Crédito: Divulgação

Turismo de luxo: Karina Sell dá dicas para bombar com blogs de viagem

31 de outubro de 2016

Por Maria Beatriz Vaccari

Nascida no interior do Mato Grosso do Sul, Karina Sell é a fundadora do blog Kawalk, que se destaca na web quando o assunto é turismo de luxo. A blogueira já visitou 54 países e morou em três: Brasil, Austrália e França. Ela viaja pelo mundo curtindo os melhores hotéis de luxo e “testando” experiências exclusivas. As aventuras se transformam em postagens para o blog, que tem mais de 20 mil fãs no Facebook e 107 mil no Instagram. Na entrevista abaixo, Karina fala sobre o seu trabalho como social media influencer de turismo e dá dicas para quem pretende entrar no mundo dos blogs de viagem. Dá só uma olhada:

Rota de Férias: O que é o Kawalk e por que você decidiu se aventurar na área de turismo?

Karina Sell: O Kawalk é focado em experiências exclusivas e hotéis de luxo ou que ofereçam atividades diferenciadas para o hóspede. Comecei a me dedicar ao blog há pouco mais de um ano. Formei-me em administração e encontrei no site a possibilidade de focar em algo que tenho mais interesse.

RF: Como as redes sociais te ajudaram a crescer?

Foto: Divulgação
tanzania-safari-na-cratera-de-ngorongoro

Kawalk oferece conteúdo focado em turismo de luxo

KS: Ganhei vários seguidores depois que postei as fotos de minha lua de mel no Instagram. Até o jornal O Globo me entrevistou à época. Foi nesse momento que abri meus olhos e pude ver que eu tinha a oportunidade de fazer algo relacionado a viagens.

RF: Em quais mídias sociais você atua mais?

KS: Mais no Instagram. Sou apaixonada por fotos. Acho genial poder compartilhá-las e ver outras imagens também. Atualmente, tenho 107 mil seguidores.

RF: Como você fez para atrair seguidores no começo?

KS: Sempre fui de viajar muito e postar bastante as fotos no Instagram. Depois de insistência dos amigos, resolvi deixar a minha conta pública. Com o tempo, isso foi atraindo mais pessoas interessadas em viagens.

RF: De que forma você trabalha a manutenção e conquista de novos seguidores?

KS: Tento postar pelo menos uma foto por dia, além de curtir e comentar fotos interessantes. Acho que a interação com outras contas de turismo é muito importante. Afinal, quem não é visto não é lembrado. Além disso, sempre uso hashtags relacionadas à foto.

RF: O Facebook oferece ferramentas de impulsionamento de páginas e posts, enquanto o Instagram tem ferramentas de controle de posts, sem contar a possibilidade (não recomendada) de comprar seguidores falsos. Como você enxerga essas ferramentas?

KS: A compra de seguidores e likes é uma maneira de enganar a si próprio. Ninguém vai chegar a lugar algum com seguidores e likes falsos. A questão não é os números, mas o quanto a pessoa influencia. O mercado sente e percebe isso.

Foto: Divulgação
2-chile-torres-del-paine

Karina Sell já viajou por 54 países e morou no Brasil, na França e na Austrália

RF: Quais equipamentos você usa para postar fotos e vídeos?

KS: Todas as minhas fotos são tiradas com máquina profissional (NiKon D800). Uso GoPro apenas quando é para fotografar na água.

RF: Que ferramentas de edição e tipos de efeito em imagem você costuma usar mais?

KS: Uso photoshop quando preciso editar a foto. Não uso filtros do Instagram. Acho que eles tiram muito a definição e a qualidade das imagens.

RF: Além de conquistar audiência, é possível ganhar dinheiro e monetizar o negócio por meio das mídias sociais?

KS: É possível sim. Divulgando algum destino, marca ou vendendo produtos relacionados. O que considero importante é me envolver com marcas e produtos que acredito ou já uso. Também procuro divulgar destinos e hotéis que são do meu interesse para o blog passar veracidade e ter personalidade.

Foto: Divulgação
1-four-seasons-serengeti-vila

Karina pretende investir mais na produção de vídeos para o YouTube

RF: Diante de toda a sua experiência, qual lugar do mundo mais te encantou?

KS: Muitos! Minhas cidades prediletas são Paris, Copenhague e Moscou. Em relação a destinos paradisíacos ou exóticos, meus preferidos são Polinésia Francesa, Maldivas e Tanzânia.

RF: Quais são os seus próximos objetivos?

KS: Quero me dedicar mais ao YouTube e fazer mais vídeos.

RF: Quais dicas você daria para quem deseja se tornar um social media influencer de turismo?

KS: Vejo muita gente pensando em criar blogs e redes sociais acreditando ser uma maneira fácil de ganhar dinheiro e patrocínios, mas para isso é preciso se dedicar muito! Minha dica para essas pessoas é: faça algo de coração e com verdade.