Crédito: Divulgação

Por que o Crystal Bridges é um dos melhores museus dos EUA

21 de fevereiro de 2019

Por Paulo Basso Jr.

Você provavelmente nunca ouviu falar em Bentonville, no Arkansas. É ali, no coração dos Estados Unidos, porém, que está um dos museus de arte mais impressionantes da América. Trata-se do Crystal Bridges, um complexo que integra arquitetura moderna à natureza e compreende mais de 400 obras.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

O que ver no Crystal Bridges

Um dia apenas não basta para viver todas as experiências proporcionadas pelo Crystal Bridges. Cercado por trilhas, o museu conta com obras internas e externas, posicionadas em grandes salões ou nos imensos jardins.

Paulo Basso Jr.
Museu no Arkansas
Obra de arte em um dos jardins do Crystal Bridges

Entre os artistas americanos que têm obras ou, vira e mexe, ganham exposições por lá, estão Edward Hopper, Asher B. Durand, Gilbert Stuart, Thomas Cole e Thomas Eakins.

Em um dos jardins da propriedade, o destaque é uma casa de Frank Lloyd Wright’s, remontada com a estrutura original. O celebrado arquiteto é responsável por diversas obras famosas, como a do Museu Solomon R. Guggenheim, em Nova York.

Outros passeios levam a obras enormes, numa atmosfera que, vez por outra, lembra o Instituto Inhotim, de Brumadinho.

Patrocinador de peso

Bentonville foi escolhida como sede do Crystal Bridges pelo fato de o museu ter sido bolado, desenvolvido e patrocinado por Alice Walton, herdeira do Walmart, que começou as operações na cidade. Atualmente, Alice é a mulher mais rica do mundo (na frente até da rainha Elizabeth), o que a permitiu gastar dinheiro suficiente com seu sonho.

LEIA MAIS: INSPIRE-SE COM OS MUSEUS MAIS FAMOSOS DO MUNDO
MUSEU DO ELVIS, EM MEMPHIS, EXIBE OS INCRÍVEIS CARROS DO REI

Centenas de milhões de dólares foram investidos no espaço, que recebe o visitante em um prédio envidraçado com um enorme esqueleto de aranha na entrada. O design sinuoso da edificação impressiona pelos traços modernos, ressaltando telhados curvos, grandes paredes de vidro e espelhos d’água

O acesso gratuito permite conferir todas as obras espalhadas pelos amplos salões, caminhar pelas trilhas repletas de esculturas que cercam o museu, participar de eventos diários e ir ao Eleven, restaurante do qual se tem uma linda vista da região.