Crédito: Divulgação

8 passeios em Bariloche: saiba como aproveitar a cidade argentina

9 de agosto de 2019

Por Redação

O que não faltam são opções de passeios em Bariloche. Localizada na Patagônia Argentina a cidade conquista os viajantes com uma natureza exuberante, que alia montanhas nevadas a lagos de diversas cores e bosques milenares.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Segundo um estudo realizado pela Decolar.com, a cidade argentina chegou à sexta posição no ranking de destinos de inverno mais desejados pelos viajantes do Brasil. Seja para praticar esportes de neve ou curtir as atividades de ecoturismo, o lugar oferece uma enorme variedade de pacotes e programas que atendem a todos os tipos de turistas, desde os jovens viajando em grupos de amigos até casais e famílias com crianças.

A Brasileiros em Ushuaia, agência especializada em destinos da Patagônia Argentina, oferece roteiros diversos para conhecer o lugar. Veja algumas sugestões de passeios.

LEIA MAIS: FESTA DA NEVE VAI ANIMAR BARILOCHE EM AGOSTO
ESQUI E MUITA NEVE: VISITE BARILOCHE NO INVERNO

8 passeios em Bariloche

Divulgação
Bariloche é opção de destino para turistas | Divulgação
Bariloche é opção de destino para turistas

Circuito Chico

O programa começa em São Carlos de Bariloche e percorre 60 quilômetros, passando por diversos pontos de interesse na Costa do Lago Nahuel Huapi, como Playa Bonita, Cerro Campanario (e seu teleférico que chega ao topo com 1.050 metros de altura), os lagos Nahuel Huapi e Perito Moreno, a lagoa El Trebol, a penínsulas de San Pedro e Llao Llao, a Ilha Victoria e os montes Otto, López, Goye e Catedral e Bariloche. O circuito passa ainda pelo Puerto Pañuelo, de onde partem os barcos para Isla Victoria e Bosque de Arrayanes.

Mais adiante são observados campos de golfe e a ponte Angostura sobre o rio de mesmo nome, que liga os lagos Moreno e Nahuel Huapi. Lopez Bay também faz parte do roteiro.

Ao longo desse trajeto, o turista encontra várias casas de chá, restaurantes, churrascarias e cervejarias, onde é possível degustar as delícias da gastronomia regional. Também dá para explorar lojas onde se encontram velas, tecidos, cerâmicas, objetos de madeira e artigos de couro.

Divulgação
A cidade Argentina atrai muitos turistas | Divulgação
A cidade Argentina atrai muitos turistas

Puerto Blest e Cascada de Los Cantaros

Esse roteiro de navegação se destaca por mostrar as águas verdes, selva e cachoeiras de Bariloche. Percorrendo o braço Blest, com águas esverdeadas do lago Nahuel Huapi, o roteiro oferece uma experiência inesquecível. Durante o percurso, avista-se a Ilha Sentinela, onde estão os restos mortais de Perito Moreno, patrono dos parques nacionais argentinos.

Além do Puerto Cántaros, que oferece uma verdadeira experiência na selva valdiviana, até chegar à nascente da cachoeira, no lago Cántaros, é possível apreciar um pinheiro-larício milenar de mais de 1.500 anos.

Ao chegar a Puerto Blest, o pessoal continua a viagem de ônibus até Puerto Alegre, há apenas 3 km de distância, para navegar pelas águas verdes do Lago Frias, chegando bem perto da fronteira com o Chile.

Divulgação
Bariloche conta com várias opções de passeios | Divulgação
Bariloche conta com várias opções de passeios

Isla Victoria e Bosque de Los Arrayanes

Esse passeio de barco navega pelo Nahuel até Puerto Anchorena, na ilha Victoria, onde o visitante encontra uma flora fértil com espécies de um visual indescritível. Ali, existem diversas trilhas marcadas para passeios.

O roteiro também passa pela península de Quetrihue, onde está o Bosque de Arrayanes, com arbustos cor de açafrão e flores brancas. Outro destaque do passeio é a praia do Toro, que permite observar as pinturas rupestres feitas pelos primeiros habitantes do lugar, tudo em uma esplêndida praia de areia vulcânica.

Divulgação
O destino conta com inúmeras belezas naturais | Divulgação
O destino conta com inúmeras belezas naturais

Cerro Tronador e Ventisquero Negro

A rota atravessa parte dos lagos Gutiérrez e Mascardi até se unir à estrada Provincial 82. O Tronador, o monte mais alto dos arredores de Bariloche, possui sete geleiras.

No caminho, há ainda alguns mirantes para observar os montes Bonete e Cresta de Gallo, além da praia de areia escura do lago Mascardi.

Para chegar ao Cerro, passa-se pela ponte sobre o rio Manso até chegar a Pampa Linda, um bom lugar para almoçar. De lá, é possível observar ainda o Glaciar Manso, mais conhecido como Ventisquero Negro, uma geleira que desce do Tronador e que se destaca pela cor escura.

Divulgação
Além de belezas naturais o lugar também conta com lojas | Divulgação
Além de belezas naturais o lugar conta com lojas

El Bolsón e Lago Puelo

O El Bolsón é um povoado a sudoeste da província de Río Negro, localizado em um vale do rio Quemquemtreu, ao pé do Monte Piltriquitron. Para chegar até o lugar, o roteiro contorna os lagos Gutiérrez e Mascardi, além do rio Guillelmo, e atravessa a Pampa del Toro e o Canãdón de la Mosca.

Uma das maiores atrações da cidade é a Feira Artesanal, que acontece na plaza Pagano, em pleno centro. Ela reúne, em suas 300 bancas, cerâmica, lã, madeira, couro, metais, flores secas, doces e legumes frescos. Tudo feito por artesãos e produtores da região.

Divulgação
O destino é um dos favoritos quando o assunto é neve | Divulgação
O destino é um dos favoritos quando o assunto é neve

Villa La Angostura e Cerro Bayo

Vizinha de Bariloche, a Villa La Angostura está cercada pelo árido estepe patagônico. O roteiro passa por extensas fazendas a oeste até chegar ao braço Huemul. Ali, os bosques de ciprestes começam a aparecer lentamente para depois dar lugar à floresta úmida.

A Villa la Angostura fica localizada na costa norte do Lago Nahuel Huapi. Durante o passeio pela região, é possível visitar o porto, o El Mesidor, a lagoa Selva Triste e a capela La Asunción.

O destaque para os aventureiros é o Cerro Bayo, centro de esqui local com alto padrão de atendimento e pistas com diversos níveis de dificuldade.

Divulgação
Vista de Bariloche | Divulgação
Vista de Bariloche

San Martin de los Andes

O programa cobre a jornada de 352 quilômetros pelos Parques Nacionais Nahuel Huapi e Lanín. Com uma paisagem exuberante, que abriga inclusive a Rota dos Sete Lagos – Espejo, Correntoso, Escondido, Villarino, Falkner, Machónico e Lácar -, essa cidade é tranquila e também oferece experiências incríveis.

Graças à exuberante natureza presente entre San Martin e Bariloche, a estrada rende boas fotos. Ali, também é possível praticar esportes de neve.

Divulgação
Os passeios contam com opções para todas as idades | Divulgação
Os passeios contam com opções para todas as idades

Cerro Catedral

No Cerro Catedral o viajante consegue viver uma das melhores experiências de esqui da América do Sul. Para os experts, existem pistas com mais de dois quilômetros de extensão, com desníveis de até 500 metros. Já para os iniciantes, há opções de excelente qualidade e que garantem emoção compatível, inclusive com instrutores.

Os que não pretendem esquiar podem ficar na bem estruturada Vila Catedral, ao pé da montanha, saboreando um chocolate quente e observando os movimentos das várias lojas, hotéis e restaurantes, além das casas que lembram uma aldeia alpina.

50 lugares para conhecer na América do Sul 

Atacama, Rio de Janeiro, Cusco e Machu Picchu são alguns pontos bem famosos para conhecer na América do Sul. A região, rica em belezas naturais e história, abriga inúmeros locais para serem explorados de perto. Para te ajudar a escolher o próximo destino, o Rota de Férias separou uma lista de lugares para conhecer no continente.