Tags

O ponto de partida do seu roteiro de viagem.

Notícias de Turismo

Atenção: Suíça atualiza regras e apenas brasileiros totalmente vacinados poderão entrar no país

Créditos: Divulgação

OBs: Nota atualizada em 25 de junho de 2021.

Após um posicionamento inicial em que todos os brasileiros poderiam entrar na Suíça a partir de 26 de junho, o órgão oficial do turismo no país atualizou as regras. Agora, apenas quem sair do Brasil totalmente imunizado com as duas doses da vacina contra covid-19 (quando necessárias) tomadas nos últimos 12 meses terá permissão para entrar no país sem precisar fazer o teste PCR ou cumprir quarentena.

Ocorre que a lista de regiões de risco elaborada pelo Serviço Federal de Saúde Pública da Suíça até foi reduzida apenas para os países e áreas em que circulam variantes preocupantes do vírus, mas o Brasil está nela. Assim, estrangeiros de diversas outras nações terão as regras de entrada bem mais flexibilizadas do que os brasileiros neste momento.

As vacinas aceitas atualmente para entrar na Suíça são as Organização Mundial da Saúde: BioNTech, Moderna, Pfizer, Janssen, AstraZeneca, Sinovac (nome oficial da Coronavac), Sinopharm e Serum Institute of India.

Reserva de hotel na Suíça – Confira os preços e as melhores opções aqui.

Exigências para viajar para a Suíça

Confira as novas regras publicadas em 25 de junho de 2021 a respeito da reabertura das fronteiras na Suíça.  Os brasileiros serão aceitos nas seguintes condições:

  • Após a segunda dose da vacina (ou vacina de dose única), será permitida a entrada no país no mesmo dia. 
  • Necessário que a última dose da vacina (ou dose única) tenha sido tomada nos últimos 12 meses. 
  • Caso o viajante tenha a intenção de seguir a partir da Suíça para outros países, serão válidas as regras do país de destino. Hoje, a entrada dos brasileiros na maioria das nações europeias é bastante restrita (lembrando que a Suíça não faz parte da União Europeia e costuma haver checagem para transitar de ou para o país).
  • Ao entrar na Suíça, os contatos dos viajantes serão solicitados para controle de dados. 
  • Crianças de até 16 anos acompanhada pelos pais são isentas de comprovação de vacinação.
  • Passageiros entre 16 e 18 anos não precisam apresentar o certificado de imunização, apenas teste PCR negativo válido dentro das 72 horas. 
  • Para passageiros em trânsito/conexão, é necessário verificar as regras com a cia aérea. 
  • Para a comprovação de imunização dos brasileiros, basta apresentar o comprovante de vacinação junto ao passaporte. Ele deve conter:  nome, data de nascimento, data da vacina, nome da vacina administrada e nome e endereço do local de vacinação.
  • Para retornar ao Brasil, é necessário sempre apresentar o teste PCR negativo. 

Regras que não valem mais

Com isso, a primeira diretriz divulgada, de que mesmo quem não estivesse vacinado poderia entrar na Suíça sem fazer PCR caso apresentasse comprovante de que se recuperou da doença, caiu. O mesmo vale para a informação de que todo brasileiro poderia entrar no país mesmo sem ter se vacinado ou contraído a doença, desde que fizesse quarentena de 10 dias.

A Suíça deixa claro agora que, neste momento, reabrirá as fronteiras apenas para brasileiros totalmente vacinados.

Como provar que tomou a vacina para entrar na Suíça

De acordo com a autoridade de turismo do país europeu, os brasileiros poderão entrar na Suíça ao apresentar o cartão da vacinação do SUS com o nome completo do passageiro. Quem tiver até 16 anos está isento da medida e poderá viajar com os pais vacinados, sem a exigência de apresentar testes.

Seguro viagem na Suíça é obrigatório – Clique aqui para contratar o seu e ganhe 5% de desconto ao usar o cupom ROTADEFERIAS5.

O comunicado diz ainda que, no futuro, o certificado COVID da União Europeia deverá ser usado para atestar vacinação, infecção curada ou teste negativo. O certificado COVID-19 da Suíça é compatível com o certificado digital COVID da União Europeia.

A Coronavac é aceita para entrar na Suíça?

Como o comunicado menciona as vacinas AstraZeneca e Sinovac, mas não cita nominalmente outros termos usados nos cartões do SUS, como Fiocruz (laboratório que produz a AstraZeneca), Butantan ou Coronavac (da Sinovac), ainda não está claro se os brasileiros que tomaram esses imunizantes terão permissão para entrar imediatamente no país europeu.

A recomendação, no momento, é que os turistas que tomaram essas vacinas aguardem um posicionamento oficial do governo suíço com relação à nomenclatura presente no comprovante de vacinação.

É provável, porém, que os agentes locais sejam instruídos a liberar a entrada na Suíça de todos os brasileiros que tenham tomado qualquer imunizante aprovado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Antes de comprar a passagem e viajar, no entanto, não deixe de checar essa informação.

 

    Informativo

    Cadastre-se e receba com exclusividade nossos conteúdos.