Crédito: Pixabay

Rock in Rio: veja 6 opções de hospedagem para curtir o festival

17 de setembro de 2019

Por Leo Alves

Setembro chegou e com ele a contagem regressiva para o Rock in Rio 2019, no Rio de Janeiro. Diversas pessoas estão fazendo as malas para ir ao evento, que em sua última edição reuniu mais de 700 mil fãs de música. Serão sete dias de shows, entre 27 de setembro e 6 de outubro, em uma verdadeira maratona musical.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Para quem deseja recarregar as baterias entre os shows e aproveitar o melhor da cidade, o Airbnb reuniu seis opções disponíveis na plataforma em diferentes locais para diversos gostos, bolsos e estilos – de grupos de amigos a quem vai assistir ao festival em família.

Hospedagens do Airbnb para o Rock in Rio

Gávea

Balancinho bom

Localizado na Gávea, este local pode ser uma opção para quem busca descansar em uma rede após curtir os shows. Quatro pessoas podem se acomodar em seus dois quartos.

Joá

Ponto de vista

O grupo que escolher este endereço no Joá poderá aproveitar a beleza natural da capital fluminense, além de ter uma piscina disponível. Com seis quartos e capacidade para 12 hóspedes, a casa tem uma vista privilegiada de um dos principais cartões postais cariocas, o Morro Dois Irmãos.

Sonhando acordado

Nada como um bom sono para recuperar as forças depois de tanta música e dança. Uma cama confortável, lençóis macios e um travesseiro são indispensáveis. Este outro local no Joá oferece tudo isso e, de quebra, uma bela vista da cidade.

Leblon

Popcorn time

Quem prefere recarregar as baterias em frente à TV, colocando em dia as séries preferidas ou assistindo um filme, pode optar por este apartamento no Leblon, com sofás e televisão enormes.

LEIA MAIS: CONHEÇA OS PONTOS TURÍSTICOS MAIS FAMOSOS DO RIO DE JANEIRO
O QUE FAZER NO RIO DE JANEIRO? CONFIRA O ROTEIRO DE 5 DIAS

Barra da Tijuca

Cooking

Para muitos, cozinhar também é relaxar, e uma cozinha completa não pode faltar entre um show e outro do festival. Este loft de cobertura na Barra para três pessoas tem uma sala em conceito aberto, que faz com que a estrela das receitas possa dividir o brilho com os convidados.

Jardim Botânico

Dedo verde

Essa casa de mais de 100 anos foi recentemente reformada. Além de uma decoração cheia de charme, que privilegia materiais naturais, o anfitrião caprichou nas plantas, que estão nos ambientes internos, na varanda, no quintal, na vizinhança próxima ao Jardim Botânico e na vista para a maior floresta urbana do mundo, a Tijuca.

E por falar no Rock in Rio, confira na galeria alguns dos maiores festivais do mundo.

  • Os maiores festivais de música do mundo - O Coachella, realizado em Indio, na Califórnia, é um dos festivais mais tradicionais dos Estados Unidos. Durante os dias de festa (realizados sempre no mês de abril) quem anda pelo local vê um verdadeiro desfile de moda a céu aberto e ainda tem chance de encontrar famosos que aparecem para assistir aos shows com a galera
  • O Glastonbury é um dos maiores festivais a céu aberto do mundo. A região de Pilton, na Inglaterra, promove cinco dias de shows. Ao longo dos anos, a multidão já curtiu apresentações de ícones como The Smiths, Amy Winehouse e Blur. O pessoal que quer aproveitar todos os dias pode acampar no local. Reza a lenda que as experiências do camping são tão legais quanto os shows
  • Criado em 1991 por Perry Farrell, vocalista do Jane's Addiction, o festival Lolapalooza conquistou o mundo mesclando estilos musicais que vão do rap ao rock pesado. O evento começou no Grant Park, um grande parque público de Chicago, nos Estados Unidos. Ao longo dos anos, o Lolla se espalhou por países como Alemanha, França, Chile, Argentina e Brasil
  • Crédito: Divulgação
    O festival Tomorrowland é realizado anualmente na cidade de Boom, na Bélgica. O evento é uma referência em música eletrônica e, neste ano, rola nos dias 20, 21, 22, 27, 28 e 29 de julho. O público curte as batidas dos melhores DJs da cena global e ainda conta com palcos e iluminações que dão um tom "mágico" aos shows - os elementos tecnológicos contam uma história, que é renovada a cada edição. O Brasil foi o primeiro país a sediar a Tomorroland fora do território belga (em 2015 e 2016, o evento rolou na cidade de Itu, interior de São Paulo). Entretanto, por conta da crise econômica, o festival não teve outras edições
  • Março é o mês do Ultra Music Festival, evento de música eletrônica ao ar livre realizado em Miami, nos Estados Unidos, desde 1999. Feras como Tiësto, Armin van Buuren, Calvin Harris e Deadmau5 já se apresentaram na festa. O Ultra fez tanto sucesso que foi exportado para países como Espanha, Brasil, Argentina, Colômbia, Chile, Coréia do Sul, África do Sul, Croácia e Japão
  • Com mais de 20 anos nas costas, o festival espanhol de Benicassim atrai milhares de pessoas à cidade litorânea que fica entra Valência e Barcelona. Além de curtir o visual praiano da região, o pessoal que decidir ir à edição de 2018 (programada para rolar entre 19 e 22 de julho) poderá ver de perto artistas como The Killers, Liam Gallagher, Bastille e The Kooks
  • O Rock in Rio nasceu em 1985 na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro - evento que reuniu mais de um milhão de pessoas. A segunda edição carioca foi realizada em 1991, no Maracanã. Depois disso, o festival teve mais cinco edições brasileiras: 2001, 2011, 2013 e 2015 e 2017. A última foi realizada no Parque dos Atletas, local construído para abrigar os competidores durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro (2016). Apesar de levar o nome da Cidade Maravilhosa, o festival já deu as caras em Lisboa (Portugal), Madri (Espanha) e Las Vegas (Estados Unidos)