Crédito: Pixabay

Descubra por que alguns países exigem seguro viagem

21 de janeiro de 2019

Por Redação

Alguns países ao redor do mundo exigem seguro viagem de seus turistas. É o caso de 30 nações europeias que fazem parte do Tratado de Schengen, que determina que os viajantes precisam de uma cobertura mínima de 30 mil euros para entrar em seus territórios. Na América do Sul, Equador, Venezuela e Cuba adotaram a prática nos últimos anos, cada um com diferentes exigências.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Por que o seguro viagem é exigido em alguns países?

“Muitas pessoas desconhecem essas exigências e nem imaginam por que elas existem”, comenta Luiz Gustavo da Costa, CEO da April Brasil Seguro Viagem. “Estas políticas não são aleatórias. Os governos adotam medidas como essas para evitar rombos na saúde e dívidas para a administração pública, principalmente se o destino possui um bom sistema público de saúde”, explica o executivo.

Desta forma, a seguradora cuidará de qualquer emergência médica do turista, e o país não precisará arcar com tais custos. “É uma maneira de proteger os cofres de um país, assim como, para o turista, é uma forma de proteger seu próprio bolso”, completa.

Luiz Gustavo ressalta que destinos que não pedem seguro também merecem atenção. Os Estados Unidos, por exemplo, não fazem qualquer tipo de exigência em relação a isso, apenas porque o sistema de saúde do país é totalmente privado, o que significa que o governo não paga as despesas médicas de ninguém, nem mesmo dos cidadãos americanos. “Uma simples consulta de hospital custa mais de US$ 2 mil, e uma cirurgia de apendicite pode chegar aos US$ 40 mil”, destaca o especialista.