Crédito: Divulgação

Uma aventura inusitada na Patagônia argentina

14 de maio de 2019

Por Redação

El Calafate, na Patagônia argentina, é considerada a capital nacional dos glaciares. A região cheia de atrativos inusitados é ideal para os amantes de aventuras e os mochileiros que curtem destinos fora do comum.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Patagônia argentina

El Calafate é a cidade mais próxima de Santa Cruz (cerca de 80 km), onde está o Parque Nacional Los Glaciares. Ele conta conta com uma área de 726.927 hectares e foi criado para preservar a quantidade de gelo continental, as geleiras e a floresta Andino-Patagônico Sul.

Além disso, o parque é o maior do Sistema Nacional de Áreas Protegidas Argentinas. A atração mais procurada é o glaciar de Perito Moreno. O gigante de gelo encanta não somente pelo tamanho surpreendente, mas por desafiar totalmente o aquecimento global. Diferentemente de outros glaciares que, infelizmente, estão degelando e desaparecendo aos poucos, Perito Moreno cresce cada vez mais, o que faz dela uma das poucas geleiras estáveis no mundo.

LEIA MAIS: 7 MOTIVOS PARA VIAJAR PARA A PATAGÔNIA NO OUTONO
DOBRE A PONTA DA AMÉRICA DO SUL E VEJA PINGUINS NA PATAGÔNIA

Como aproveitar a região

Divulgação
Vista da Patagônia | Divulgação
Vista da Patagônia

Existem várias atividades para fazer entorno de Perito Moreno e três formas de conhecê-lo de ângulos diferentes. A primeira é no mirante, onde as pessoas se juntam nas passarelas e tiram muitas fotos da geleira. Outra alternativa é o passeio de barco, que permite ficar bem pertinho da atração e vê-la de baixo para cima.

Para aqueles que querem mais aventura, existe a caminhada sob o glaciar. São duas opções de passeio: o Mini Trekking, no qual os visitantes podem fazer uma caminhada pela geleira por 1h30, e o Big Ice, que tem um tempo maior de duração no gelo.

O passeio Rios de Hielo é outra atração surpreendente em El Calafate, O viajante embarca em uma aventura para descobrir outros glaciares tão incríveis quanto Perito Moreno, como Upsala, Spegazzini e Seco, o mais alto deles. Além disso, é possível aprender um pouco sobre glaciologia local, geologia, fauna e flora.

O Lago Argentino, maior do país, merece destaque especial. Sua cor azul esmeralda tem influência das geleiras derretidas, que ajudam a compor seu visual diferenciado.

Passeios na região

Divulgação
Destino atrai turistas de várias partes do mundo | Divulgação
Destino atrai turistas de várias partes do mundo

A agência Brasileiros em Ushuaia dispõe de passeios em catamarãs que saem de um porto privado e seguem em direção ao Glaciar Upsala. No caminho, é possível ver as belezas da Punta Avellaneda e da Boca del Diablo, parte mais estreita do lago, onde os blocos de gelo ficam acumulados.

Há ainda uma excursão com enfoque antropológico para quem curte história. O roteiro inclui passeio de 4×4 na costa do lago, com guias que explicam curiosidades sobre a região. De lá, a próxima parada é em Acantilado Punta Bonita, melhor lugar para obter uma vista panorâmica da cidade e seu entorno.

Ainda há visita a um sítio arqueológico para conhecer pinturas rupestres nas rochas e as técnicas utilizadas para pintá-las. Para finalizar, o pessoal participa de um almoço ou jantar, saboreando a deliciosa comida patagônica em uma caverna.

Destinos naturais mais lindos das Américas

O Rota de Férias selecionou uma lista dos destinos naturais mais bonitos das Américas. Confira:

  • As Rocky Mountains, na região de Alberta, no Canadá, atraem turistas do mundo inteiro. O destino ostenta paisagens com montanhas, florestas preservadas, geleiras e lagos azul turquesa
  • O estado do Arizona, nos Estados Unidos, abriga o belíssimo Grand Canyon. A paisagem natural avermelhada foi esculpida pelo Rio Colorado ao longo de milhares de anos
  • No Chile, a região da Patagônia abriga paisagens naturais de tirar o fôlego. Além de ser ótimo para quem curte trilhas e passeios de caiaque, o local permite que os viajantes vejam animais selvagens em seu habitat natural. Um dos principais destaque é o Parque Nacional Torres del Paine
  • O Salar de Uyuni, na Bolívia, é o maior deserto de sal do mundo. Vale a pena fazer um passeio pela região e aproveitar o visual branquinho para tirar altas fotos
  • A natureza foi generosa com o Brasil. Um dos maiores exemplos disso é o arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco
  • Além de abrigar formações inusitadas, vales, lagoas, termas e gêiseres, o Deserto do Atacama, no Chile, tem o céu mais limpo do mundo. De noite, o viajante se perde no mar de estrelas que toma conta do local
  • O Parque Nacional de Los Cabos, no México, é formado por estruturas rochosas em formato de arcos. Dá para conhecer a região a bordo de barcos e até mergulhar pertinho das pedras
  • As Cataratas do Iguaçu são um tesouro compartilhado por três nações: Brasil e Argentina. Vale a pena visitar os parques nacionais e fazer passeios radicais, como o Macuco Safari, bote que navega entre as quedas d'agua
  • Crédito: p.j.k. on Visualhunt / CC BY
    Formado por 13 ilhas principais e outras secundárias, o arquipélago de Galápagos é um santuário da vida animal que pertence ao Equador. Vale destacar que, por conta do rico ecossistema, o local foi palco dos estudos do naturalista britânico Charles Darwin
  • Quem gosta de se conectar com a natureza precisa conhecer a Chapada Diamantina, na Bahia. O Morro do Pai Inácio, um dos lugares mais famosos do pedaço, é perfeito para curtir o pôr do sol
  • O Alasca é um dos melhores lugares para quem pretende observar a natureza selvagem e curtir o visual deslumbrante das geleiras. O Parque Nacional dos Fiordes de Kenai e o Monte Denali (montanha mais alta da América do Norte) estão entre os pontos turísticos mais visitados
  • A região da El Calafate, na Argentina, é recheada de belezas naturais. A mais famosa é a belíssima geleira Perito Moreno
  • Viajar pela Big Sur, na Califórnia, é como fazer uma expedição por alguns dos lugares mais bonitos dos Estados Unidos. A estrada, que figura entre as mais cênicas do mundo, passa perto da costa e de parques estaduais
  • O lago de água doce mais alto do mundo se chama Titicaca e fica entre o Peru e a Bolívia. Para completar o cenário natural de encher os olhos de qualquer viajante, o local é cercado pelos Andes
  • Eleito Patrimônio Mundial pela Unesco, o Parque Nacional de Yosemite concentra cachoeiras, florestas e blocos naturais de granito. Ele fica na Califórnia, nos Estados Unidos
  • Quem gosta do personagem Zé Colmeia provavelmente já ouviu falar de Yellowstone, que além de ser o Parque Nacional mais antigo do mundo, servia de lar para o ursinho da Hanna Barbera. A área natural passa pelos estados de Wyoming, Montana e Idaho, nos EUA
  • Os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul abrigam o Pantanal, um dos ecossistemas mais ricos do mundo. Uma vez lá, os visitantes sempre conseguem avistar animais selvagens por lá
  • Os cenotes, que são estruturas rochosas com cavidades que se conectam a fontes de água, fazem sucesso na Riviera Maya, no México. Algumas empresas oferecem excursões e permitem que as pessoas explorem e nadem no local
  • A queda d'água mais alta do mundo fica na Venezuela. Ela se chama Salto Ángel e impressiona qualquer um com seus 979 metros de altura
  • Localizado no estado do Kentucky, nos Estados Unidos, o Mammoth Cave é o maior complexo de cavernas do planeta. Ele se estende por mais de 200 quilômetros quadrados
  • Em Vinicunca, no Peru, é possível observar montanhas coloridas. Elas ficam com esse visual por causa dos minerais encontrados na região
  • Crédito: Visualhunt
    O Canadá conta com uma lista extensa de destinos naturais lindos, entre eles, as famosas Cataratas do Niágara. O destino surpreende pela exuberância e dá um gostinho especial aos fãs do desenho Pica-Pau, já que o personagem passou um episódio inteiro tentado descer as quedas d'água em um barril