Crédito: VisualHunt

Site avisa por WhatsApp sobre promoções de passagens

3 de abril de 2018

Por Leo Alves

Para não perder mais promoções de passagens aéreas, o site Viagens na Web criou um sistema de alerta. Ele envia para quem se cadastrar mensagens pelo WhatsApp informando quando há ofertas. A startup foi criada em fevereiro de 2018 pelo empreendedor Gustavo de Bautzer Fusca e já consegue mapear mais de 400 mil opções de viagem por dia.

Para realizar o cadastro é só entrar no site da empresa. Na página principal há um banner para a rede social. É só clicar no ícone e seguir as instruções. Basicamente é preciso enviar uma mensagem e salvar o número da empresa nos contatos. Não há nenhum custo para ter acesso às promoções de passagens aéreas.

LEIA MAIS: APLICATIVOS PARA COMPRAR PASSAGENS AÉREAS
QUANTO CUSTAM AS PASSAGENS DE AVIÃO PARA CRIANÇAS

Também é possível ser notificado pelo Messenger do Facebook. Porém, durante os testes, um erro era exibido e impedia a continuação do cadastro.

Promoções de passagens x privacidade

Segundo Bautzer, a ferramenta não enviará mensagens a todo instante. “Só avisamos que existe uma promoção se ela conceder um desconto superior a 20% sobre o preço médio que, na cabeça do cliente, é um valor que já vale a pena”, explica.

De acordo com o empresário, o aplicativo foi escolhido porque consegue atingir um bom número de pessoas. “Via e-mail, a taxa de abertura desse tipo de mensagem fica entre 0,5% e 3%. Por WhatsApp, de acordo com nossos dados, a taxa gira em torno de 25%, um número muito acima do normal no nosso ramo”, afirma.

Localização

O chatbot criado pela empresa também usa inteligência artificial para prestar assistência aos usuários. É possível enviar uma pergunta sobre um determinado destino e receber um link com as promoções de passagens aéreas para aquele local.

A ferramenta também monitora as ofertas de acordo com o DDD do celular. Para um paulista, por exemplo, só são exibidas promoções referentes aos voos com partidas dos aeroportos de São Paulo. Já um gaúcho só terá acesso às passagens que saem do Rio Grande do Sul. Isso foi feito para impedir que o usuário se interesse por um bilhete que não seja de seu estado.