• Crédito: Paulo Basso Jr.

    Bourbon Street

  • Crédito: Paulo Basso Jr.

    Jackson Square

  • Crédito: Divulgação

    O famoso Cafe Du Monde

  • Crédito: Divulgação

    Preservation Hall

2 DIAS EM NEW ORLEANS


A CIDADE BERÇO DO JAZZ É A QUE MENOS SE PARECE COM O RESTO DOS EUA. ALI, TEM FARRA NA RUA O ANO TODO

1 º dia +

Mapa da sua rota

New Orleans

French Quarter

  • O coração de New Orleans pulsa no French Quarter, o centro histórico que melhor retrata a colonização local. New Orleans passou pelas mãos de franceses e espanhóis antes de ser anexado aos Estados Unidos. A mistura com escravos africanos gerou, ao longo do tempo, a comunidade creole, cujas características culturais representam todo o charme da cidade.
  • Basta uma volta pelo French Quarter para se deparar com sobrados avarandados com samambaias, lojas com referências ao voodoo, religião ainda muito praticada por lá, e restaurantes que servem pratos típicos, com direito a frutos do mar e preparos de arroz com muita pimenta.
  • Nada chama mais atenção nas ruas de New Orleans, porém, do que a cena musical. O jazz nasceu por lá, e pode ser ouvido nos clubes de ruas como a Bourbon Street durante todo o dia. Outros ritmos também se fazem presentes, como rock, pop e hip hop.
  • Vez por outra, você irá se deparar com bandas na rua ou mesmo um bloco passando de repente, com todo mundo dançando e cantando, como se fosse Mardi Gras, o Carnaval deles. Isso independentemente da época do ano.
  • Durante o dia, passeie pela Royal Street e suas travessas. Ali você verá diversas lojas e galerias de arte interessantes.
  • À noite, dá para ficar com os bêbados trafegando pela Bourbon Street ou, para quem busca algo mais cool, ir a um clube de jazz, como o The Jazz Playhouse e o Preservation Hall.
  • Neste último, uma banda clássica faz até cinco apresentações por noite, com muito improviso. Não há poltronas, ar-condicionado ou bar. O ambiente é embolorado e não é permitido fazer fotos. Mas, acredite, você ouvirá o melhor jazz de New Orleans – o que não é pouco.
* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
2 º dia +

Mapa da sua rota

New Orleans

Mansões, Mississípi e Frenchmen Street

  • Tome o café da manhã clássico de New Orleans no Cafe Du Monde. Ali, todos os dias, há filas de pessoas querendo provar o bom café com leite servido com beignets, espécies de bolinho de chuva com muito açúcar de confeiteiro.
  • O Cafe Du Monde fica na Jackson Square, outro cartão-postal de New Orleans. Há sempre muitos artistas de rua no pedaço.
  • Uma simples caminhada leva até a margem do Rio Mississípi, onde é possível fazer passeios em um barco a vapor, sempre com a presença de uma banda de jazz.
  • Repare que o rio fica acima do nível de New Orleans, o que foi determinante para, durante a passagem do furacão Katrina, em 2005, as águas extravasarem os diques e destruírem a cidade, hoje quase que totalmente recuperada.
  • Durante a tarde, siga para o Garden District. O bairro ostenta diversos casarões históricos, muitos deles adquiridos por astros do cinema, como Sandra Bullock e John Goodman.
  • Muita gente aproveita a estada no Garden District para visitar o Cemitério Lafayette. Ali foi gravada uma cena do filme “Entrevista com o Vampiro”, cuja história é inspirada nos contos mal-assombrados de New Orleans.
  • Durante a noite, não deixe de conhecer a Frenchmen Street. Preferida dos nativos, a rua conta com diversos clubes de jazz, como o The Spotted Cat e o Maple Leaf.
* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.

Serviços

Restaurantes+

Court of Two Sisters (https://www.courtoftwosisters.com/)

Este restaurante, que funciona em um prédio de 1726, conta com um trio que toca baixo, corneta e violão em um arborizado quintal, enquanto os comensais iniciam o dia com uma típica refeição creole.

Arnaud's Jazz Bistro (https://www.arnaudsrestaurant.com/)

Elegante, é um ótimo lugar para ouvir jazz de primeira e provar carnes e frutos do mar.

Desire Oyster Bar (https://www.sonesta.com/us/louisiana/new-orleans/royal-sonesta-new-orleans/desireoysterbar)

Aqui você pode comer delícias como ostras e crab cakes. Prove também um poboy, lanche típico da região, que pode ser recheado de rosbife ou frutos do mar fritos.

Sylvain (https://www.sylvainnola.com/)

Simpático restaurante no French Quarter, que serve boas porções e sanduíches em um ambiente moderninho.

Joey K's Restaurant & Bar (http://joeyksrestaurant.com/)

Boa opção de restaurante no Garden District. Tem sanduíches do estilo poboy e delícias típicas, como arroz jambalaia.

Hotéis+

Old No 77 Hotel (https://old77hotel.com/)

Este simpático hotel fica a uma simples caminhada do French Quarter e oferece quartos honestos por bons preços. Tem uma recepção movimentada, com um bar e diversos sofás para bater papo com outros hóspedes.

The Roosevelt New Orleans, A Waldorf Astoria Hotel (https://is.gd/Ms2TwB)

Quartos amplos, atendimento personalizado, uma linda piscina e restaurante de primeira. Tudo isso faz deste hotel um dos mais confortáveis de New Orleans. O lobby, lindamente decorado, já serve de prévia do que se encontrará por lá.

Curiosidade+

Louis Armstrong

Louis Armstrong, o Rei do Jazz, nasceu em New Orleans. Há várias referências sobre ele na cidade, inclusive um parque com uma estátua, que leva seu nome. Vale a pena encaixar no roteiro.

Booking.com