Crédito: Divulgação

Os mimos da principal estação de esqui da América do Sul

2 de abril de 2019

Por Redação

Aberto há mais de 30 anos, o Valle Nevado, no Chile, consagrou-se como a maior e principal estação de esqui da América do Sul. Além de contar com pistas para atletas amadores e profissionais, o resort oferece uma grande variedade de serviços em plena Cordilheira do Andes.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Hotelaria, gastronomia, aulas privativas de esqui, snowboard e até mesmo heliskiing integram a lista de serviços oferecidos no local.

LEIA MAIS: 4 MOTIVOS PARA IR AO VALLE NEVADO DURANTE O VERÃO
4 EXPERIÊNCIAS IMPERDÍVEIS NO VALLE NEVADO

Divulgação
Curta a região do Valle Nevado com diversas opções de esportes | Divulgação
Curta a região do Valle Nevado com diversas opções de esportes

Luxo em Valle Nevado

Para os que buscam exclusividade, até mesmo a chegada ao Valle Nevado pode ser feita em grande estilo. Enquanto a maior parte dos hóspedes e visitantes encaram uma estrada com mais de 60 curvas para chegar ao resort, os mais afortunados podem chegar de helicóptero à estação. O voo parte do Aeroporto de Santiago e dura apenas 15 minutos.

O Hotel Valle Nevado, um dos três meios de hospedagem do complexo, é a opção mais personalizada, com 50 quartos (todos com wi-fi), todos eles com varandas e opções de vista das pistas de esqui ou da montanha, além de saída direta para a montanha desde o lobby do hotel. O empreendimento também conta com spa e academia.

Divulgação
A principal estação de esqui da América Latina atrai muitos brasileiros | Divulgação
A principal estação de esqui da América Latina atrai muitos brasileiros

Principal estação de esqui da América do Sul

Para quem não sabe esquiar ou tem dificuldade, vale ressaltar que a principal estação de esqui da América do Sul conta com uma equipe de instrutores bilíngues de diferentes nacionalidades. Há tantos aulas de esqui quanto de snowboard, com todos os procedimentos necessários para o viajante progredir em um ambiente seguro e divertido.

Para quem quer aprimorar o desempenho, existe a opção de fazer aulas particulares de ambas as modalidades, o que permite um trabalho mais intensivo e personalizado. As lições são voltadas para corrigir defeitos, ensinar novas técnicas ou apenas passar confiança.

Quem for mais experiente e estiver em busca de adrenalina pode aproveitar o heliskiing, modalidade na qual hóspedes e visitantes sobem a bordo de um helicóptero que os deixam a mais de 4.200 metros de alturas em neve para uma descida na Cordilheira dos Andes.

É possível, em um dia, realizar mais de 5 mil metros de desnível, sempre acompanhados por um guia. E o melhor: sem encarar uma multidão de outros esportistas ou filas em teleféricos.

Divulgação
A gastronomia é outro atrativo no Valle Nevado | Divulgação
A gastronomia é outro atrativo no Valle Nevado

Gastronomia

A gastronomia é outro assunto levado a sério no Valle Nevado, que tem seis restaurantes especializados em diferentes tipos de culinária.

O mais sofisticado deles é o francês La Fourchette. Entre as criações da chef Alejandra Cruells, que já trabalhou no Brasil e conhece o gosto dos brasileiros, principal público da estação, estão a clássica sopa de cebola gratinada, filé de carne e cebola glaceada.

Se a preferência for por doces, há os clássicos crème brûlée e tarte tatin, além das criações da casa. Para acompanhar todos esses banquetes, a adega do Valle Nevado conta com diversos rótulos do país e do mundo.

As melhores estações de esqui do Hemisfério Norte

Para quem deseja conhecer outras estações de esqui, vale vistar as que ficam localizadas no Hemisfério Norte. Curtir todo o glamour de estações como Aspen, nos Estados Unidos, e Courchevel, na França, são ótimas opções, recheados de atrações.

  • As melhores estações de esqui do Hemisfério Norte - A cidade de Aspen, que fica na região do Colorado, nos EUA, atrai turistas do mundo inteiro. Suas montanhas, estrutura e clima são ideais para os amantes dos esportes de neve
  • Também nos Estados Unidos, Park City já serviu de palco para os Jogos Olímpicos de Inverno de Salt Lake City, em 2002
  • O Ski Resort Vail é o local com a maior área de esqui dos Estados Unidos. De quebra, ainda dá para admirar paisagens de tirar o fôlego
  • Quem vai à Trysil, na Noruega, pode esquiar em diferentes tipos de pistas. Também dá para fazer trilhas, praticar rafting e andar a bordo de trenós puxados por cães
  • Crédito: Divulgação
    A francesa Courchevel é uma das estações de esqui mais glamourosas do mundo. Além da estrutura para esportes de inverno, o local tem programações exclusivas, hotéis luxuosos e muitas lojas de grife
  • A lindíssima Chamonix, na França, serviu de sede para as Olimpíadas de Inverno de 1924. Além de ser ótima para quem curte neve, a região é um espetáculo quando o assunto é beleza natural
  • Crédito: Shutterstock.com
    Whistler é a estação de esqui mais famosa do Canadá. O local serviu de sede para algumas provas das Olimpíadas de Inverno de Vancouver, em 2010
  • Val Thorens, na França, já foi eleita a melhor estação de esqui do mundo diversas vezes pelo World Sky Awards. O local também é o resort mais alto da Europa – fica a 2.300 metros do nível do mar
  • Crédito: Divulgação
    Duas vezes palco dos Jogos Olímpicos de Inverno, Innsbruck é uma ótima pedida para quem quer radicalizar na Áustria
  • Crédito: PFNKIS via VisualHunt / CC BY
    Kitzbühel, na Áustria, é um vilarejo cheio de história. Depois de passear pela bela cidadezinha, os visitantes podem curtir os teleféricos e praticar esportes de neve
  • Selva di Val Gardena, na Itália, é a opção ideal para quem quer curtir uma estação de esqui sem muvuca. Além dos esportes, dá para relaxar em spas, comer muito bem e até andar de trenó
  • Aos pés do Monte Cervino, a italiana Cervinia permite que os visitantes pratiquem modalidades de inverno em todas as épocas do ano
  • Localizada na ragião de Piemonte, na Itália, Sestrière conta com uma infraestrutura de primeira. A iluminação das montanhas, por exemplo, é tão boa que dá para esquiar até de noite
  • Crédito: Divulgação
    São Moritz, na Suíça, é referência entre os principais destinos de inverno. No total, dá para se aventurar em mais de 300 quilômetros de pistas de esqui
  • O vilarejo de Zermatt, na Suíça, é puro charme. Dá para passar dias passeando pelas ruazinhas, conhecendo lojas e restaurantes badalados e, claro, esquiando
  • Com clima cosmopolitano, Verbier, na Suíça, é lar de algumas das pistas de esqui e snowboard mais radicias de Europa
  • Palco de eventos internacionais e competições importantes, Garmisch-Partenkirchen é a região perfeita para curtir a neve na Alemanha em alto estilo
  • Crédito: Divulgação
    Černá Hora é a maior estação de esqui da República Checa. O local conta com pistas que oferecem diferentes níveis de dificuldade