• Crédito: Pedro Kirilos/Riotur
    Cristo Redentor e a Baía de Guanabara
  • Crédito: Pedro Kirilos/Riotur
    Pão de Açúcar
  • Crédito: Pedro Kirilos/Riotur
    Arcos da Lapa
  • Crédito:
    Parque do Flamengo

5 DIAS NO RIO DE JANEIRO

COISA MAIS LINDA, MAIS CHEIA DE GRAÇA, A CAPITAL CARIOCA ESTÁ CADA VEZ MAIS MARAVILHOSA

1 º dia

Mapa da sua rota

Copacabana e Pão de Açúcar

– Comece em dia em Copacabana, a praia mais emblemática do Rio de Janeiro.

– Se a faixa de areia perdeu o charme de antigamente, o mesmo não pode ser dito do calçadão de pedras portuguesas e desenho ondulado em preto-e-branco, obra de Burle Marx.

– Passeie com calma pela região até alcançar, na altura do posto 6, a estátua do poeta Carlos Drumond de Andrade, parada obrigatória para fotos.

– Dali é um pulo até o Forte de Copacabana, de onde se pode observar a insinuante curva da praia. Uma filial da Confeitaria Colombo, a mais tradicional do Rio, funciona por ali e garante o cafezinho.

– Do outro lado da praia estão outros points que valem a visita, como o Hotel Copacabana Palace. Você pode inclusive entrar ali e espiar o lobby, a piscina e os restaurantes, desde que não faça fotos.

– À esquerda do hotel está o Leme, melhor point para pegar praia no pedaço.

– Na hora do almoço, há diversas boas opções. Uma é ir à região boêmia batizada de Baixo Copa, nas proximidades das ruas Aires Saldanha, Bolívar, Domingos Ferreira e Barão de Ipanema, onde fica o Boteco Belmonte, famoso pelas empanadas. Outros restaurantes bacanas são o Arab, que serve kaftas de frente para o mar, ou então no brasileiríssimo Cervantes, aberto em 1955 e que serve o melhor sanduíche de pernil com abacaxi do mundo.

– Siga então para a Praia Vermelha e caminhe até a Mureta da Urca, lugar descolado à margem da Baía de Guanabara, onde a galera se reúne para trocar ideia, bebericar e provar os frutos do mar do Bar da Urca.

– A Praia Vermelha é a base do famoso bondinho, que leva até o alto do Pão de Açúcar. O trajeto passa ainda pelo Morro da Urca, onde fica o Museu Cocuruto, que conta a história do teleférico.

– Depois de se deleitar com a vista da capital carioca, que fica ainda mais bela durante o pôr do sol, volte ao hotel para descansar.

– À noite, siga para o bairro de Botafogo e escolha um dos restaurantes do Polo Gastronômico.

– Se tiver pique, passe na Companhia Brasileira de Alimentos, a Cobal do Humaitá, um complexo de bares de onde se pode observar o Cristo iluminado.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
2 º dia

Mapa da sua rota

Cristo, Ipanema e Leblon

– Vá para a Rua Cosme Velho e pegue o Trem do Corcovado, que passa pelo meio da Floresta da Tijuca até parar, 20 minutos depois, na estação do Cristo Redentor.

– Uma vez lá em cima, basta tomar um elevador e seguir por um lance de escada rolante até chegar à estátua. A vista panorâmica em 360º da base da estátua inclui points como o Pão de Açúcar, a Baía de Guanabara, o Centro e o Maracanã.

– Assim que descer do Corcovado, siga para a Lagoa Rodrigo de Freitas, onde dá para alugar uma bike e curtir o vaivém dos barquinhos e dos corpos sarados praticando stand up paddle.

– Para almoçar, caminhe até o emblemático bairro do Leblon, reduto de endinheirados e famosos no Rio de Janeiro. Nos arredores da Av. Ataulfo de Paiva há botecos clássicos, como o Jobi, e a saborosa hamburgueria T.T. Burger.

– Caso queria um pouco de sobra, caminhe pelo Shopping Leblon, reduto de lojas de grife na região.

– O Leblon divide com Ipanema a mesma faixa de areia. Em Ipanema, tribos diferentes se dividem entre os postos da praia para tomar sol. Encontre a sua e aproveite.

– O calçadão se esparrama com quiosques que vendem cervejinha e água de coco. Vale a pena passear de um lado para o outro, observando o Morro Dois Irmãos, no sentido do Leblon, e o Arpoador, do outro lado, marcado por uma pedra de onde se tem uma linda vista do pôr do sol.

– Caso seja fã da bossa nova, dê um pulo no Bar Garota de Ipanema, antigo Veloso, onde Vinicius de Moraes e Tom Jobim, frequentadores assíduos, costumavam bater cartão.

– À noite, aproveite os bares do Leblon e de Ipanema novamente.

– Caso queira variar, siga para a área do Baixo Gávea, tomado por barzinhos que representam a síntese da informalidade carioca.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
3 º dia

Mapa da sua rota

Centro, Santa Teresa e Lapa

– Visite o Centro do Rio de Janeiro, que guarda um rico patrimônio cultural e arquitetônico.

– Uma boa dica é tomar café da manhã na Confeitaria Colombo, que está aberta desde 1894 e, durante séculos, serviu como ponto de encontro de políticos, escritores e intelectuais em geral.

– Dali, siga para a Praça 15, o antigo Largo do Carmo, onde está o Paço Imperial, edifício onde D. João VI e a família imperial portuguesa ficaram instaladas após chegarem ao Brasil em 1808.

– O Centro do Rio ainda guarda outras joias históricas, como o Mosteiro de São Bento, todo ornamentado com entalhes barrocos folheados a ouro, a Biblioteca Nacional e a Igreja da Candelária.

– Totalmente revitalizada, a Praça Mauá, na região do Porto Maravilha, merece a visita. Lá estão dois belos museus: o Museu do Amanhã e o Museu de Arte do Rio (MAR).

– Quando a hora do almoço chegar, siga até a pequena e escondida Rua Lélio Gama, nas proximidades do Largo do Carioca, e tome um bonde com destino a Santa Teresa.

– Você passará sobre os famosos Arcos da Lapa antes de chegar ao pitoresco bairro, repleto de mirantes, lojinhas e restaurantes tradicionais. Escolha um para almoçar e depois bata perna por Santa Teresa.

– Ao descer no sentido da Lapa, pare na Escadaria Selarón, cujos 215 degraus são decorados com azulejos coloridos, formando um lindo mosaico.

– À noite, é hora de se mandar para a Lapa, o point boêmio por excelência do Rio de Janeiro. Ali estão casas de show, como o Circo Voador e a Fundição Progresso, e bares como o Carioca da Gema.

– Uma boa opção é ir até a Rua do Lavradio, onde fica o Rio Scenarium. Trata-se de um antiquário erguido num casarão centenário que virou uma balada descolada, onde rolam shows ao vivo de samba e chorinho, entre outros ritmos.

– Para quem preferir algo mais sossegado, há vários bares interessantes na Rua do Lavradio, entre eles o Santo Scenarium e o Mangue Seco.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
4 º dia

Mapa da sua rota

Jardim Botânico e Maracanã

– É hora de tomar um café da manhã no bairro do jardim Botânico. Entre as boas opções estão o Plage, que fica no edifício da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, um lugar belíssimo, cercado de verde e de onde se pode ver o Cristo Redentor, e o La Bicyclette, que serve frutas, sucos, pães artesanais e bolos deliciosos.

– Caminhe pelo Jardim Botãnico, que abriga alamedas arborizadas e estufas com bromélias e plantas carnívoras.

– Já na hora do almoço, você encontra boas opções na região, como o Volta e o Roberta Sudbrack, comandado pela chef homônima e apontada por especialistas como a melhor cozinheira do Rio de Janeiro.

– Na parte da tarde, fãs de futebol podem visitar o estádio mais famoso do mundo, o Maracanã. Tours pagos dão acesso à tribuna de imprensa, ao vestiário, aos camarotes e à parte do acervo histórico. A visitação tem cerca de uma hora.

– Como os botequins são uma instituição carioca, aproveite que você está nas imediações do Maracanã e passe o fim de tarde ou a noite no Aconchego Carioca, um dos bares mais tradicionais do Rio de Janeiro.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
5 º dia

Mapa da sua rota

Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes

– Na Zona Oeste do Rio de Janeiro está a Barra da Tijuca. A Avenida das Américas, tomada por shoppings e restaurantes refinados, dá acesso a enorme faixa de areia local, que se estende por 18 km.

– Caso queira pegar praia ali, vá para a Barraca do Pepê, que vende deliciosos sandubas naturais e vive cheia de famosos.

– Uma opção melhor, porém, é seguir rumo ao afastado, porém estonteante Recreio dos Bandeirantes, onde estão algumas das faixas de areia mais lindas do Rio. Ali você encontra praias como Reserva, Recreio, Pontal, Macumba e, mais adiante, as estonteantes Prainha e Grumari.

– De noite, dá tempo ainda de fazer compras e visitar os restaurantes do Village Mall, luxuoso shopping da Barra da Tijuca.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.