Crédito: Divulgação

Oktoberfest promete levar muita cerveja a Blumenau

4 de outubro de 2017

Por Paulo Basso Jr.

O primeiro barril de chope será estourado em 4 de outubro para dar início a 34ª edição da Oktoberfest de Blumenau, a segunda maior do planeta, atrás apenas da festa original realizada em Munique, na Alemanha. Até o dia 22, data de encerramento, a expectativa é que cerca de 500 mil pessoas passem pela cidade com uma vontade irresistível de beber quantidades industriais de cerveja. Isso sem contar o clima de pegação para os baladeiros e as atividades culturais para quem viaja em família.

LEIA MAIS: Roteiro completo de 3 dias em Blumenau
Conheça a Rota da Cerveja em Blumenau
Roteiro de 3 dias em Munique, na Alemanha
É dada a largada da Oktoberfest em Munique, na Alemanha

A Oktoberfest que inspirou a edição brasileira de Blumenau nasceu em Munique, na Alemanha, em outubro de 1810, com o casamento do rei Ludwick I, que se tornaria o rei da Baviera, com a princesa Teresa da Saxônia. Para comemorar a boda, os moradores da cidade foram convidados para as festividades nos campos em frente dos portões da cidade, encerradas com uma corrida de cavalos que contou com a presença de toda a família real.

O evento agradou tanto que foi tomada a decisão de repeti-lo no ano seguinte. Nascia aí a tradição da Oktoberfest que, aos poucos, foi ampliando o seu leque de atrações. Em 1818, por exemplo, foram instalados o primeiro carrossel e dois balanços. Hoje, a festa bávara engloba até um parque de diversões com montanha-russa e tudo mais.

O status de maior festival de cerveja do mundo, entretanto, surgiu em 1918, ano em que a preciosa bebida dourada foi liberada para ser servida durante o evento (inicialmente, apenas os nobres bebiam). A partir daí, ninguém mais segurou o ímpeto bebedor dos alemães, que fez escola em todo o mundo.

Crédito: Divulgação

Cerveja será vendida a partir de R$ 9 na Oktoberfest de Blumenau

No Brasil, a Oktoberfest teve sua primeira edição em 1984. A festa, curiosamente, surgiu para superar uma tragédia. Ocorre que, naquele ano, o Vale do Itajaí sofreu uma grande enchente. Diante das perdas da população, a ideia de realizar em Blumenau uma edição da festa de Munique, resgatando as características dos locais, muitos deles descendentes de alemães, foi colocada em prática para dar uma nova vida à economia da região. O resto é história, com muito chope artesanal produzido não apenas em Blumenau, mas também em outras cidades de Santa Catarina, como Pomerode e Joinville.

Gastronomia e cerveja
Bastaram apenas três anos, quando quase um milhão de foliões caíram na farra em Blumenau, para a farra alemã se firmar de vez como um evento popular de proporções carnavalescas. Além dos desfiles nas ruas, a festa rola na Vila Germânica, um imenso centro de exposições com arquitetura de inspiração europeia, onde há lojas de produtos típicos, restaurantes e pavilhões climatizados. Lá, principalmente durante a noite, o bicho pega.

Ao longo da Oktoberfest, o espaço é preparado com palcos onde são realizados shows folclóricos e os tradicionais concursos de chope em metro, no qual o candidato precisa beber quase um litro numa só golada e no menor tempo possível. Mas o lugar também conta com áreas mais inofensivas, como o Kinderplatz, playground lúdico montado especialmente para as crianças se divertirem.

No meio de tudo isso, entre os adultos, a paquera rola solta, bem como os litros de cerveja. Marcas como Eisenbahn e Baden Baden abastecem os foliões com bebidas do tipo pilsen, oktoberfest, pale ale, IPA e weizen, entre outras. E ainda há espaço para as cervejarias artesanais locais, como Bierland, Wunder Bier, Das Bier e Ichiban.

Crédito: Divulgação

A Vila Germânica, onde rola a Oktoberfest em Blumenau

A gastronomia é outra que pede passagem e assume papel fundamental na festa. Entre as delícias servidas estão joelho de porco com batata, kassler (bisteca defumada) com chucrute, salsichões e companhia. Há ainda pratos a base de peixe e frango, sem contar sobremesas deliciosas, como a torta alemã e o apflelstrudel, folhado à base de maçã, servido com nata, sorvete ou chantilly.

LEIA MAIS: Como surgiu a Oktoberfest de Munique, na Alemanha

Valores para 2017
Os ingressos para a Oktoberfest de Blumenau em 2017 podem ser comprados aqui. Confira os valores:

  • Abertura (4/10), segundas-feiras (9 e 16/10) e encerramento (22/10): entrada gratuita.
  • Domingos, terças, quartas (exceto véspera de feriado) e quintas-feiras (exceto feriado): R$ 12.
  • Sextas-feiras, véspera de feriado e feriado: R$ 30.
  • Sexta-feira, dia 13/10: R$ 40.
  • Sábados: R$ 40.

Obs: Crianças até 12 anos não pagam entrada.

Os chopes no estilo pilsen da Eisenbahn, Bierland, Blumenau, Das Bier, Hemmer, Ichiban e Wunder Bier vão custar R$ 9. Os chopes de estilos especiais, como Weizenbier, Pale Ale, Ipa e Coquetel Chope de Vinho, custarão R$ 10. Os chopes da Baden Baden serão vendidos a R$ 11.

Obs: texto contém trechos de reportagem publicada originalmente na revista Férias no Brasil, da Editora Europa.