Crédito: Divulgação

Peru: conheça Ayacucho durante a Semana Santa

13 de março de 2018

Por Maria Beatriz Vaccari

Conhecer Ayacucho, no Peru, durante a Semana Santa é uma experiência para lá de especial. A celebração se estende ao longo de 10 dias (começa no Domingo de Ramos e termina no Domingo da Reissureição) com cerimônias, atividades culturais, procissões religiosas e atrações gastronômicas. No último dia, a devoção do povo é representada por uma caminhada piramidal de mais de 10 metros de altura, iluminada por três mil velas.

LEIA MAIS: O QUE FAZER EM TRUJILLO, CIDADE HISTÓRICA DO PERU
3 DIAS EM CUSCO E MACHU PICCHU

Atrações de Ayacucho

O clima colonial e as atrações históricas de Ayacucho são ótimos para os turistas que gostam de passear a pé. Vale a pena passar pela Plaza Mayor, no centro da cidade. O local é cercado por edificações dos séculos XVI e XVII que se caracterizam por portais de pedra, pilares com balaústres e tetos com telhas de argila vermelha.

A região ainda abriga casarões revestidos de cal ou com pedra branca exposta. Sedes do Município, Prefeitura, Tribunal Superior de Justiça e a Universidade Nacional de Huamanga também ficam concentradas no centrinho.

O destino conta com 33 igrejas de arquitetura colonial, mas o destaque fica por conta de oito: Catedral (localizada na Plaza Mayor), Santo Domingo, Santa Teresa, Santa Clara de Asís, Companhia de Jesús, Santa Ana, San Francisco de Asís e San Agustín.

Arte e cultura em Ayacucho

Ayacucho é terra de artistas e artesãos. Os retábulos de Ayacucho estão entre os produtos artesanais que mais fazem sucesso. Eles são são caixas em forma de casa com duas portas que abrem e fecham, que mostram em seu interior as cenas da vida andina.

As mesas de Sarhua, peças de madeira que servem de tela a histórias contadas pelos mestres artesãos, também chamam a atenção de turistas. Outras expressões artísticas são os tecidos em telar, cerâmicas, esculturas feitas em pedra de Huamanga e os trabalhos em estanho, prata e filigrana. O bairro de Santa Ana concentra a maior quantidade de galerias de arte e oficinas de artesanato de Ayacucho.

Arredores e gastronomia de Ayacucho

A meia hora do centro da cidade há lugares históricos grandiosos imperdíveis. Entre eles, o complexo arqueológico pré-Inca de Wari, de 400 hectares, que em algum momento da história abrigava 40 mil pessoas.

Outra parada obrigatória é a cidade de Quinua, ótima para comprar o melhor do artesanato de Ayacucho. A 10 minutos de caminhada chega-se ao campo que foi o cenário da famosa batalha de Ayacucho, o último confronto entre as forças coloniais e independentes sul-americanas (em 9 de dezembro de 1824), e onde vários monumentos foram erguidos. O mais famoso é o grande obelisco de 44 metros, criado em homenagem aos heróis caídos.

A gastronomia local também não fica atrás. Vale a pena provar o Puca Picante, um ensopado de batatas com amendoim torrado. O prato tradicional da Páscoa é o Chorizo Ayacuchano, preparado com carne de porco moída – símbolo de abundância e que pode ser provado em feiras gastronômicas e restaurantes da região.