Crédito: Divulgação

País de Gales: roteiro de dois dias pelo país

10 de abril de 2018

Por Leo Alves

Um dos principais destinos britânicos de aventura, a região norte do País de Gales tem diversas paisagens rústicas e amplos cenários. O local é uma boa para quem curte atividades como caminhadas, canoagem e mountain bike. Não à toa, a região tem áreas especialmente construídas para a aventura. Bons exemplos são a lagoa Surf Snowdonia e as tirolesas recordistas do Zip World.

Quem curte descarregar adrenalina se dá bem por lá. A prova disso é que o norte galês foi eleito uma das principais regiões do mundo no concurso “Best In Travel 2017”, divulgado pela Lonely Planet.

O norte do País de Gales, entretanto, não atrai apenas quem gosta de acelerar os batimentos cardíacos. Sua paisagem bela e acidentada é igualmente adequada para atividades mais tranquilas, como piqueniques e observação de aves. O destino serve como um celeiro natural de produtos, fornecendo ingredientes para restaurantes locais e produtores de alimentos artesanais.

É também uma terra antiga, com lendas e folclores enraizados por toda parte. Aqui ficam os poderosos castelos medievais de Caernarfon, Conwy e Harlech. O pico de Snowdon, as terras ligadas aos contos do Rei Arthur e outras figuras lendárias também tomam conta do pedaço.

Onde ficar: País de Gales

Um presbitério vitoriano reformado, com seis quartos decorados individualmente, forma o Ffynnon. O hotel-butique fica na cidade mercantil de Dolgallau. O local foi eleito como The Leading Boutique Hotel no País de Gales nos World Travel Awards de 2014 e 2015. Em 2016, foi vice-campeão.

Situado numa península privada, a vila italiana de Portmeirion é um outra opção para se hospedar. Ali há exóticos chalés em tons coloridos, bem como um hotel à beira-mar, que abrigou hóspedes como Noël Coward, H.G. Wells e George Bernard Shaw.

O norte galês oferece ainda opções de camping acessíveis. Uma delas é o Wonderfully Wild, na ilha de Angelsey. O local conta com lodges confortáveis. Situado no meio da paisagem campestre, pode agradar famílias que querem estar perto da natureza sem sacrificar o aconchego.

Primeiro dia

Manhã: conhecer um castelo eleito patrimônio cultural

O País de Gales possui mais de 600 castelos. Muitos exemplos emblemáticos são encontrados no norte do país. Destacam-se os castelos de Caernarfon, Conwy e Harlech, construídos sob as ordens do Rei Edward I.

Ambiciosos e caros, eles foram erguidos para demonstrar o poder do rei inglês sobre o País de Gales e estão entre as melhores fortificações medievais remanescentes no Reino Unido. Por conta disso, receberam o título de Patrimônio Mundial da UNESCO.

Renovado em 2016, o dramático Harlech Castle voltou a ser acessado por meio de uma ponte movediça, como ocorria há mais de 600 anos.

Participar de uma aventura do Rei Arthur

Um filme sobre uma das maiores lendas da história foi lançado em 2017 e chamou a atenção para esse pedaço do Reino Unido. Dirigido por Guy Richie, Rei Arthur: A Lenda da Espada traz Charlie Hunnam no papel principal.

Snowdon, o pico mais alto do país, tem várias conexões com esse personagem. Uma antiga lenda diz que Arthur matou o monstro que ali vivia, e sua espada Excalibur teria ficado para sempre nas águas do lago de Llyn Ogwen, ali ao lado.

É natural, portanto, que as filmagens tenham ocorrido na região, principalmente no Snowdonia National Park, em Capel Curig. Os arredores da imponente montanha Tryfan também serviram de locação.

Passeio de trem a vapor na terra das águias

Praticantes de trilhas de vários níveis encontram maneiras diferentes de escalar o Snowdon. O pico também é chamado de Eryri, ou Terra das Águias em galês. Uma opção mais relaxante, mas ainda assim emocionante, é subir a montanha a bordo da Snowdon Mountain Railway, ferrovia de bitola estreita e caminho de ferro em cremalheira.

LEIA MAIS: GUIA MICHELIN 2018 ELEGE OS MELHORES RESTAURANTES DO REINO UNIDO
ESCÓCIA: ROTEIRO DE DOIS DIAS EM INVERNESS E LAGO NESS

Aberta anualmente de março a outubro, a estação serve de base para três locomotivas a vapor, que funcionam desde 1896. O passeio sai da estação de Llanberis e cruza viadutos e cachoeiras antes de chegar ao cume. O tempo de viagem até o topo é de uma hora.

Tarde: provar um chá nas alturas

Além de apreciar a vista deslumbrante, vale a pena provar uma bebida ou lanche no centro de visitantes Eryri Hafod, no topo da montanha Snowdon. Feita com carvalho e granito galeses, essa estrutura contemporânea abriga uma loja de lembranças e um café.

Trata-se do lugar mais alto na Inglaterra. É o local perfeito para comprar presentes, tomar chá e provar um bolo ou uma torta. Também é servido por lá oggie galês, pastel local recheado de carne.

Passeio em uma exótica vila italiana

Inspirado pela arquitetura clássica de balneários italianos como Portofino, o arquiteto galês Sir Clough Williams-Ellis projetou e construiu o  Portmeirion entre 1925 e 1975. Com estilo italiano e casas coloridas em tons fortes, o conjunto ficou famoso e foi usado como cenário da série O Prisioneiro.

Agora, trata-se de uma das principais atrações turísticas do País de Gales. Os visitantes podem desfrutar o ambiente peculiar da vila e da bela paisagem. Também é possível se hospedar em Portmeirion, seja nos chalés ou no hotel à beira mar.

Noite: pescados frescos no jantar

Depois do sucesso do primeiro endereço em Menai Bridge, aberto no norte galês desde 2012, um segundo restaurante Dylan’s foi inaugurado em maio de 2015 na tradicional estância costeira de Criccieth.

O local fica num belo edifício restaurado em estilo art déco concebido pelo mesmo arquiteto do Portmeirion. O cardápio conta com diversos pratos locais. As especialidades da casa incluem o balde de mexilhões bêbados. Eles são cozidos no vapor com a cidra local e decorados com alho-poró, o vegetal nacional galês.

Divulgação
Pratos com frutos do mar são uma boa opção para apreciar na região |Divulgação
Pratos com frutos do mar são uma boa opção para apreciar na região

Segundo dia

Manhã: safári aéreo e tirolesas

Com uma grande variedade de circuitos de tirolesa, o norte do País de Gales é uma das maiores zonas de arvorismo no mundo. O local foi criado por um ex-comandante da Royal Marine como um parque de aventura para adultos, esse império do arvorismo começou em 2013 com Zip World Velocity, na Penrhyn Quarry.

Aberta desde 2016, a mais nova atração do complexo é a Zip World Fforest, um safári no topo da floresta perto da aldeia de Betws-y-Coed. Os aventureiros sobem por uma pedreira desativada e chegam à maior e mais rápida tirolesa do mundo. Ao atingir velocidades superiores a 100 km/h, dá para sentir como se estivesse saltando de paraquedas.

A segunda construção do complexo é o Zip World Titan, aberto desde 2015 nas Llechwedd Slate Caverns. Além de abrigarem a primeira tirolesa com capacidade para quatro pessoas, as cavernas oferecem duas emocionantes aventuras subterrâneas.

A primeira delas é a Bounce Below, uma experiência em caverna que inclui trampolins, redes para saltar e escorregadores arrepiantes. Já as Zip World Caverns tem uma rede de tirolesas, pontes de corda e rotas de escalada.

Tarde: piquenique especial

É possível montar uma cesta de piquenique especial com os produtos à venda no Bodnant Welsh Food Centre, em Conwy. O local tem o melhor dos comes e bebes galeses e funciona também como escola de culinária, restaurante e pousada. Há ainda uma loja de produtos da fazenda com pães, açougue e doceria.

Divulgação
O pão artesanal é um dos destaques da região |Divulgação
O pão artesanal é um dos destaques da região

É possível pode escolher o pão, algum queijo galês premiado e uma fatia de torta fresquinha para depois partir para o piquenique. Perto dali está o Bodnant Garden. Ele é parte do National Trust e um ótimo local para curtir a experiência.

Passeio na “ilha do amor”

Localizado ao largo da costa da Anglesey, a Llanddwyn Island é um dos locais mais românticos do norte do País de Gales. Seu nome significa “a igreja de Santa Dwynwen”. Diz uma antiga lenda que Dwynwen era uma mulher tão azarada no amor que veio viver como freira nessa pequena ilha, onde rezou para que outros tivessem melhor sorte que ela nos assuntos do coração.

E assim Santa Dwynwen tornou-se a padroeira dos amantes, tornando-a equivalente galês de São Valentim. Da mesma forma como o caminho do amor verdadeiro nem sempre é fácil, a rota para esse belo local também não facilita. Apenas durante a maré baixa é possível chegar na ilha caminhando por cerca de 1,6 km pela praia Llanddwyn, onde sempre venta muito.

Há ainda outra opção de passeio. Ocorro que muitas pessoas afirmam que o Rei Arthur está enterrado no País de Gales. Algumas acreditam que seus restos mortais estejam em Bardsey Island (link is external), uma pequena ilha ao largo da costa noroeste do País de Gales. Conhecida como a “ilha de 20 mil santos”, que inspirou inúmeros artistas, escritores e músicos, ela dispõe de uma abundância de vida selvagem perfeita para um passeio.

Chá da tarde

Nas confeitarias galesas é sempre possível encontrar uma especialidade local: os welshcakes, panquecas de pura doçura recheadas de frutas seca. Eles podem vir num suporte de prata e serem acompanhadas por coalhada caseira feita com limão.

O prato faz parte do chá da tarde no St Tundo Hotel, no balneário de Llandudno. A refeição também inclui sanduíches, scones e compotas, além de uma variedade de bolos. Até mesmo o bara brith, uma receita local de bolo de frutas, faz parte do mneu. Para uma efervescência extra, é possível provar tudo com uma taça de espumante.

Surfe antes do jantar

Primeiro do gênero no mundo, o Surf Snowdonia fica em uma lagoa numa parte protegida pela cadeia de montanhas de Snowdonia. Aberta desde 2015, a lagoa é alimentada por máquinas especialmente criadas para gerar ondas de surfe perfeitas a cada 90 segundos.

Há também uma área infantil, a Soft Play Shack, para bebês e crianças pequenas, além de surf shop, café, lanchonete e restaurante. Dá até para se hospedar no local, que possui área de camping com cabanas à beira da água. A mais nova atração do parque é a lagoa Crash & Splash, um percurso acidentado que termina em uma catapulta gigante.

Jantar com um renomado chef local

Natural do norte do País de Gales, o renomado chef Bryn Williams tem trabalhado em alguns dos mais prestigiados restaurantes de Londres. Ele trabalhou lado a lado de chefs como Marco Pierre White e Michel Roux. Além de ser o Chef Patron do premiado Odette’s, em Londres,  recentemente abriu o Bryn Williams at Porth Eirias um elegante café, bar e restaurante à beira-mar na costa norte galesa.

Divulgação
Vista do restaurante Bryn Williams at Porth Eirias |Divulgação
Vista do restaurante Bryn Williams at Porth Eirias

Os destaques do cardápio incluem um prato compartilhável de torta de peixe Porth Eirias, carne galesa e uma salada com queijo de cabra de Conwy e mel. A lista de vinhos inclui o Gwinllan Conwy, feito em uma vinícola galesa a apenas alguns quilômetros de distância do restaurante.

Como chegar

O norte do País de Gales fica a três horas de carro ao norte da capital Cardiff. A região está  próxima de cidades do centro e do noroeste da Inglaterra, incluindo Birmingham e Manchester, a cerca de duas horas de distância de carro.