• Crédito: Shutterstock.com

    Gran Via

  • Crédito: Shutterstock.com

    Plaza Mayor

  • Crédito: Shutterstock.com

    Resultados da pesquisa Puerta de Alcalá

  • Crédito: Shutterstock.com

    Parque del Retiro

4 DIAS EM MADRI


NA CAPITAL ESPANHOLA, NOITE E DIA NÃO TÊM CLARAS DIVISÕES: A BALADA TERMINA SÓ DE MANHÃ

1 º dia +

Mapa da sua rota

Plaza Mayor

– Comece o dia fazendo um tour a pé pelos principais postais da cidade. Parta da Plaza Mayor e siga para o Teatro Real e o Palácio Real. Neste último, faça a visita completa.

– Ao sair, entre na Catedral de Madri (Catedral de La Almudena) e, do outro lado do Palácio, conheça o Templo de Debod, um templo egípcio meticulosamente desmontado na terra de origem para ser reconstruído na capital espanhola.

– Volte para a Plaza Mayor no final da tarde e, no caminho, passe na Chocolateria San Ginés, que vende os famosos churros com chocolate da capital espanhola.

– Nos arredores, dá para curtir um bom happy hour ou ir às compras no envidraçado Mercado de São Miguel. A região também tem ótimos restaurantes para o jantar.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
2 º dia +

Mapa da sua rota

Museu Reina Sofia

– Reserve o dia para visitar os fabulosos museus da cidade.

– Comece com o Museu Nacional del Prado, lar de fabulosas obras de Goya (como “La Maja Desnuda”), Ribera, Velazquez (incluindo “Las Meninas”) e Bosch. Prepare as pernas, porque são mais de 1.000 obras em exposição (de um total de 7.000 em acervo).

– A parada seguinte é o Museu Reina Sofia, voltado para obras do século 20 e contemporâneas, cuja maior atração é o famoso quadro “Guernica”, de Picasso. Os cafés dos museus são uma boa alternativa para um almoço mais leve.

– Se a fome cultural ainda não for saciada, visite o Museu Thyssen-Bornemisza. Obras da renascença, impressionismo e expressionismo são o forte da coleção.

– Descanse no Parque El Retiro após a maratona cultural. Ali dá para fazer divertidos passeios em barquinhos, sobretudo durante o verão. Outra ideia boa é ir a um mercado e preparar um piquenique no pedaço.

– À noite, a região de Chueca, no bairro Justicia, é propícia para quem está afim de se jogar na balada.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
3 º dia +

Mapa da sua rota

La Latina

– Depois do café da manhã, saia para um passeio gastronômico no Mercado de San Anton, recentemente renovado. Aqui você pode tanto ver produtos locais como almoçar nos bares de tapas ou no restaurante do terraço.

– À tarde, siga para a região da Plaza Dos de Mayo, repleta de restaurantes com mesas ao ar livre.

– A melhor opção para a noite é seguir para La Latina, bairro famoso pelos excelentes bares de tapas.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
4 º dia +

Mapa da sua rota

Gran via

– Para ir às compras no último dia da viagem, a Gran Via pode ser explorada logo cedo – cheia de lojas de marca, magazines, teatros e cinemas.

– Siga para a bela Plaza de Cibeles, quarteirão com uma construção neoclássica cuja fonte é um dos monumentos mais famosos da Espanha.

– Na hora do almoço, visita o elegante bairro de Salamanca, com opções excelentes – e um pouco mais caras – de refeição. Uma opção mais econômica o mercado de comida El Gourmet Experience, dentro da loja El Corte Inglés da Calle Serrano.

– A despedida em grande estilo pode ser feita no Hotel Ritz, um monumento da cidade ao lado do Prado. Mesmo que você não vá jantar em seu premiado restaurante, vale pena tomar um drinque no bar do hotel adquirido pelo luxuoso grupo Mandarim Oriental.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.

Serviços

Restaurantes+

Santceloni (http://www.restaurantesantceloni.com/)

Cozinha fabulosa, reconhecida com duas estrelas Michelin. Invista no menu-degustação.

Botín (http://www.botin.es/?q=pt)

Vale pelo tenro leitão assado e pelo fato de ser considerado o restaurante mais antigo do mundo, de 1725.

Taberna del Chato (http://www.tabernadelchato.com/)

Não se intimide com o nome: este é um dos melhores bares de tapas de Madri.

La Gabinoteca (http://www.lagabinoteca.es/)

Restaurante moderninho cheio de delícias. Experimente o potito, que vem em um pote de papinha e traz batata, ovo e cogumelos. Sinta o aroma e desfrute,

Hotéis+

Ritz (http://www.booking.com/hotel/es/ritz-madrid.pt-br.html)

Aberto em 1910, é um dos mais tradicionais e luxuosos da cidade.

Carlos V (http://www.bestwestern.es/hotel-carlosv/)

Prático e confortável, fica numa rua de pedestres no centro antigo.

Hostal Buenos Aires (http://www.booking.com/hotel/es/bueno.pt-br.html)

Simples, econômico e bem localizado, na agitada Gran Via.

Room Mate Mario (http://www.booking.com/hotel/es/campomanes.pt-br.html)

Este hotel pertence a uma rede moderninha com estabelecimentos em diversas cidades da Europa. É pequeno, porém confortável e tem serviço simpático. Fica bem localizado e costuma oferecer preços acessíveis.

Dicas e curiosidades+

Tapas

Em Madri é preciso comer tapas (petiscos), que são servidas em diversos restaurantes. Há diversos tipos, como jamones (presuntos crus), queijos, pedaços de torta de batata, embutidos variados, pão com molho de tomate, lulas fritas, croquetes,

A histórica Toledo

Conhecida como “cidade das três culturas”, por ter sido colonizada durante séculos por cristãos judeus e muçulmanos, Toledo, a 75 km de Madri, é a melhor opção de passeio nos arredores da capital espanhola. Esta cidade milenar, considerada Patrimônio da Humanidade, é um verdadeiro museu a céu aberto, tal a quantidade de construções históricas que valem a visita. É uma escolha certeira para quem vai ficar um dia a mais na região.

Segóvia

Segóvia, com castelo, igrejas belíssimas, um centrinho cheio de charme e ótimos restaurantes, especializados em carne de porco, é mais uma vizinha que merece a visita.

Booking.com