Crédito: Divulgação

Tudo que você precisa saber sobre o Airbnb

12 de janeiro de 2017

Por Maria Beatriz Vaccari

Apesar de já ser o queridinho de muitos viajantes brasileiros, o Airbnb ainda desperta algumas dúvidas, principalmente entre as pessoas que pretendem usar os serviços pela primeira vez. O Rota de Férias preparou um guia completo com tudo que você precisa saber para entender de vez a plataforma de hospedagem alternativa.

O que é o Airbnb

O Airbnb é a maior plataforma de hospedagem alternativa do mundo. Uma comunidade que conecta pessoas em 191 países e em mais de 34 mil cidades. A empresa foi fundada em 2008, no auge da crise econômica dos Estados Unidos. A ideia surgiu com o aluguel de um colchão inflável colocado em um loft em San Francisco, onde os fundadores moravam e estudavam. Os dois amigos resolveram alugar o espaço para turistas durante um grande evento de design que lotou os hotéis da cidade. A princípio, eles acreditavam que apenas mochileiros ficariam em sua casa, mas se surpreenderam com um indiano, uma senhora e um pai de família. Foi então que eles perceberam que essa ideia poderia se tornar uma plataforma que conectaria pessoas no mundo inteiro, criando uma comunidade que, além de facilitar viagens, pode oferecer experiências únicas e integrar culturas diferentes em sua essência. No Brasil, o Airbnb iniciou operação no começo de 2012, quando já registrava mais de 3.500 anúncios. Atualmente, a plataforma tem mais de 100 mil imóveis inscritos no País.

Vantagens de usar o serviço

A principal vantagem oferecida pelo serviço é a possibilidade de viajar e se hospedar na casa de moradores locais, permitindo experiências únicas de troca cultural. Em geral, as pessoas procuram por preços inferiores aos praticados em hotéis, mas hospedagens de bom nível. Muitas vezes é possível encontrar.

Tipos de hospedagens disponíveis

É possível encontrar quartos compartilhados, quartos inteiros e imóveis inteiros. A gama de opções do Airbnb vai de quartos em apartamentos a castelos, ilhas privativas e até casas na árvore.

Como alugar um imóvel

A plataforma pede que o hóspede faça um registro com o perfil completo, verifica um documento e pede um link com Facebook e e-mail para ter mais selos de segurança. Depois disso, é só usar a busca e os filtros para encontrar um imóvel que preencha todos os requisitos, por exemplo: bairro, tamanho, data e preço. É importante que o chat da ferramenta seja sempre usado para que hóspede e anfitrião tirem suas dúvidas e tenham mais segurança sobre o local em que irão ficar ou quem entrará em seu imóvel. Ficar atento aos comentários de outros usuários sobre as características dos anúncios e dos anfitriões também é uma forma de garantir uma estadia perfeita.

Limpeza, café da manhã e outros serviços

Cada anfitrião escolhe as amenites e serviços que irá oferecer para tornar a hospedagem ainda mais completa e confortável, podendo cobrar a mais por isso. As taxas devem estar explícitas nos anúncios e são cobradas no momento da reserva. É importante também ressaltar que todos os valores de diária e limpeza são definidos pelos próprios anfitriões. O Airbnb sugere um preço, mas a decisão final é sempre dos proprietários.

Como anunciar um imóvel

Qualquer pessoa que possua um espaço livre, seja ele um quarto ou uma casa inteira, pode se tornar um anfitrião do Airbnb. Para isso, é preciso criar um login e senha na plataforma, escrever um perfil contendo as características a respeito do espaço, das regras da casa, da rotina dos moradores e outras informações importantes. É importante redigir o anúncio em detalhes para ajudar o hóspede a se identificar com o local e não ter surpresas posteriores, como a presença de animais de estimação.

Pagamento da reserva

O pagamento é feito no momento da reserva e liberado pelo Airbnb ao anfitrião aproximadamente 24 horas depois do check-in. Isso acontece para assegurar ao hóspede que tudo esteja em conformidade ao que foi anunciado. Esse valor também fica retido com o Airbnb para assegurar ao anfitrião que o que foi acordado entre as partes seja realmente pago.

Formas de pagamento

No Brasil, o Airbnb aceita pagamentos realizados com cartões de crédito (com possibilidade de parcelamentos), boleto e paypal.

Casos de desistência

Existem políticas de cancelamento que regem a devolução (ou a não devolução) de dinheiro em caso de cancelamento da reserva pelo hóspede. Essas condições são escolhidas pelo anfitrião e o Airbnb indica que sempre sejam verificadas antes de finalizar qualquer reserva. Caso seja necessário realizar o cancelamento, o reembolso fica de acordo com a rigorosidade que foi determinada pelo anfitrião, porém as taxas de transação, independentemente da política adotada, não são devolvidas.

Convivência entre hóspedes e anfitriões

As regras de convivência são impostas pelo anfitrião de cada imóvel. É importante que o hóspede leia com atenção a cada uma delas e entre em contato pelo chat oferecido na plataforma para alinhar expectativas e necessidades. Assim, as chances de ter uma estadia perfeita só aumentam.

Segurança do usuário

Mais de 140 milhões de hóspedes já tiveram experiências seguras e positivas, segundo dados fornecidos pelo Airbnb. A plataforma conta com 40 ferramentas de segurança. Uma pesquisa recente realizada pelo instituto DataFolha mostra que 92% dos entrevistados se sentem seguros com os procedimentos oferecidos pela empresa, como verificação de identidade, fotos, avaliações, atendimento ao consumidor e monitoramento de segurança.

Canais de suporte

A Comunidade do Airbnb tem suporte 24 horas, seja por e-mail, telefone ou mídias sociais.