Uso de plataforma de aluguel de casas atrai melhor idade

8 de outubro de 2018

Por Redação

O Airbnb, plataforma de aluguel de casas online, registrou aumento de 93% entre os usuários idosos brasileiros. A comparação feita foi entre setembro de 2017 e setembro deste ano. O comportamento no Brasil é maior que o da média mundial nessa faixa etária (66%).

LEIA MAIS: GUIA DE BOAS MANEIRAS PARA HOSPEDAGEM
NOVO IBIS EM SÃO PAULO É INAUGURADO NA ZONA LESTE

Plataforma de aluguel de casas

Os anfitriões brasileiros com 60 anos ou mais são os quem recebem as melhores avaliações dos hóspedes. Esse grupo concentra 85% das classificações com cinco estrelas. As mulheres predominam o perfil, com 57% de presença.

Pessoas com 60 anos ou mais também ficam mais tempo fora de casa em uma viagem de férias

 

“Os idosos estão fazendo viagens em grupo ou com a família de forma mais recorrente, preferindo ficar juntos e se sentir em casa”, afirma Leonardo Tristão, diretor-geral do Airbnb no Brasil. De acordo com o levantamento da plataforma de aluguel de casas, os viajantes com mais de 60 anos ficam mais tempo fora de casa. São mais de cinco dias no destino doméstico e oito fora do país.

A viagem doméstica é predominante – conta com 53% das reservas. Os destaques ficam para São Paulo (30%), à frente do Rio de Janeiro, com 26%, e de Florianópolis (13%). Entre os destinos internacionais, a Europa é a região de maior interesse, sobretudo países como Portugal e Itália.

Melhor idade no Brasil

Já para os viajantes seniores estrangeiros que vêm ao Brasil, o Rio de Janeiro encabeça as cidades preferidas, seguido por Florianópolis (SC). Outras cidades que tiveram crescimento em reservas foram Balneário Camburiú (SC), Santos (SP), Foz do Iguaçu (PR), João Pessoa (PB) e Belo Horizonte (MG).

Até 2027, o Brasil terá mais de 37 milhões de pessoas acima dos 60 anos, segundo estimativas do IBGE. O regrito coloca o país na sexta posição mundial nesta faixa etária e impacta o turismo. O Airbnb tem identificado que os brasileiros na melhor idade buscam cada vez mais aproveitar a vida e incluir atividades de lazer em sua rotina. Os gastos, inclusive, podem ser maiores do que quando mais jovens.