Crédito: Shutterstock.com

O que mudou na hora de tirar ou renovar o visto dos Estados Unidos

1 de fevereiro de 2017

Por Maria Beatriz Vaccari

O polêmico decreto assinado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em 27 de janeiro, não só barra a entrada de cidadãos de sete nações (Iraque, Iêmen , Irã, Síria, Líbia, Somália e Sudão) ao território norte-americano como atinge os brasileiros que desejam tirar ou renovar o visto de turismo para viajar ao país. O Rota de Férias entrou em contato com a embaixada dos EUA, que, por meio da assessoria de imprensa, esclareceu como funcionarão as regras a partir de agora.

Anteriormente, as pessoas que pretendiam renovar seus vistos na mesma categoria, até 48 meses após o vencimento, eram quase sempre isentas do processo de entrevistas. A partir de agora, a possível isenção é válida apenas caso o visto tenha expirado menos de 12 meses antes do novo pedido.

O processo de entrevista para solicitantes de primeira viagem continua obrigatório, exceto para pessoas com idade inferior a 14 anos ou superior a 79 anos. A nova regra vale tanto para a primeira solicitação quanto para a renovação da autorização. Vale lembrar que, antes do novo decreto, cidadãos com menos ou entre 14 e 15 anos e acima de 66 anos eram dispensados do procedimento.

A entrevista não é obrigatória para alguns tipos de vistos diplomáticos e oficiais de governos e organizações internacionais. Entre eles estão as categorias: A-1, A-2, G-1, G-2, G-3, G-4, OTAN-1 a -6, C-2 e C-3.