Crédito: Stuttgart - Marketing GmbH - Werner Dieterich

Um divertido tour por Stuttgart, na Alemanha

11 de janeiro de 2019

Por Paulo Basso Jr.

Desde sempre, a história de Stuttgart, na Alemanha, é marcada por avanços que, embora importantes, nunca trouxeram prejuízos às tradições locais, como o projeto que, em 10 anos, deve levar para debaixo da terra a estação ferroviária central em prol da criação de uma enorme área verde, com direito a biergartens (os famosos jardins de cerveja alemães) e tudo.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Mas a maior prova disso são os palácios novo e velho, que pulsam lado a lado em uma enorme praça chamada Schlossplatz (Praça dos Castelos), o coração de Stuttgart. O “novo”, de estilo barroco, foi erguido entre 1746 e 1807 e abriga repartições públicas. O velho, bem mais interessante, tem sua origem no século 10 e, hoje, funciona como um museu onde estão expostos os tesouros dos antigos reis de Württemberg.

LEIA MAIS: CONHEÇA AS NOVAS ATRAÇÕES CULTURAIS DE DRESDEN, NA ALEMANHA
UNESCO DECLARA NOVOS PATRIMÔNIOS MUNDIAIS NA ALEMANHA

Passear sem compromisso ali é uma delícia, mesmo porque nos arredores há uma galeria de arte com obras de Rembrandt, Monet e Picasso, bem como o Museum of Art, de arte moderna, cujo prédio lembra um cubo de vidro que faz olhos brilharem ao ser iluminado, durante a noite.

Divulgação
Museu moderno na Alemanha
Museum of Art de Stuttgart

Esse também é o momento em que se ouve o burburinho em torno de uma das óperas mais celebradas do mundo, com concertos ou apresentações de balé diárias. No saguão, em meio a doses de Veuve Clicquot, é possível observar os 14 lustres do edifício inspirado na parisiense Ópera Garnier, um dos poucos de Stuttgart que sobreviveram aos bombardeios da Segunda Guerra.

O que fazer em Stuttgart

Compras luxuosas

A Breuninger é a segunda maior loja de departamentos da Alemanha (atrás apenas da KaDeWe, em Berlim). Ali, há serviço de shuttle com carros de luxo e salas especiais para quem procura por atendimento vip, com personal trainers preparados para selecionar roupas e acessórios de marcas como Céline, Prada, Dior, Ermenegildo Zegna, Hermès e Tiffany & Co sem que você precise sair do lugar.

Breuninger / Thomas Niedermueller
Centro de compras de Stuttgart
Dorotheen Quartier

A Breuninger é a principal joia de uma área belíssima chamada Dorotheen Quartier, que está para a cidade assim como o Quadrilátero da Moda para Milão. Ali estão surgindo novas e modernas lojas de grifes, como Gucci e Louis Vuitton. É um lugar perfeito para caminhar antes de, finalmente, render-se à tradição automotiva alemã.

Museu da Mercedes

Nada chama mais a atenção na capital de Baden-Württemberg do que a adoração de seus cidadãos aos carros. Não à toa, montadoras como Mercedes-Benz e Porsche têm sede ali – e, reza a lenda, até o cavalinho rampante que virou ícone da Ferrari teria sido adotado por Enzo Ferrari depois que ele viu um piloto alemão usando um adereço semelhante em seu avião, justamente o cavalo que simboliza Stuttgart.

Divulgação
Fachada de museu da Mercedes
Museu da Mercedes

Histórias ainda melhores sobre automóveis podem ser conferidas no surpreendente Mercedes Museum, tão fascinante que é capaz de encantar até quem não sabe quantas rodas tem um carro. Ao adentrar no moderno prédio em formato oval, o visitante é encaminhado a um singelo elevador que leva para o sexto andar, onde começa uma jornada em espiral que conta a trajetória da montadora – e dos automóveis no mundo.

De cara se aprende que a estrela símbolo da marca vem da ideia dos criadores em motorizar a terra, o céu e o ar. Por isso, há até barcos e aviões expostos, embora sejam os veículos terrestres que chamem a atenção para valer.

A mostra é deslumbrante e conta a história da evolução automotiva até os carros elétricos, com direito a modelos de famosos como a Princesa Diana e um sultão de Marrocos. Isso sem contar um Papa Móvel e o ônibus que transportava a campeã seleção da Alemanha na Copa do Mundo de 1974.

Museu da Porsche

Divulgação
Interior de museu da Porsche
Museu da Porsche

Vale a pena incluir no roteiro uma visita ao não menos deslumbrante Museu da Porsche. O local exibe os primeiros automóveis da marca (também pioneiros no mundo) e até o famoso Fusca, que teria sido desenhado por Ferdinand Porsche, o criador da montadora. Modelos como 911 e Carrera despontam em um prédio fantástico, com design futurista.

Onde comer em Stuttgart

Divulgação
Prato alemão
Comida boa não falta em Stuttgart

Cidade grande para os padrões alemães e com atmosfera interiorana, Stuttgart sabe receber bem o viajante. Tem bons hotéis e excelentes restaurantes, diversos deles com estrelas Michelin, como o Olivo e o Die Zirbelstube. Menos badalado, mas igualmente interessante é o Weinstube Fröhlich, especializado em pratos típicos como o maultaschen, espécie de ravióli delicioso recheado com carne e espinafre que combina bem com as fortes cervejas locais.

Obs: Trecho de texto publicado originalmente na revista Viaje Mais Luxo, da Editora Europa.