• Crédito: Divulgação
    Baía de Todos os Santos
  • Crédito: Rita Barreto/Divulgação
    Pelourinho
  • Crédito: Jota Freitas/Divulgação
    Farol da Barra
  • Crédito: Tatiana Azeviche/Divulgação
    A simpatia baiana

4 DIAS EM SALVADOR

A CAPITAL DA BAHIA TEM PRAIA, CULTURA, ATRAÇÃO HISTÓRICA E MUITO AXÉ

1 º dia

Mapa da sua rota

Mercado Modelo, Pelourinho e Solar do Unhão

– Comece o dia na Cidade Baixa, visitando o Mercado Modelo.

– Explore as barracas cheias de temperos coloridos, fitas do Bonfim e outros acessórios típicos da Bahia.

– Suba o Elevador Lacerda (construído em 1873) na direção da parte alta do centro histórico da cidade.

– Aproveite a vista da Baía de Todos os Santos, do mercado e do Forte de São Marcelo.

– Aplaque o calor comprando um sorvete na Cubana – o de cajá é fabuloso.

– Caminhe na direção do Terreiro de Jesus, mas deixe as atrações desse pedaço para o dia seguinte.

– Entre no Pelourinho, a praça histórica mais famosa da Bahia.

– Almoce numa das casas da região.

– Visite a Fundação Casa de Jorge Amado, com relíquias, referências a suas obras, documentos, fotos e prêmios. Há também um gostoso café lá dentro.

– Entre na Igreja Rosário dos Pretos, maravilha do estilo rococó construída por e para os escravos – e por isso, os santos são negros. A missa sincrética, com passos do candomblé e tambores, acontece às 18h de terça e às 10h de domingo.

– Volte para o Elevador, desça para a baixa e pegue um táxi até o Solar do Unhão, onde fica o Museu de Arte Moderna (MAM) de Salvador.

– Aguarde pelo por do sol no museu ou no Solar Café, ali mesmo.

– À noite, jante nos restaurantes da Praia da Armação.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
2 º dia

Mapa da sua rota

Terreiro de Jesus e Igreja do Bonfim

– Volte à Cidade Alta e explore o Terreiro de Jesus. Nessa praça ficam o Chafariz do Terreiro, a Catedral Basílica de Salvador, ambos do século 18, e a antiga Faculdade de Medicina, a primeira do país.

– Depois de visitar a catedral e os museus da faculdade (Afro-Brasileiro, com obras de Carybé, de Antropologia e o Memorial da Medicina), conheça a Igreja de São Pedro dos Clérigos, do século 18.

– Reserva a tarde inteira para explorar o Convento de São Francisco, uma das maiores atrações históricas do país.

– Comece pelo interior da igreja, todo recoberto de folhas de ouro, com obras dos grandes mestres santeiros baianos.

– Explore as capelas laterais, a sacristia com azulejos decorados e o teto.

– Caminhe para o convento, repleto de painéis de azulejos, remetendo ao estilo português usado na época.

– Entre na sala-capela do Capítulo e aprecie seus detalhes.

– Pegue um táxi e vá para a Igreja do Bonfim. Depois de apreciar seu interior, aguarde o entardecer: a construção fica no alto de uma colina e oferece uma linda vista da Baía de Todos os Santos.

– Há bons restaurantes na região para o jantar. Outra opção é seguir para os arredores do Dique do Tororó.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
3 º dia

Mapa da sua rota

Farol da Barra e Rio Vermelho

– Faça um mergulho no mar da praia de Porto da Barra, uma das praias urbanas mais famosas do Nordeste – que, apesar de ficar muito próxima da cidade, continua propícia para o banho.

– Caminhe até o Farol da Barra e siga até a Praia do Farol da Barra, com piscinas naturais na maré baixa e surfe na alta.

– Siga para o Rio Vermelho, bairro tradicional a 15 minutos do centro.

– Conheça a Casa do Rio Vermelho, a antiga residência do casal Jorge Amado e Zélia Gattai, hoje transformada em museu.

– Prove um acarajé tradicional nesse bairro, famoso pela festa de Iemanjá todo dia 2 de fevereiro.

– Volte para o Porto da Barra ao entardecer.

– À noite, escolhe um restaurante nas regiões de Barra e Ondina, as mais sofisticadas da cidade.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
4 º dia

Mapa da sua rota

Praias e Pituba

– Pegue a estrada para conhecer as praias mais bonitas na região de Salvador.

– Faça uma parada em Itapuã, imortalizada por Vinicius de Moraes, e curta sua tranquilidade.

– Siga para Stella Maris, com areia branca, coqueiros e boas barracas, nas quais você pode almoçar.

– À tarde, continue até a Praia do Flamengo, a última de Salvador no sentido norte e a que tem mais cara de “praia do Nordeste”: tranquila, mar verdinho, coqueiros, areia fina e algumas barracas.

– De volta à cidade, passeie pela região da Pituba para escolher um bom restaurante.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.