Tags

Your start point travel itinerary.

Notícias de Turismo

Onde comer em New Orleans – 19 restaurantes para colocar na sua lista

Crédito: Paulo Basso Jr.

Para quem procura onde comer em New Orleans, a boa notícia é que a cidade da Louisiana, bem como as plantations nos arredores, tem uma das melhores cenas gastronômicas não apenas dos EUA, mas do mundo. Sério, comer por lá é bom demais, assim como ir aos melhores bares do pedaço.

Entre os pratos típicos de New Orleans estão delícias como gumbo, jambalaya, étouffée, arroz com feijão vermelho e linguiça, sem contar o tradicional sanduíche poboy e os doces beignet e pralinê. São temperos africanos, europeus e americanos misturados como em nenhum outro lugar do mundo.

Paulo Basso Jr.
Polvo com batata, limão aioli e linguiça djarum do Gianna Restaurant

De repente, você se vê comendo ostra frita, linguiça de crocodilo e até mesmo um bolo colorido chamado king cake na época do Mardi Gras. E acha tudo uma delícia. Vai na minha.

Siga o Instagram @rotadeferias e confira matérias e bastidores das nossas viagens pelo Brasil e pelo mundo.

Onde comer em New Orleans

Paulo Basso Jr.
Crocodilo frito do Cochon

Nas minhas andanças pela cidade, tive a oportunidade de conhecer vários restaurantes em New Orleans, não apenas de culinária típica do sul dos EUA, mas também internacional.

Eis aqui as minhas recomendações. Separei 19 endereços para quem procura onde comer em New Orleans.

Primeiro, vamos à lista, que não está por ordem de preferência, não. É só para organizar melhor:

  1. Chemin a La Mer
  2. Miss River
  3. Drago’s
  4. Gianna Restaurant
  5. Cochon
  6. Bacchanal Fine WIne & Spirits
  7. Elizabeth’s
  8. Verti Matre
  9. Loretta’s Authentic Pralines
  10. Willie Mae’s Scotch House
  11. Arnaud’s Jazz Bistro
  12. Court of Two Sisters
  13. Desire Oyster Bar
  14. Oceania Grill
  15. Original Pierre’s Masperos
  16. Red Fish Grill
  17. Café Du Monde
  18. Commander’s Palace
  19. Joey K’s Restaurant & Bar

Seguro viagem EUA – Pesquise as melhores opções do mercado e ganhe 5% de desconto ao usar o cupom ROTADEFERIAS5 no site Seguros Promo.

Bairro a Bairro

Paulo Basso Jr.
Bar do Miss River no hotel Four Seasons, no Central Business District

Os restaurantes em New Orleans que eu indico aqui ficam nos bairros mais turísticos da cidade, para facilitar a vida dos viajantes (confira aqui um roteiro completo com 21 atrações em New Orleans). Há desde opções luxuosas em hotéis cinco estrelas até sandubas de mercadinho de bairro.

Isso é legal, porque New Orleans, comparada a outras cidades americanas grandes, como Nova York ou Miami, tem preços bem mais em conta. Dá para comer por menos de US$ 10 em restaurantes mais simples e, a não ser cortes de carne, é raro encontrar pratos por mais de US$ 40 mesmo nos endereços mais luxuosos.

Hotéis, pousadas e casas de aluguel em New Orleans – Encontre aqui a melhor opção para você.

Veja as dicas.

CENTRAL BUSINESS DISTRICT

Chemin a La Mer $$$

Paulo Basso Jr.
Pato confitado com feijão branco do Chemin a La Mer

Com as panelas comandadas pelo chef local Donald Link, tem um belo bar e grandes janelas com vista para o Rio Mississipi. As ostras são ótimas, bem como a entrada de caranguejo com alcachofra gratinado.

Entre os pratos principais, destacam-se o salmão da Nova Zelândia (um dos mais bem preparados que já provei) com lentilha e pato confitado (vai demorar para esquecer aquela casquinha crocante) com feijão branco.

De sobremesa, experimente o arroz doce com pêssego em calda e doce de limão. Uma delícia.

De quebra, o Chemin a La Mer, que fica dentro do Four Seasons, talvez o melhor hotel de luxo em New Orleans, é cercado por grandes janelas de onde se avista o Rio Mississipi.

Endereço: 2 Canal St, New Orleans

Miss River $$$

Paulo Basso Jr.
Torta de nozes com creme de baunilha tostada do Miss River

Com belíssima decoração, o Miss River fica no primeiro andar do Four Seasons Hotel New Orleans, ao lado do Chandelier Bar (que também merece a visita, pois é lindíssimo). Aqui, é possível provar patinhas de caranguejo de entrada, sopa de ostras e o peixe vermelho típico da região com caldo de camarões, caranguejos e mais ostras.

De sobremesa, tem beignet e uma torta de nozes com creme de baunilha tostada. A casa também manda bem no espresso, pode pedir sem medo.

Não deixe de dar uma volta pelo restaurante e ver o bar e a ilha com cozinha aberta, ao centro. Leve o celular, pois dá para fazer belas fotos.

Endereço: 2 Canal St, New Orleans

Drago’s $$

Paulo Basso Jr.
Ostra Charbroiled do Drago’s

Esses caras inventaram uma tal de ostra Charbroiled que, caramba, é boa demais. Eles só dão um susto nela em fogo muito alto, que faz um estardalhaço na cozinha aberta e é bonito de ver. Aí, a belezinha chega no prato quentinha e saborosa demais.

Eu não sou muito fã de ostra gratinada e coisas do tipo. Gosto dela crua, mesmo, mas a do Drago’s é incrível.

O restaurante em si não é lá dos mais bonitos. Fica no lobby do hotel Hilton Riverside e, por isso, é meio impessoal. Mas só de lembrar daquela ostra…

Endereço: 2 Poydras St, New Orleans

Gianna Restaurant $$$

Paulo Basso Jr.
Bife de vitela saltimbocca com massa bordelaise do Gianna Restaurant

Com o monte de comida típica que tem em New Orleans, ir a um restaurante italiano pode parecer estranho à primeira vista, mas o lance é que o Gianna vale a pena. Tudo que eu provei por lá estava bom. Mas bom, bom. E não foi pouca coisa.

Anota aí: ciabata com queijo provolone derretido, salada com salame, alcachofras e azeitona, polvo com batatas, limão aioli e linguiça nduja, linguiça apimentada gratinada com provolone e orégano, nhoque com cogumelos e, principalmente, bife de vitela saltimbocca com massa bordelaise. É comida que não acaba mais, pois os pratos são bem servidos.

O ambiente também é legal, e o garçom que me atendeu era muito bem humorado. Você pode escolher os pratos de maneira individual ou pedir a sugestão do chef, que vem com quatro cursos. Neste último caso, vá com bastante fome.

Ah, não saia de lá sem provar o tiramisù, que lembra muito um bolo de amendoim que minha mãe fazia quando eu era pequeno e, vou te falar, nunca tinha visto um restaurante servir.

Endereço: 700 Magazine Street, New Orleans

Cochon $$$

Paulo Basso Jr.
Bacon com purê de maçã do cochon

A César o que é de César. Eu peguei a dica de comer neste lugar quando o ator Wendell Pierce, que representa o personagem Antoine Batiste na série Treme, o apresentou a Phil Rosenthal em um dos capítulos da série Somebody Feed Phil.

O Cochon é uma mistura de açougue e restaurante, meio caro, mas bonitão. Tem uns pratos bem bacanas, como bolinho de linguiça boudin, alligator frito e uma panceta com purê de maçã que, vou falar, gerou a maior treta em casa.

Explico: pedi uma para dividir com minha esposa. Na hora de comer a pele crocante, porém, a abocanhei que nem um animal, não consegui partir na metade e acabei mandando tudo para dentro. Imagina a cara que ela me olhou? Pois é, foi pior.

Mas eu entendo, torresmo é motivo de separação, mesmo. E por justa causa. Se for até lá acompanhado, peça duas pancetas de uma vez. Ou três, sei lá.

Endereço: 930 Tchoupitoulas St suite a, New Orleans

BYWATER

Bacchanal Fine WIne & Spirits $$

Paulo Basso Jr.
Tâmaras envolvidas por bacon do Bacchanal

O grande barato por aqui é o ambiente. Primeiramente, você entra em uma lojinha de queijos e vinhos, escolhe o que vai comprar, paga, coloca tudo debaixo do braço e leva para o quintal a céu aberto, que fica nos fundos. Lá, costumam rolar uns bons shows de jazz ao vivo (conifa aqui uma playlist de New Orleans).

Há ainda m um cardápio enxuto com pratinhos que vêm da cozinha. Os camarões são de dar água na boca, assim como as exóticas tâmaras envolvidas por bacon. Combina bem não apenas com vinhos,  mas também com cervejas, como as da Abita Brewery, de New Orleans.

Endereço: 600 Poland Ave, New Orlean

Compare aqui os preços de todas as empresas que voam para os EUA e garanta as passagens mais baratas.

Elizabeth’s $

O grande lance por aqui é comer um tal de praline bacon que eles servem no café da manhã. Se você gosta de bacon, tem que ir. Se não sabe o que é praline, também. É bom demais.

Também tem outros pratos típicos de café americano, como waffle, omelete e por aí vai. Mas o que eu lembro mesmo é do bacon…

Endereço: 601 Gallier St, New Orleans

MARIGNY

Verti Matre $

Paulo Basso Jr.
Poboy de muffuletta do Verti Matre

Se você passar meio desavisado na porta deste lugar, é provável que saia correndo. O Verti Matre é um mercadinho bem pé-sujo, que fica aberto 24 horas e atrai os bêbados e maltrapilhos que estão saindo das casas de jazz e dos bares da Frenshment St no início da madrugada. Mas manja o podrão de respeito?

Pois é, vença o preconceito, tome coragem e, depois de se espremer pelas prateleiras, observe, lá no fundo, um balcão com poboys. E aí, vou te falar, não tem para ninguém. Para o jazzista Trombone Shorty, eles são os melhores de New Orleans. E para mim, também.

Tem um de muffuletta que leva mortadela, salame, copas, queijo, azeitona, salada e um monte de outras coisas que, vixe, eu nem sei nem explicar o quanto é bom. É desajeitado, grande (dá para dois) e cheio de molho, te lambuzando todo.

Parece uma mistureba nada a ver? Prove e depois me conte.

Endereço: 1201 Royal St, New Orleans

Loretta’s Authentic Pralines $

Paulo Basso Jr.
Loretta’s Authentic Pralines de New Orleans

Esta turma tem a fama de fazer o melhor praline da cidade. Trata-se de um doce de amêndoa aperfeiçoado de uma receita francesa e que se popularizou em New Orleans. É seco, macio e bem gostoso. Tem variações com chocolate, coco, rum…

Ah, você encontra aqui também o famoso beignet, doce mais disputado da Louisiana. É no Café du Monde, no French Quarter, que a galera se espreme para comê-lo, mas deixa eu te contar um segredo, bem baixinho: o do Loretta’s é melhor!

Endereço: 2101 N Rampart St

TREME

Willie Mae’s Scotch House $$

Paulo Basso Jr.
Frango frito da Willie Mae’s Scotch House

Preciso confessar: não costumo pedir frango em restaurante, sabe? Até curto e tals, mas sempre acho que dá para fazer algo parecido em casa e busco outras opções no cardápio.

O Willie Mae’s, porém, afunda toda a minha teoria. Não tem como reproduzir o que eles fazem. Acho que é o frango frito mais gostoso que eu comi na vida. Crocante, sequinho e com um sabor espetacular.

Você pode pedir porções de carne branca (peito e coxa) ou preta, com outras partes do frango. Vem sempre com três pedaços e um acompanhamento típico do sul dos EUA, como feijão defumado, macarrão com queijo ou salada de batata.

Ah, não saia de lá sem provar o pudim de pão na hora da sobremesa. É tipo caseiro, um negócio dos sonhos.

Endereço: 2401 St Ann St, New Orleans

FRENCH QUARTER

Arnaud’s $$$

Paulo Basso Jr.
Trio de jazz no Arnaud’s

Elegante, este bistrô é um ótimo lugar para ouvir jazz de primeira e provar carnes e frutos do mar – ao mesmo tempo, inclusive, no que eles chamam nos EUA de pratos surf and turf.

O Arnaud’s é um daqueles restaurantes para ir arrumadinho de noite, sabe? Com banhinho tomado e tudo mais? Vale a pena caso esteja hospedado no French Quarter e não queira pegar o Uber para procurar outro lugar onde comer em New Orleans.

Endereço: 813 Bienville St, New Orleans

The Court of Two Sisters $$

Este restaurante, que funciona em um prédio de 1726, conta com um trio de jazz que toca baixo, corneta e violão em um arborizado quintal, enquanto os comensais iniciam o dia com uma típica refeição cajun.

Os pratos ficam à disposição em um buffet e tem muitas especialidades de New Orleans, como gumbo e jambalaya. Eu fui no café da manhã. E comi tudo mesmo assim.

Endereço: 613 Royal St, New Orleans

Desire Oyster Bar $$

Paulo Basso Jr.
Ostras do Desire Oyster Bar

Aqui, você pode provar delícias como ostras e crab cakes. Se sobrar espaço, arrisque também um poboy, lanche típico da região, que pode ser recheado de rosbife ou frutos do mar fritos, a exemplo de ostras e camarões.

Fui no de ostra frita. Embora eu goste dos que acompanham mais molho, o sanduba do Desire é muito bom. É o crab cake, porém, que eu definitivamente recomendo.

De lá, dá para esticar a noite e ver um show no The Jazz Playhouse, um dos bons lugares para ouvir jazz em New Orleans. Às quintas-feiras, principalmente,  bandas divertidas costumam se apresentar na casa.

Endereço: 300 Bourbon St, New Orlean

Clique aqui para fazer reservas de tours, ingressos e transfers nos EUA com a Get Your Guide.

Oceana Grill $$

Se estiver meio perdidão pelo French Quarter em qualquer momento do dia, dê um pulo aqui. Do café da manhã ao jantar, os pratos são bem legais.

Logo cedo, tem panquecas clássicas do sul dos EUA e crepes. Nas outras refeições, o esquema é pedir pratos típicos de New Orleans, como iscas de crocodilo, gumbo e poboys.

Endereço: 739 Conti St, New Orleans

Original Pierre’s Masperos $$

Vai alugar carro em New Orleans? Clique aqui para comparar as opções e encontrar os melhores preços.

Dos restaurantes de comida típica de New Orleans do French Quarter, este é um dos mais interessantes. Para você ter uma ideia, está na ativa desde 1788. E ninguém fica com as portas abertas por tanto tempo cozinhando mal.

O menu é caprichado e traz alguns clássicos, como etouffée de lagostim de água doce e peixes em estilo blackened, com a pele queimadinha. O crab cake também é uma ótima pedida.

Endereço: 440 Chartres St, New Orleans

Red Fish Grill $$$

Paulo Basso Jr.
Ostra BBQ do Red Fish Grill

Quando passei em frente a este restaurante na Bourbon St., pensei: sei não, hein! Tem uma cara de cilada, Bino. Pega turista, sabe? Mas como um morador de New Orleans tinha me indicado, entrei. E curti, viu?

A dica dele foi pedir uma tal de ostra BBQ. De churrasco não tem nada, já que ela vem empanada e com molho de blue cheese, mas pouco importa. É uma delícia. Vale por ela e também pelo exótico gumbo de frutos do mar com linguiça de crocodilo.

Endereço: 115 Bourbon St, New Orleans,

Café Du Monde $

Paulo Basso Jr.
O famoso Beignet do Café Du Monde

O que você vai ver de gente andando com sacolinhas ou latinhas amarelas e azuis com produtos do Café Du Monde ao visitar New Orleans é uma festa. Detalhe que eles só servem apenas dois itens por lá: bebidas (tipo café, suco de laranja e um chocolate quente de qualidade duvidável) e beignet.

Embora eu tenha dito lá em cima que prefiro o beignet do Lotetta’s, o do Café Du Monde também é bom. Muito bom. Só que é preciso encarar uma fila para prová-los. E ela é grande, viu? Em qualquer hora do dia ou da noite, já que a casa funciona 24 horas.

O detalhe é que você nem entra no lugar. Pega sua sacolinha com no mínimo três beignets, senta nas mesinhas do pátio anexo e, como todo mundo, come espalhando açúcar de confeiteiro para todo lado.

Vou dar uma dica aqui daquelas. O ponto mais famoso do Café Du Monde é o do centro, em frente à Jackson Square, cujo endereço está abaixo, mas tem uma filial no The Outlet Colection Riverside que costuma ficar mais vazia.

Paulo Basso Jr.
Café Du Monde no Outlet Colection Riverside

Ah, e no aeroporto também tem um Café Du Monde, caso queira comprar uns beignets de última hora. Fica perto dos portões do terminal A, quase em frente à entrada do corredor que leva para o terminal B.

Endereço: 800 Decatur St, New Orleans

GARDEN DISTRICT

Commander’s Palace $$$

Paulo Basso Jr.
Commander’s Palace, em Garden District

Pato, lagostim de água doce, peixes, frutos do mar, vitela… É, o lance aqui é chique. Tanto quanto às mansões do Garden District que circundam o restaurante e são uma das principais atrações de New Orleans.

De quinta a domingo, o Comander’s Palace abre para o almoço, mas nos outros dias da semana a casa funciona apenas à noite. Se quiser passar por aqui, portanto, programe-se direitinho. Fazer reserva com antecedência pode ser uma boa, sobretudo nos meses mais cheios, como fevereiro e março, época de Mardi Gras.

Endereço: 1403 Washington Ave, New Orleans

Para usar telefone e internet nos EUA, clique neste link e garanta seu chip viagem internacional. Use o cupom rotadeferias para ganhar até 10% de desconto.

Joey K’s Restaurant & Bar $

Boa opção de restaurante no Garden District. Tem sanduíches de estilo poboy e delícias típicas de New Orleans, como arroz jambalaya.

A decoração é moderninha, e os garçons são gente boa (pelo menos foram comigo). Vale a pena caso esteja com pressa ou não queira gastar tanta grana no vizinho Commander’s Palace. E, de lá, ainda dá para bater perna na Magazine St, uma rua charmosinha e mais um entre os bons destinos onde comer em New Orleans.

Endereço: 3001 Magazine St

PLANEJE SUA VIAGEM

Chip viagem

Acesse internet e telefone de qualquer lugar do mundo

Confira aqui

AMERICA CHIP

Seguro viagem

Compare diversas empresas de uma só vez e compre com desconto

Contrate aqui

SEGUROS PROMO

Passagens aéreas

Os melhores preços para viajar no Brasil e no mundo

Compre aqui

SKYSCANNER

Reserva de hotéis

Encontre a melhor opção de hospedagem para você

Reserve aqui

BOOKING

Informativo

Cadastre-se e receba com exclusividade nossos conteúdos.