Passeios gastronômicos imperdíveis em Gramado

23 de janeiro de 2020

Por Redação

Gramado, na Serra Gaúcha, é um dos destinos mais famosos do Brasil. Com um estilo europeu, a cidade é muito procurada durante as estações mais frias do ano e em dezembro, quando recebe o tradicional espetáculo Natal Luz. Além das atrações culturais, o viajante que visita a região encontra uma série de passeios gastronômicos de primeira. Confira algumas opções imperdíveis:

Passeios gastronômicos em Gramado

Rasen Platz

Quem gosta de culinária alemã precisa ir ao Rasen Platz, na Rua Coberta. Os destaques do cardápio ficam por conta do famoso joelho de porco e de ótimas cervejas. A casa traz em seu conceito inspiração nas típicas cervejarias de Munique, com experiências em vários detalhes, desde os uniformes dos atendentes até os arranjos nas mesas, além da trilha sonora, que é regada por bandinhas alemãs.

Chocolate Lugano 

Com mais de 43 anos de história, a Lugano possui um mix exclusivo de produtos, como barrinhas, bombons finos, rama e Gato Mimi (ao leite e branco). Todos eles estão disponíveis em sete lojas espalhadas por Gramado.
A Lugano conta também com restaurantes em suas lojas. Eles oferecem café da manhã, almoço, jantar, lanches e sobremesas. Para os mais interessados em chocolate é possível fazer a visitação na fábrica, de forma gratuita, de segunda-feira a quinta-feira, das 8h30 às 11h e das 13h30 às 17h20. Na sexta-feira, o tour é feito das 8h30 às 11h.

Mundo do chocolate 

Localizando na Rua Coberta, o Mundo do Chocolate é um parque onde é possível encontrar os mais belos pontos turísticos do mundo desenvolvidos em chocolate maciço. No total, são 200 esculturas, que somam 30 toneladas de doces.
Os visitantes podem adquirir a experiência Oficina de Plaquinhas para saírem do tour como verdadeiros chefs chocolateiros, além de fazer a degustação de chocolate a vontade depois do passeio. O horário de funcionamento é de segunda-feira a quinta-feira das 9h30 às 20h, de sexta a sábado das 9h30 às 21h30 e de domingos das 9h30 às 20h.

Fábrica de cerveja 

Com 10 anos de história, a cervejaria alemã Rasen Bier abre as portas de sua fábrica para que o visitante possa conhecer o processo de fabricação da bebida, além de degustar cada um de seus cinco rótulos: Pilsen, AMBER ALE, Braza – AMERICA PALE ALE, Weizen, Dunkel, além das sazonais. Ao final do passeio, os visitantes podem adquirir diversas lembrancinhas.

A Fábrica está aberta para visitação de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h e das 14h às 16h30. Aos sábados, domingos e feriados o horário de funcionamento é das 9h às 16h30.

Casa Aveiro 

Referência em culinária portuguesa de Gramado, o restaurante Casa Aveiro pertence à família do jogador Cristiano Ronaldo. O local conta com o clássico bolinho de bacalhau e aposta em três novidades em seu cardápio: Bacalhau Lá Gareiro, Posta de Salmão e Entrecot à moda Aveiro. O restaurante conta ainda com uma carta de vinhos focada em rótulos portugueses.

Bier Park 

O Bier Park é o primeiro parque temático dedicado à cultura cervejeira do Brasil e o maior parque cervejeiro da América Latina. Logo na entrada, os visitantes podem vivenciar sua primeira experiência, passando por um túnel de cerveja. O tour, que dura uma hora, é guiado por mestres cervejeiros que explicam sobre a descoberta da fermentação, o processo de produção artesanal, além do aperfeiçoamento da bebida ao longo dos anos. Também é possível se aventurar em atividades interativas e fazer degustação de chope a vontade durante o passeio.

As melhores comidas e bebidas para provar em outros países

  • O stroopwafel é uma das joias da cultura holandesa. O doce é uma espécie de bolacha waffle macia recheada com caramelo. Vai muito bem com um cafezinho ou chá
  • Se você for à Irlanda, não deixe de fazer uma parada em um pub para tomar ao menos um pint (copo com cerca de meio litro) de Guinness. A cerveja stout é um dos ícones do país
  • O peixe frito com batatas é um dos pratos mais famosos da Inglaterra. Basta entrar em qualquer pub ou restaurante para encontrar a opção fish n chips no cardápio
  • Quem vai ao Peru não pode deixar de experimentar o ceviche. Os cubinhos de peixe com notas cítricas são extremamente saborosos
  • O pastel de nata é uma das grandes estrelas do bairro do Belém, em Lisboa, Portugal. No Brasil, ele é mais conhecido como pastelzinho de Belém
  • Crédito: avlxyz via Visualhunt / CC BY-SA
    O croque monsieur é basicamente um pão tostado com molho bechamel, presunto e queijo derretido (ou gratinado). É uma das muitas delícias gastronômicas encontradas na França
  • Crédito: Reprodução
    No arquipélago africano de Seychelles, o destaque fica por conta do rum Takamaka. A bebida destilada é produzida com um açúcar orgânico que cresce em quatro regiões da ilha de Mahé e é cultivado por cooperativas independentes de fazendeiros
  • Alguns historiadores acreditam que a batata frita é uma invenção belga. Crocantes por fora e macias por dentro, as porções são vendidas na rua e servidas em cones de papel
  • Crédito:
    No Canadá, a batata frita é servida de forma diferente: coberta com queijo e caldo de carne. O prato típico é conhecido como poutine
  • A apple pie (torta de maçã) dos Estados Unidos é divina. Quem quiser partir para algo salgado pode parar em uma lanchonete para comer um hambúrguer acompanhado de milk-shake
  • Crédito: Muffet via Visual Hunt / CC BY
    Comum na Rússia e na Ucrânia, a sopa borscht é feita com beterraba, batata, cenoura, repolho e pedaços de carne
  • A comida tradicional do México é mais caliente do que a maioria das opções encontradas no Brasil. Não deixe de provar os famosos tacos, nachos e burritos
  • Salgado e amargo, o vegemite é feito com levedura de cerveja. A galera da Austrália e Nova Zelândia gosta de passar a pasta no pão torrado
  • Na Itália, é praticamente impossível achar uma comida que não seja maravilhosa. As formiguinhas de plantão precisam experimentar os tradicionais sorvetes (gelatto) do país
  • O jamón é uma das atrações gastronômicas mais famosas da Espanha. Vale a pena comprar sanduíches feitos com o presunto curado
  • O pierogi é uma espécie de pastelzinho típico da Polônia. A receita original é recheada com batata, queijo e cebola, mas também dá para encontrar variações com carne e ervas
  • O esquema na Alemanha é pedir um joelho de porco acompanhado de boas canecas de cerveja. O pretzel também é bem tradicional por lá