Crédito: Divulgação - Czech Turismo

Moderna e artística: por que Praga é uma das cidades mais legais do mundo

27 27-03:00 outubro 27-03:00 2020

Por Redação

Praga, capital da República Tcheca, é uma das cidades mais visitadas do mundo. Pudera: Patrimônio Mundial da Unesco, a cidade é linda, segura e tem diversos cartões-postais, como a Ponte Carlos e a Praça da Cidade Velha.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Além disso, há uma grande cena jovem por lá, que tem trazido à tona movimentos artísticos e arquitetônicos surpreendentes. Isso sem contar os bairros descolados e tomados por cervejarias, restaurantes, bares e baladas.

  • Crédito: Divulgação
    Proudy
  • Crédito: Divulgação
    Bastião XXXI - U Bozích
  • Crédito: Divulgação
    Vnitroblock
  • Crédito: Divulgação
    Cavalo de David Cerny
  • Crédito: Divulgação
    Bebês de David Cerny
  • Crédito: Divulgação
    Casa Dançante de Praga
  • Crédito: Divulgação
    Praga
  • Crédito: Divulgação
    Praga
  • Crédito: Divulgação
    Karlín
  • Crédito: Divulgação
    Biblioteca Técnica Nacional
  • Crédito: Divulgação
    Karlín
  • Crédito: Divulgação
    Karlín
  • Crédito: Divulgação
    DOX
  • Crédito: Divulgação
    Karlín

 

Praga: uma das cidades mais legais do mundo

Confira como sair do convencional em uma visita à capital checa e, dessa forma, descubra porque Praga é uma das cidades mais legais do mundo.

Karlín, o bairro moderninho

Um passeio por Karlín é a melhor maneira de sair do centro histórico para descobrir as novidades de Praga. A caminhada é calma e plana, exceto para quem quiser subir  o monte Vítkov.

Uma boa dica na região é visitar o parque ao redor do edifício barroco “Invalidovna”, que funcionou como um antigo hospital para veteranos do exército Habsburgo e agora pertencente ao Ministério da Defesa. O famoso fotógrafo Josef Sudek começou sua carreira lá.

LEIA MAIS: TOUR VIRTUAL: VISITE OS PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS DE PRAGA SEM SAIR DE CASA
REPÚBLICA CHECA VAI MUITO ALÉM DAS ATRAÇÕES DE PRAGA

Vale a pena ir também à Praça Lycka, dominada por um belo edifício modernista que funciona como uma escola. De lá, siga para o centro cultural Forum Karlín, obra do renomado arquiteto catalão Ricardo Bofill, e para o túnel de Zizkov, que une a Rua Thámova, em Karlín, com a Praça Tachovské, em Zizkov.

Para quem estiver no pique de caminhar ou pedalar, o monte Vítkov é atravessado por uma rede de trilhas e ciclovias. Suba qualquer uma delas em direção ao monumento local. Com interior art déco, ele foi originalmente erguido como lembrança dos legionários da Tchecoslováquia que lutaram  durante a Primeira Guerra Mundial. Hoje abriga uma exposição histórica gerenciada pelo Museu Nacional.

Já a praça Karlín, que foi recentemente reconstruída, é o espaço público central de todo o bairro, dominado pela grande basílica neo-romântica de São Cirilo e Metódio, com torres de 78 metros. Várias atividades ocorrem por lá, com destaque para os mercados de rua. Nos arredores, você encontrará vários restaurantes e cafés.

Arte e criatividade em Holesovice

Holesovice é outro bairro de Praga que vale a visita. O local tem alta concentração de galerias, teatros, cafés e instituições culturais.

Um dos destaques da região é o DOX, centro de arte contemporânea com exposições, cafeteria, livraria e loja de design. Em seu telhado está a aeronave Gulliver, feita de madeira, que abriga cenários de arte e literatura modernas.

Com teatro multifuncional, espaço de treinamento, sala de ensaios, galeria e bar, o Jatka 78  é outro destaque do bairro. Ali são promovidas peças circenses, dança e teatros não-verbal, alternativo e de fantoches.

Fora isso, Holesovice conta com o centro cultural La Fabrika, com exposições clássicas, shows e espetáculos teatrais. É nas ruas do bairro que também rola o projeto Vnitroblock, sobretudo entre  as Tusarova 31 e Delnická 32, onde você pode tomar uma xícara de café, comprar produtos feitos por designers, dançar, ir ao cinema e curtir outras atividades culturais.

Ousadia na arquitetura

Praga conta com diversas edificações modernas, algumas delas com fachadas ousadas. A lista inclui a Biblioteca Técnica Nacional (Národní technická knihovna) no bairro de Dejvice, um prédio de vidro quadrado com arestas arredondadas. O átrio da biblioteca é decorado com desenhos em quadrinhos do pintor romeno Dan Perjovschi.

Outro destino que vale a visita é o Pit Deer (Jelení príkop), uma trilha reconstruída pelo escritório  de arquitetura DA3. Ali há um lindo túnel para pedestres, bem como passarelas de metal exuberantes.

A área do Bastião XXXI – U Bozích, por sua vez, tem estilo barroco e é um excelente exemplo de obra arquitetônica contemporânea, Trata-se de uma estrutura medieval defensiva que fazia parte da fortificação da Cidade Nova de Praga (Nové Mesto prazské), fundada em 1348 pelo imperador Carlos IV.

A trilha pelas joias arquitetônicas de Praga deve incluir ainda o Anjo de Ouro (Zlaty Andel), do arquiteto francês Jean Nouvell. A construção elevou Smíchov, até então um bairro degradado da classe trabalhadora, a outro nível, e fez da Estação de Metrô Andel um dos lugares mais frequentados da capital tcheca.

Não deixe também de visitar a Tower Park, ou torre da Zizkov Television, que oferece a melhor vista de Praga. Ela tem 216 metros de altura e foi construída entre os anos de 1985 e 1992. Sua estrutura inclui restaurante, cafeteria, bar e o luxuoso OneRoom Hotel. A região inclui ainda as esculturas dos dez bebês gigantes projetados pelo escultor tcheco David Cerny.

Nenhuma obra moderna é mais famosa na cidade, porém, do que a famosa Casa Dançante. Este um símbolo da arquitetura despertou, inicialmente, sentimentos contraditórios, mas logo se tornou uma atração turística popular e recebeu inúmeros prêmios.

A Casa Dançante de Praga foi construída entre os anos de 1992 e 1996 em Rasínovo nábrezí. Seu autor é o arquiteto tcheco de origem croata V. Milunic, que contou com colaboração do renomado arquiteto canadense-americano Frank O. Gehry. Hoje, a casa inspirada no casal de dançarinos Ginger e Fred é o exemplo mais conhecido da arquitetura moderna na República Tcheca após 1989.

Obras de David Cerny

David Cerny é um polêmico artista tcheco que se tornou internacionalmente conhecido por suas esculturas provocativas e controversas que expressam denúncias sociais de poder e autoridade. Algumas de suas estátuas conferem à harmonia clássica de Praga um contraponto controverso, satírico e divertido.

Muitas delas ficam ao ar livre e podem ser vistas gratuitamente. É o caso dos bebês negros gigantes com um código de barras no rosto, que escalam a torre de transmissão de Zizkov. Três deles também podem ser vistos ao lado do Museu Kampa, localizado na ilha de mesmo nome (U Sovovych mlynu 2).

LEIA MAIS: SAIBA O QUE VISITAR NOS ARREDORES DE PRAGA
ONDE TOMAR CERVEJA E CURTIR A NOITE DE PRAGA

Outro destaque de Cerny  é a enigmática obra plástica de Kun (Cavalo) exposta na galeria de Lucerna (Vodcckova 36). A estátua representa São Venceslau na mesma posição que sua estátua original, mas seu cavalo é encontrado de bruços, amarrado pelas pernas, morto e com a língua para fora.

A Cabeça de Franz Kafka é mais uma obra que merece a visita. A escultura de 11 metros de altura e 39 toneladas está localizada em frente ao centro de negócios Quadrio e representa a metamorfose de Kafka ao vivo, já que conta com 42 placas em movimento contínuo.

Vale a pena ainda incluir na lista  O homem enforcado, escultura de 1997 representa o psicanalista austríaco Sigmund Freud pendurado pela mão direita e com a mão esquerda no bolso, caracterizando assim o papel dos intelectuais no novo milênio. O trabalho pode ser visto na Rua Husova.

Para finalizar o passeio, inclua na lista a escultura Proudy (Jets), que fica no pátio da Hergetova cihelna (Cihelná 8), onde está localizado o Museu Franz Kafka. A escultura de 210 cm de altura mostra dois homens urinando em um pequeno lago com o formato da República Tcheca.