Crédito: Pixabay

Seguro Viagem: quatro problemas cobertos que nem todos sabem

4 de dezembro de 2019

Por Redação

Da passagem, hospedagem e alimentação até eventuais emergências médicas que possam acontecer com o colaborador durante uma viagem a trabalho, há uma série de incidentes capazes de causar dor de cabeça para os envolvidos. Nessas horas, contar com um seguro viagem é uma ótima opção para viajar tranquilo.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

“Em viagens a trabalho, a empresa é 100% responsável pelo bem-estar do seu funcionário. Ao contar com o Seguro Viagem, além das coberturas médico-hospitalares, é necessário oferecer aos segurados o apoio total em imprevistos relacionados à bagagem, perda de documentos, atrasos e cancelamento de voos, bem como aluguel de veículos”, explica Alexandre Moreno, Gerente de Linhas Pessoais da AIG.

O executivo elencou algumas situações e como as coberturas do seguro viagem podem ajudar.

LEIA MAIS: ENTENDA A IMPORTÂNCIA DE ADQUIRIR O SEGURO VIAGEM
5 RAZÕES PARA ACIONAR O SEGURO VIAGEM DURANTE AS FÉRIAS

Seguro Viagem

1 – Meu voo na China foi cancelado. E agora?

O cliente está na China e tem seu voo cancelado. Para piorar, o próximo voo partirá apenas 24 horas depois, e a companhia aérea, nesse caso, não pagará as custas de hotel, alimentação e transporte. Outro problema: o cliente mal sabe falar o idioma local. O que fazer?

Após o envio da comprovação de voo atrasado ou cancelado, com a certeza de que a companhia não arcará com nada, o seguro precisa ressarcir todas as despesas feitas pelo cliente. Para todo o apoio necessário, basta entrar em contato com o serviço disponível em 45 idiomas diferentes.

2 – Com que roupa eu vou?

Supondo que alguém teve que viajar a negócios, mas a bagagem não chegou e ele não estava com a roupa apropriada para a reunião, é possível prever dois tipos de cobertura referentes a atraso e a perda da bagagem.

Se o executivo chegou ao local e demorou mais quequatro horas para receber a bagagem, na qual estava o essencial, como terno, gravata, caderno de anotações, entre outros objetos, a cobertura de atraso de bagagem o respaldará. Devem ser fornecidos recursos para roupa e objetos necessários.

Caso o viajante vá para o hotel, está só com a roupa do corpo e se passam de cinco a dez horas, e de um a cinco dias, a depender das condições da apólice, o sinistro é alterado para perda da bagagem. Nesse caso, existe outra indenização com valor diferenciado e cobertura da roupa para reunião e para os outros dias.

Com relação à documentação que possa exigir suporte de despachante, por exemplo, a assistência da AIG auxilia na retirada de segunda via desses documentos em diversos países.

3- Caí e quebrei meu tornozelo em outro país. A quem recorro?

O cliente deve ligar para a central de atendimento do seguro viagem, e os especialistas vão fazer o diagnóstico por telefone sobre o que aconteceu e indicar a clínica mais próxima. Após a formalização das documentações, o atendimento é realizado.

Qualquer tipo de lesão por acidente ou doença é coberta integralmente pela AIG até o limite contratado. Se for em algum local onde não há rede credenciada ou o cliente não ligar para a assistência, ele poderá ser atendido em qualquer clínica ou hospital e, depois, reunir os comprovantes necessários e solicitar o reembolso.

4 – Passaporte, onde está você?

O executivo da empresa está em uma viagem de negócios no Japão ou na Europa e precisa ir para outro país com urgência para viabilizar outra situação, mas se dá conta de que não está com o passaporte. O que fazer?

O seguro tem um serviço que orienta o cliente, no seu próprio idioma, a respeito de qual procedimento deve ser seguido para resolver o problema. É fornecida toda a coordenação para que o segurado não fique desamparado.

TOP 10 cidades para conhecer em 2020

Para os turistas que estão procurando a próxima viagem, a publicação de turismo Lonely Planet reuniu 10 cidades para conhecer em 2020.