Crédito: Photo on Visualhunt.com

Os melhores lugares para fazer compras em Nova York

1 de março de 2019

Por Redação

Viajar para uma das cidade mais famosas do Estados Unidos significa cair em tentações o tempo todo. Para quem gosta de trazer muita coisa na bagagem na hora de voltar para casa, por exemplo, é quase irresistível descobrir onde fazer compras em Nova York e se jogar nelas.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Os cinco distritos da cidade abrigam uma seleção de lojas completa, que vão de butiques de luxo, endereços de estilistas locais, grifes famosas a mercados ao ar livre, bem como shoppings, outlets e estabelecimentos especializados.

Onde fazer compras em Nova York

10 Corso Como

Divulgação
Loja da marca de luxo originária de Milão, 10 Corso Como | Divulgação
Loja da 10 Corso Como, marca de luxo originária de Milão 

O Seaport District, em Lower Manhattan, foi o local escolhido para a abertura da 10 Corso Como, loja da marca de luxo originária de Milão. Inaugurada no final do ano passado, tem cerca de 1.200 metros quadrados e projeto de design do pintor e escultor nova-iorquino Kris Ruhs.

O 10 Corso Como Restaurante e Café, instalado dentro da loja, serve pratos clássicos do norte da Itália, assinados pelos chefs Jordan Frosolone e Danilo Galati.

Empire Outlets

Com inauguração prevista para abril, o Empire Outlets fica em Staten Island, a poucos passos do ponto de desembarque do St. George Ferry. Serão cerca de 100 lojas de marcas variadas, além de restaurantes e bares. Tudo a cerca de 20 minutos de balsa de Manhattan.

LEIA MAIS: HARRY POTTER E MOULIN ROUGE ESTREIAM NA BROADWAY, EM NOVA YORK
PIQUENIQUE DE LUXO EM NOVA YORK: VOCÊ VAI ATÉ DE AVIÃO

Madison Avenue

Divulgação
Loja localizada dentro do Carlyle Hotel foi eleita a loja mais bonita de Nova York pela revista Vogue | Divulgação
Gabriela Hearst foi eleita a loja mais bonita de Nova York pela revista “Vogue”

Mais de 20 novas lojas e galerias com grifes de moda, calçados e joias, além de ateliês de artistas locais, foram inauguradas recentemente na Madison Avenue, entre a 57th Street e 86th Street, no Upper East Side.

Entre elas está a butique da estilista Gabriela Hearst, instalada dentro do Carlyle Hotel e eleita a loja mais bonita de Nova York pela revista Vogue.

RH New York

A Restoration Hardware, especializada em móveis e artigos para casa, abriu, em setembro do ano passado, uma loja com mais de 8 mil metros quadrados no Meatpacking District. O novo espaço tem seis andares conectados por uma escadaria, além de um café e restaurante na cobertura.

Nordstrom

Divulgação
Loja Nordstrom localizada em Nova York nos Estados Unidos | Divulgação
Loja Nordstrom, localizada em Nova York, nos Estados Unidos

No ano passado, a Nordstrom Men’s Store iniciou operações em um espaço de 4.366 metros quadrados, perto de Columbus Circle. São três andares, na esquina da Broadway com a 57th Street. Hoje, é uma das melhores opções para fazer compras em Nova York.

Além de roupas e acessórios masculinos, conta com estilistas pessoais, alfaiates que fazem ajustes no mesmo dia e coffee bar. Em outubro, está prevista a abertura de uma loja feminina da Nordstrom do lado oposto da rua.

Saks Fifth Avenue

A loja de departamento Saks Fifth Avenue, um clássico de onde fazer compras em Nova York, remodelou o segundo piso em seu endereço principal da Fifth Ave, que ficou maior e é dedicado aos cuidados com a beleza.

Ali, os clientes podem comprar mais de 120 marcas de cosméticos, fragrâncias, produtos para a pele e corpo, além de fazer tratamentos em uma das 15 salas do spa FaceGym.

10 dicas para quem vai fazer compras nos EUA

Na galeria, confira dicas bacanas para fazer boas compras nos EUA:

  • Crédito: Divulgação
    Dicas para quem vai fazer compras nos EUA - Pesquisa - Pesquise bem antes de fazer compras nos EUA, sobretudo em cidades com muito comércio, como Nova York, Orlando, Miami e Las Vegas. A mesma rede pode oferecer preços bem diferentes em lojas de rua, de shopping ou outlets
  • Crédito: Paulo Basso Jr.
    Liquidações - Espie sempre as araras de roupas, sobretudo nas outlets, na hora de fazer compras nos EUA. É nelas que estão os produtos em liquidação. Além isso, veja as placas de desconto colocadas sobre os produtos. Geralmente, elas exibem algo como 25% Off, 50% Off, 75% Off e por aí vai. Quase sempre, o desconto é aplicado sobre o valor que aparece na parte inferior da etiqueta, mesmo que já esteja em promoção
  • Medidas – Viaje com uma tabela que contenha as conversões necessárias de roupas e calçados, pois as numerações são diferentes. As calças norte-americanas, por exemplo, são vendidas com duas medidas, como 32x36. Isso significa que a cintura mede 32 polegadas e o comprimento da perna mede 36 polegadas. Já os calçados 35 correspondem ao número 6. Cada meio ponto é um número a mais da medida brasileira (6,5 é 36, 7 é 37, e assim por diante). Veja mais em https://goo.gl/yabEmo
  • Desbloqueio de cartão - Caso pretenda usar cartão de crédito na hora de fazer compras, não se esqueça de desbloquear as operações internacionais em sua agência bancária antes de seguir viagem. Muitas vezes o sistema demora de um a dois dias pra confirmar o desbloqueio
  • Crédito: Divulgação/Mall at Millenia
    Trocas - Verifique sempre os seus produtos ao chegar ao hotel ou casa alugada, antes de voltar ao Brasil. Assim, caso haja algum problema, dá tempo de voltar à loja e trocar, processo que é feito, em geral, com bastante facilidade nos EUA. Basta se dirigir à loja com a etiqueta e solicitar a troca. O processo é semelhante nas lojas de roupas, perfumes, acessórios, eletrônicos e por aí vai
  • Crédito: Divulgação/Mall at Millenia
    Garantia – Tome cuidado, pois até mesmo algumas multinacionais que têm fábrica no Brasil não concedem garantia, a não ser que você envie o equipamento para verificação nos EUA. Por isso, o processo nem sempre é compensador
  • Crédito: Divulgação
    Impostos - Ao fazer compras nos EUA é preciso calcular o imposto cobrado sobre o valor da etiqueta, que varia de cidade para cidade. Em Orlando, por exemplo, calcule mais 6,5% de impostos que serão cobrados sobre o valor da etiqueta, como manda a lei local. Em Miami são 7%, em Nova York, 8,875% e, em Las Vegas, 8,1%
  • Crédito: Divulgação
    Tax free - Alguns produtos comprados nos EUA vêm classificados como tax free. O termo indica que parte dos impostos cobrados, já lançados no preço final, podem ser devolvidos aos consumidores que não residem naquele país. Em geral, para recuperar o dinheiro, o produto deve ser apresentado na embalagem original, sem uso, ao ser apresentado aos guardas aduaneiros no aeroporto norte-americano. Portanto, não o despache e apresente a nota fiscal original
  • Crédito: Divulgação/Mall at Millenia
    Roupas baratas - Caso viaje no verão dos EUA, é hora de comprar roupas baratas de inverno, já que elas são vendidas com descontos. As blusas, sobretudos e casacos mais grossos, costumam ficar bem em conta nesse período. Caso viaje na época mais fria do Hemisfério Norte, faça o contrário e invista em camisetas e sandálias. O melhor de tudo é que a estação brasileira é contrária à de lá, então você poderá chegar em casa e usar suas peças novinhas
  • Compras pela internet - Alguns dias antes de viajar, você pode encomendar alguns produtos via internet e indicar o hotel como endereço de entrega. Para evitar problemas, opte por fechar negócio com sites confiáveis. Peça para que a entrega seja feita um dia antes de você chegar ao hotel ou nos primeiros dias em que esteja por lá, para ter mais segurança