Crédito: Divulgação

Terraço Itália reabre com salas renovadas e medidas de segurança

22 22-03:00 setembro 22-03:00 2020

Por Redação

Depois de permanecer quase seis meses fechado por conta da pandemia de covid-19, o Terraço Itália, edíficio ícone de São Paulo, reabriu as portas, em horários ainda restritos, mas com novidades. As salas foram repaginadas, permitindo uma experiência visual mais ampla. No novo projeto, a Sala São Paulo e todas as áreas comuns do complexo passaram a adotar o mesmo design da Sala Nobre, renovada em 2016.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Reabertura do Terraço Itália

Os corredores, os banheiros e a escada que une os ambientes do Terraço Itália também foram renovados. A sala panorâmica e o bar (que ganhará novos estofados e persianas) devem ser finalizados até o fim de setembro.

LEIA MAIS: HARD ROCK VAI ABRIR HOTEL E RESTAURANTE EM SÃO PAULO
6 BARES PARA CONHECER AO REDOR DO MUNDO EM HOTÉIS INCRÍVEIS

Segundo a arquiteta e designer de interiores Christina Hamoui, foram mantidos os revestimentos em nogueira, pisos em mármore Travertino e detalhes em mármore Nero Portoro. Assim, o projeto mesclou elementos clássicos e modernos para preservar a identidade do local, cartão-postal da cidade. Foram mantidas as cadeiras modelo medalhão e as antigas colunas do centro da sala, marcos da estrutura original.

Terraço Itália


Avenida Ipiranga, n°344 – 41° – Centro
São Paulo – SP
Reservas: SP (11) 2189-2929
Formas de Pagamento: todos os cartões de crédito e débito

A cozinha, por sua vez, segue sendo comandada pelo chef Pasquale Mancini. O menu traz clássicos da culinária toscana e de outras regiões da Itália. Uma das novidades é o pappardelle ao ragu de cordeiro (R$ 126).

Medidas de segurança

Para seguir as normas e protocolos de segurança e prevenção recomendados pela OMS, as mesas do Terraço Itália foram  dispostas com o espaçamento recomendado, de modo a permitir o distanciamento entre as pessoas.

Os menus estão disponíveis em QR Code, e garçons atendem com máscaras e luvas. Sachês com álcool gel estão disponíveis em todas as mesas. O serviço de valet, por sua vez, recepciona os clientes com os mesmos critérios de higienização no recebimento e devolução dos veículos.

Novo horário de funcionamento


Jantar – Todos os dias (inclusive domingos) das 18:00 às 22:00
Reservas: 18:00 – 19:00 – 20:30
Almoço – Todos os dias das 12h às 16h
Reservas: 12:00 – 13:30 – 14:30

Pontos turísticos icônicos de São Paulo 

São Paulo é conhecida por suas opções culturais, restaurantes e espaços públicos badalados, como o Parque do Ibirapuera. O Rota de Férias selecionou fotos dos lugares mais icônicos da capital paulista. Confira na galeria:

  • Crédito: Caio Silveira/SPTuris
    Conheça os principais pontos turísticos de São Paulo - A Estação da Luz abriu as portas em 1901. Ela foi construída com estruturas trazidas da Inglaterra. A intenção era "recriar" o Big Ben e a abadia de Westminter, ambas de Londres, na Inglaterra
  • Crédito: Jefferson Pancier/SPTuris
    O Theatro Municipal de São Paulo encanta os visitantes com suas estruturas clássicas e vitrais. Ao visitar a cidade, vale a pena conferir a programação e assistir a uma apresentação por lá
  • Crédito: Miguel_Schincariol/FCVB/SPTuris
    A 25 de março é uma das ruas mais famosas da cidade. O local, cheio de barraquinhas e galerias, é ideal para quem gosta de comprar produtos baratos
  • Crédito: SPTuris
    A Avenida Paulista o principal cartão postal de São Paulo. A via conta com shoppings, prédios comerciais, cinemas, parques, museus e atrações de rua. Isso sem contar o MASP, com altas exposições
  • Crédito: SPTuris
    Um dos grandes destaques da região central é o Viaduto do Chá. Pouca gente sabe, mas até 1897 era preciso pagar uma taxa para cruzar os 204 metros da ponte
  • Crédito: Rubens Chiri/SPTuris
    A Catedral da Sé é a igreja mais famosa de São Paulo. Assim como a cidade, ela também faz aniversário em 25 de janeiro
  • Crédito: Rubens Chiri/SPTuris
    O Marco Zero da capital paulista fica na Praça da Sé, bem em frente à Catedral da Sé
  • Crédito: Rubens Chiri/SPTuris
    O Pateo do Collegio é mais um pedacinho de história no Centro de São Paulo. Foi lá que ocorreu a fundação oficial da cidade, no dia 25 de janeiro de 1554
  • Crédito: Rubens Chiri/SPTuris
    A Rua José Paulino, localizada no bairro do Bom Retiro, é o point de quem quer comprar roupas com bons preços
  • Crédito: Rubens Chiri/SPTuris
    Com 165 metros de altura, o Edifício Itália foi o maior prédio da cidade por muito tempo. O tradicional restaurante Terraço Itália, que fica no topo, tem a vista mais bonita da cidade
  • Crédito: Rubens Chiri/SPTuris
    Vista panorâmica do Terraço Itália. Há um bar ali para quem deseja apreciar a cidade ao entardecer e também iluminada, de noite, na companhia de um bom drinque
  • Crédito: Miguel Schincariol/SPTuris
    A esquina da Avenida Ipiranga com a Avenida São João se tornou um ponto turístico graças à música "Sampa", de Caetano Veloso
  • Crédito: Rubens Chiri/SPTuris
    Apelidado de "Ibira", o parque do Ibirapuera é um dos símbolos de São Paulo. Ali a galera caminha, assiste a shows, pratica variados tipos de exercícios e vai a exposições em estruturas como a Oca e a Bienal
  • Crédito: Rubens Chiri/SPTuris
    Além de ser lindíssima, a Sala São Paulo recebe concertos nacionais e internacionais. É um dos edifícios com melhor acústica do Brasil
  • Crédito: Caio Pimenta/SPTuris
    O Edifício Altino Arantes, também chamado de Prédio do Banespa, tem um dos mirantes mais legais da capital. A construção teve como inspiração o arranha-céu Empire State Building, símbolo de Nova York, nos EUA
  • Crédito: Fernando Heise/SPTuris
    São Paulo também se destaca no Carnaval. Os desfiles das escolas de samba rolam no Sambódromo do Anhembi e atraem gente do mundo todo para a capital paulista
  • Crédito: Priscilla Vilariño/SPTuris
    Os detalhes do Centro de São Paulo ficam ainda mais charmosos ao anoitecer
  • Crédito: José Cordeiro/SPTuris
    A Galeria do Rock é point para quem gosta de música. Dá para comprar roupas, CDs, discos de vinil e até fazer tatuagens
  • Crédito: Caio Pimenta/SPTuris
    O Jardim Botânico abriga 380 espécies de árvores, que são usadas para estudos. Também é fácil ver animais por lá, principalmente pássaros
  • Crédito: Divulgação
    O bairro da Liberdade é um pedacinho do Japão em São Paulo. Ali dá para fazer compras e provar iguarias da gastronomia oriental
  • Crédito: Shutterstock.com
    Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP) é um dos prédios mais "diferentões" do mundo. O destaque fica para as quatro colunas que sustentam a estrutura e deixam um vão livre de mais de 70 metros
  • Crédito: Caio Silveira/SPTuris
    O Museu da Imigração do Estado de São Paulo é uma homenagem aos estrangeiros que vieram viver no Brasil
  • Crédito: Priscilla Vilariño/SPTuris
    O Mercado Municipal, apelidado de Mercadão, é cheio de colunas e vitrais maravilhosos. Além da beleza arquitetônica, os alimentos vendidos por lá são sempre fresquinhos
  • Crédito: Caio Pimenta/SPTuris
    O sanduíche de mortadela e o pastel de bacalhau são as principais atrações do Mercadão
  • Crédito: Priscilla Vilariño/SPTuris
    O Mosteiro de São Bento conquista os visitantes com vitrais, pinturas e detalhes. Foi lá que o Papa Bento XVI ficou hospedado durante sua visita ao Brasil
  • Crédito: José Rosael/SPTuris
    Apesar de estar passando por reformas, vale a pena ver o Museu do Ipiranga, nem que seja por fora. A construção luxuosa fica de frente para o Parque da Independência
  • Crédito: Shutterstock.com
    A Pinacoteca é o museu mais charmosinho de São Paulo. Além de receber exposições badaladas, o local oferece entrada gratuita aos sábados
  • Crédito: Jefferson Pancieri
    Cheio de natureza e obras de arte ao ar livre, o Parque da Luz fica bem ao lado da Pinacoteca
  • Crédito: Caio Pimenta/SPTuris
    Além dos tours durante o dia, o Zoológico de São Paulo oferece passeios à noite, que são bons para acompanhar a rotina de animais com hábitos noturnos
  • Crédito: Divulgação/Marcos Lopes
    O Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, mais conhecido como Pacaembu, atrai milhares de fãs de futebol. É lá que fica o interativo e tecnológico Museu do Futebol. Saiba mais: https://goo.gl/PAFcCi