Crédito: Divulgação

Minas Gerais: saiba onde comer em Monte Verde

21 de agosto de 2019

Por Redação

Situada na Serra da Mantiqueira, na divisa entre os estados de São Paulo e Minas Gerais, a cidade de Monte Verde é o cenário ideal para aproveitar as baixas temperaturas durante os meses de inverno. Ali, é possível  desfrutar do melhor da gastronomia local.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Onde comer em Monte Verde

Villa Donna

Com perfil de um “bistrô”, o restaurante oferece cardápio artesanal com pratos feitos na hora. O serviço é cordial e hospitaleiro em um ambiente charmoso e aconchegante. Uma boa opção é experimentar o risoto da Cumadre, uma releitura da galinhada, que representa a culinária ítalo-mineira.

Serviço: Rua Rolinha, 33

LEIA MAIS: 10 COMIDAS E BEBIDAS PARA PROVAR EM PORTUGAL
5 RESTAURANTES PARA CONHECER EM ALAGOAS

Cantina Portale Di Napoli

Sob o comando do chef Severino e sua esposa Rosângela, o Portale Di Napoli oferece o melhor da culinária italiana na cidade de Monte Verde. A sugestão é o polpettone con linguine alla crema com funghi freschi composto por molho branco e cogumelo shitake.

Serviço: Avenida Monte Verde, 215

Provence Cottage & Bistrô

Com influência francesa, o espaço prioriza a utilização de ingredientes locais, produzidos na região, em um menu fechado que muda conforme a disponibilidade dos pequenos produtores da região. O espaço recebe somente 24 pessoas por noite e abre apenas aos finais de semana e feriados.

Serviço: Rua Cedrus Libani, 380

Onde ficar

O Hotel Saint Michel é uma boa opção para quem visita a região, já que ele conta com aconchegantes apartamentos, além de belos chalés privativos. Há varandas, lareira, ofurô e hidromassagem dupla.

A propriedade tem estrutura para total relaxamento e lazer. Academia e uma sala de leitura são algumas das atividades oferecidas para os hóspedes. Já piscina coberta e aquecida é ideal para os dias de baixas temperaturas.

A área dedicada às crianças tem uma brinquedoteca que conta com vídeo game, livros e diversos brinquedos para os pequenos. O contato com a natureza que rodeia a propriedade também é uma atração à parte.

Além disso, o hotel oferece o melhor da gastronomia mineira com toques de cozinha internacional. As fondues são destaques e combinam perfeitamente com o clima local, garantindo sabores marcantes. Assim como o chá da tarde, que é uma tradição com quitutes locais.

O Saint Michel fica localizado na avenida Sol Nascente, 365. As diárias para casais (nos finais de semana de agosto) custam a partir de R$770.

As melhores comidas e bebidas para provar em outros países

Nos restaurantes alemães, o negócio é sempre pedir um joelho de porco e uma daquelas canecas enormes de cerveja. Já na Irlanda, todos os pratos ficam ainda mais gostosos ao lado de um pint da tradicional Guinness. Portugal e Holanda se destacam quando o assunto é sobremesa, já que conquistam viajantes do mundo inteiro com o pastel de Belém e o stroopwafel. Conheça as melhores comidas e bebidas para provar em outros países.

  • O stroopwafel é uma das joias da cultura holandesa. O doce é uma espécie de bolacha waffle macia recheada com caramelo. Vai muito bem com um cafezinho ou chá
  • Se você for à Irlanda, não deixe de fazer uma parada em um pub para tomar ao menos um pint (copo com cerca de meio litro) de Guinness. A cerveja stout é um dos ícones do país
  • O peixe frito com batatas é um dos pratos mais famosos da Inglaterra. Basta entrar em qualquer pub ou restaurante para encontrar a opção fish n chips no cardápio
  • Quem vai ao Peru não pode deixar de experimentar o ceviche. Os cubinhos de peixe com notas cítricas são extremamente saborosos
  • O pastel de nata é uma das grandes estrelas do bairro do Belém, em Lisboa, Portugal. No Brasil, ele é mais conhecido como pastelzinho de Belém
  • Crédito: avlxyz via Visualhunt / CC BY-SA
    O croque monsieur é basicamente um pão tostado com molho bechamel, presunto e queijo derretido (ou gratinado). É uma das muitas delícias gastronômicas encontradas na França
  • Crédito: Reprodução
    No arquipélago africano de Seychelles, o destaque fica por conta do rum Takamaka. A bebida destilada é produzida com um açúcar orgânico que cresce em quatro regiões da ilha de Mahé e é cultivado por cooperativas independentes de fazendeiros
  • Alguns historiadores acreditam que a batata frita é uma invenção belga. Crocantes por fora e macias por dentro, as porções são vendidas na rua e servidas em cones de papel
  • Crédito:
    No Canadá, a batata frita é servida de forma diferente: coberta com queijo e caldo de carne. O prato típico é conhecido como poutine
  • A apple pie (torta de maçã) dos Estados Unidos é divina. Quem quiser partir para algo salgado pode parar em uma lanchonete para comer um hambúrguer acompanhado de milk-shake
  • Crédito: Muffet via Visual Hunt / CC BY
    Comum na Rússia e na Ucrânia, a sopa borscht é feita com beterraba, batata, cenoura, repolho e pedaços de carne
  • A comida tradicional do México é mais caliente do que a maioria das opções encontradas no Brasil. Não deixe de provar os famosos tacos, nachos e burritos
  • Salgado e amargo, o vegemite é feito com levedura de cerveja. A galera da Austrália e Nova Zelândia gosta de passar a pasta no pão torrado
  • Na Itália, é praticamente impossível achar uma comida que não seja maravilhosa. As formiguinhas de plantão precisam experimentar os tradicionais sorvetes (gelatto) do país
  • O jamón é uma das atrações gastronômicas mais famosas da Espanha. Vale a pena comprar sanduíches feitos com o presunto curado
  • O pierogi é uma espécie de pastelzinho típico da Polônia. A receita original é recheada com batata, queijo e cebola, mas também dá para encontrar variações com carne e ervas
  • O esquema na Alemanha é pedir um joelho de porco acompanhado de boas canecas de cerveja. O pretzel também é bem tradicional por lá