas verdejantes da cidade.

    – Tire a tarde para visitar o palácio Residenz, uma das estruturas barrocas mais exuberantes da Alemanha, tombada pela Unesco e que já dá uma senhora mostra do poder de sedução da cidade.

    – Ande pelos suntuosos jardins da edificação que serviu de residência aos bispos-príncipes a partir de 1720. É possível também visitar as salas internas, como o Gabinete dos Espelhos e a igreja Hofkirche.

    – Para jantar, vá ao Weinstuben Juliusspital, onde fica um dos restaurantes mais clássicos de Würzburg. É um bom lugar para provar pratos típicos e tomar taças de vinho da região.

    * Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
  • 2 ° dia

    Rothenburg ob der Tauber

     – Situada a 64 km de Würzburg, Rothenburg ob der Tauber é a cidade mais linda da Rota Romântica. Trata-se de um vilarejo medieval que não sofreu ataques durante a guerra e permaneceu intacto, com muros envolvendo o centrinho histórico com casinhas que parecem de presépio, as típicas fachwerkhäuser, com estacas de madeira que sustentam a estrutura e pelo telhado de tijolos vermelhos.

    – O centro histórico é envolvido por um muro de 2,5 km, que ainda ostenta 42 torres de vigilância. É uma delícia passear sobre a muralha observando os antigos portões de acesso à cidade e as áreas verdes que dão um clima especial à Rota Romântica.

    – Uma vez no centro, vale a pena subir os 220 degraus da torre da prefeitura, na praça do mercado, que revela o panorama cortado pelo Rio Tauber. A praça reúne barraquinhas de comida e a histórica adega do Conselho, prédio de 1446 onde hoje funciona o posto de informações turísticas.

    – Passe um tempo observado o relógio do prédio ao lado, o Ratstrinkstube, que homenageia o burgomestre (cargo equivalente a prefeito na Idade Média) Georg Nusch, salvador e herói da cidade por, segundo a lenda, ter virado três litros e um quarto de vinho para vencer uma aposta. Do contrário, Rothenburg ob der Tauber seria destruída. Diariamente e de hora em hora, das 10h às 22h, bonequinhos se movimentam no relógio para celebrar o feito.

    – Almoce em um dos simpáticos restaurantes do centro e aproveite para degustar um schneeballen (bola de neve), tiras de massa entrelaçadas, fritas e passadas em açúcar, canela, chocolate ou outros confeitos, quase sempre exibidos com primor nas vitrines das confeitarias.

    – Depois do almoço, passe na Käthe Wohlfaht Weinachtsdorf, loja que mantém o clima de Natal o ano todo em Rothenburg ob der Tauber. Além tem tudo e um pouco mais do mundo do Papai Noel.

    – Vire o disco e mude totalmente de clima ao visitar o Kriminalmuseum, museus que mostra violentos, porém curiosos instrumentos de tortura e penalização de cidadãos usados durante a Idade Média.

    – Caminhe até a Plönlein, a esquina mais famosa, fofa e fotografada da Rota Romântica.

    – De noite, não deixe de assistir participar da The Night Watchman, que rola entre o meio de março e dezembro. Trata-se de uma caminhada liderada por um homem autointitulado como o “último dos guardiões medievais” da cidade, que veste um capuz preto, anda com uma lamparina e fala (em inglês) em tom de mistério. É uma boa chance de conhecer as lendas de Rothenburg ob der Tauber em um clima para lá de especial.

    * Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
  • 3 ° dia

    Augsburg

     – Pela manhã, ai sair de Rothenburg ob der Tauber, dê uma passada em Dinkelsbühl, cidade fofíssima que também foi preservada durante a guerra. Um dos destaques da arquitetura local é a igreja gótica Müster St. Georg.

    – Dali é rápido alcançar Augsburg, uma das maiores cidades da Rota Romântica. Ela não tem o mesmo charme das vizinhas, mas muita história para contar e bons hotéis para passar a noite.

    – Na praça principal se encontra a linda prefeitura de estilo renascentista, marcada por duas cúpulas esverdeadas e a águia alemã entre elas. É possível visitá-la e ficar de queixo caído na sala de banquetes, com diversos detalhes em ouro e grandes janelas envidraçadas.

    – Ao lado da prefeitura está a Torre Perlachturm, com 70 metros de altura. Uma escadinha leva até o topo, de onde se tem uma linda vista de Augsburg.

    – Separe uma hora para conhecer o Fuggerei, o conjunto habitacional mais antigo do mundo. O local foi doado por Jakob Fugger para a Igreja Católica, no século 16. Atualmente, 200 pessoas vivem ali, em 67 edificações coloridas que abrigam 140 apartamentos, além de fontes e ruelas de pedra.

    – Ali mesmo, visite o Fuggereimuseum, onde é possível ver como era dura a vida dos moradores que viviam há muitos anos na região, sem água encanada e aquecimento.

    * Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
  • 4 ° dia

    Füssen

    – Chegou a hora de visitar a cereja do bolo da Rota Romântica, a linda cidadezinha de Füssen, já nos arredores de Munique.

    – É em Füssen que fica o Castelo de Neuschwanstein, erguido pelo rei Ludwig II e tão gracioso que, dizem, teria inspirado Walt Disney, a conceber o ícone máximo de seus parques, o Castelo da Cinderela, na Disney World, em Orlando (EUA).

    – É possível seguir de ônibus ou táxi até a construção, onde rolam tours guiados (inclusive em português de Portugal). Uma vez dentro de Neuschwanstein, que fica nas montanhas de Allgäu,  é possível visitar cômodos luxuosos, como o Salão dos Cantores que retrata cenas medievais com afrescos que remetem à ópera “Tannhäuser”, de Richard Wagner, grande inspirador (e, segundo as más línguas, amante) de Ludwig II.

    – Dá para passar ainda pelo quarto de Ludwig II, tematizado de acordo com a ópera “Tristão e Isolda”, também de Wagner, e pela Sala do Trono, cujo piso de mosaico junta dois milhões de pedrinhas e, curiosamente, não tem um trono.

    – Depois da visita, caminha até a Marienbrücke (Ponte de Maria), de onde se tem a vista emblemática de Neuschwanstein.

    – Uma vez lá, repare que a paisagem de Füssen inclui outro castelo, o Hohenschwangau, onde Ludwig II passou os primeiros anos de vida e cujo interior, que preserva o mobiliário original, também pode ser visitado. Foi lá que o rei conheceu Wagner, que tinha a tarefa de o divertir tocando piano.

    * Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
Informativo

Cadastre-se e receba com exclusividade nossos conteúdos.