Crédito: Divulgação

O que saber antes de viajar para a Ilha da Madeira, em Portugal

4 de fevereiro de 2020

Por Redação

De origem vulcânica, a Ilha da Madeira está localizada a cerca de mil quilômetros da costa, entre os continentes da Europa e da África. A região portuguesa ostenta cenários com falésias, montanhas, praias de calhau e florestas de árvores centenárias, tudo rodeado pelo Oceano Atlântico.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

O que saber antes de viajar para a Madeira

Como chegar

A principal porta de entrada da Ilha é o Aeroporto Internacional Cristiano Ronaldo, localizado a 20 minutos do centro de Funchal, a capital da Madeira.

A pista do aeroporto está suspensa por pilares sobre o mar, e há até uma estrada que passa por baixo dela. O voo direto a partir de Lisboa tem duração de 1h30, mas é possível chegar via outras capitais europeias.

Quando ir

O clima ameno é constante, o que torna a temperatura local com ar de primavera praticamente o ano todo. No verão, os termômetros sobem um pouco mais e criam o ambiente perfeito para um banho de mar. Já no inverno, o fim de tarde exige um casaco mais quente.

Para os que querem se aventurar pelas montanhas, as temperaturas são muito mais baixas nas alturas, com média de 9°C.

LEIA MAIS: 5 MOTIVOS PARA APROVEITAR O CARNAVAL NA ILHA DA MADEIRA
ILHA DA MADEIRA É ELEITA O MELHOR DESTINO INSULAR DO MUNDO

Quantos dias ficar

Por mais que seja uma ilha pequena, há inúmeras atrações e atividades para curtir, como trilhas, mirantes, restaurantes, balneários, entre outras. Por isso, o ideal é ficar, no mínimo, sete dias.

O que provar

A gastronomia local tem delícias como o peixe espada-preto e o atum, além de frutos do mar, como as lapas – um tipo de molusco local. Outro prato delicioso é a “espetada”, churrasco de carne bovina, sempre acompanhado de milho frito e do saboroso Bolo-do-Caco, servido com manteiga de alho e salsa.

Para beber, uma boa poncha, feita com aguardente de cana, limão (ou laranja) e mel. Também vale a pena experimentar o vinho exclusivo produzido no destino, o Madeira, fortificado, com alto teor alcoólico e mais de cinco séculos de existência.

Aventura e descanso

A paisagem natural local é o ambiente ideal para estar ao ar livre e aproveitar as piscinas naturais e mirantes, ou praticar atividades radicais como canyoning, rapel, mountain biking e parapente. Para relaxar, vale caminhar por uma das levadas (canais de irrigação que chegam a dois mil quilômetros de extensão, construídos para trazer água do norte da ilha para o sul) e admirar as belezas da Floresta Laurissilva, reconhecida pela UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade.

Passeios em Funchal

A capital tem ares cosmopolitas que se misturam à história e cultura local. A Zona Velha surpreende com seus variados bares e restaurantes, que ocupam os edifícios históricos.

Para um panorama geral da cidade, o teleférico que liga o centro histórico ao Monte – a parte alta da cidade – proporciona uma bela vista para o oceano e para as montanhas durante os 20 minutos de passeio. No retorno, é possível embarcar em um carro de cesto – um típico transporte madeirense que proporciona muita adrenalina em uma descida de cerca de dez minutos.

Um dia em Porto Santo

Porto Santo, a outra ilha habitada do arquipélago, é acessível por avião ou ferry, que sai pela manhã da Ilha da Madeira e retorna no fim da tarde. Seus nove quilômetros de praia que se unem ao mar azul turquesa lhe renderam o apelido de Ilha Dourada.

O clima é ideal para passar o dia relaxando e curtindo a areia e as águas quentes, ambas com propriedades terapêuticas comprovadas. Além disso, é possível conhecer a cidade de Vila Baleira, que abriga a Casa-museu Cristóvão Colombo, que recria o ambiente primitivo onde o famoso descobridor da América viveu.

Moeda

Assim como no restante de Portugal, a região da Madeira utiliza o euro como moeda corrente. É possível trocar dinheiro em bancos e casas de câmbio. Cartões de crédito internacionais são amplamente aceitos.

Fuso horário

O arquipélago está no fuso GMT +0. A diferença de horário entre o Brasil e a Madeira varia entre três e quatro horas, dependendo do horário de verão local.

Visto

Brasileiros não precisam de visto para entrar em Portugal. Com um carimbo no passaporte, o viajante pode circular por até 90 dias por toda a União Europeia. Ainda é possível renovar a permissão por mais 90 dias.

Transportes

Há serviços de táxi em quase todas as localidades. É possível verificar os horários e itinerários do transporte público nos seguintes sites: www.eacl.pt, www.horariosdofunchal.pt, www.sam.pt e www.rodoeste.pt.

Circular de carro é muito fácil. O destino conta com uma moderna infraestrutura rodoviária, que dá acesso a praticamente todos os pontos de interesse da ilha.

Telefone

As três redes telefônicas de Portugal (Vodafone, MEO, Optimus) mantêm acordos de roaming com a maioria das companhias internacionais, garantindo uma boa cobertura dentro do país. Neste caso, vale conferir as condições e tarifas diretamente com a sua operadora.

Comércio tradicional

As lojas estão abertas das 9h às 13h e das 15h às 19h, de segunda a sexta-feira. Aos sábados, funcionam das 9h às 13h. Alguns centros comerciais estão abertos todos os dias, das 10h às 22h (e alguns até as 23h).

Mais informações importantes 

Informações extras


Voltagem padrão: 220V
Tipo de tomada elétrica: tipo F
Emergência: 112
Proteção Civil: (+351) 291 700 112
Bancos: estão abertos das 8h30 às 15h, de segunda a sexta-feira.
Gorjeta: o serviço está incluído na conta dos restaurantes, mas é habitual deixar uma gorjeta de 5% a 10% sobre o preço total da refeição.
Fumantes: assim como no Brasil, é proibido fumar em recintos públicos fechados em Portugal.

Ilha da Madeira, em Portugal

A Ilha da Madeira é um dos destinos mais lindos de Portugal. Ali, o viajante pode apreciar diversos cenários naturais, que se estendem desde a capital Funchal até a ilhas mais afastadas. O local também é uma boa pedida para os fãs de gastronomia e esportes.

  • Crédito: GregSnell/Divulgação
    Funchal, capital da Ilha da Madeira
  • Crédito: GregSnell/Divulgação
    Catedral de Funchal
  • Crédito: Turismo da Madeira
    Funchal
  • Crédito: Turismo da Madeira
    Rua de Funchal
  • Crédito: GregSnell/Divulgação
    Vida noturna em Funchal
  • Crédito: GregSnell/Divulgação
    Mercado dos Lavradores, em Funchal
  • Crédito: Divulgação
    Windsorf, uma das atividades típicas de Funchal
  • Crédito: GregSnell/Divulgação
    Jardim Tropical Monte Palace, em Funchal
  • Crédito: GregSnell/Divulgação
    Região de Cabo do Girao
  • Crédito: Francisco Correia/Divulgação
    Região de Cabo do Girao
  • Crédito: Francisco Correia/Turismo da Madeira
    Região Camara de Lobos
  • Crédito: Turismo da Madeira
    Região Fajã dos Padres
  • Crédito: Turismo da Madeira
    Passeio de Barco na Ilha da Madeira
  • Crédito: Turismo da Madeira
    Parapente, na Ilha da Madeira
  • Crédito: Visit Madeira
    Observação de golfinhos
  • Crédito: Divulgação/ Turismo da Madeira
    Passeio de caiaque na região de Garajau
  • Crédito: Divulgação
    Stand up paddle em Garajau
  • Crédito: Tiago Sousa
    Mountain bike na Ilha da Madeira
  • Crédito: Divulgação
    Surf, uma das atividades físicas mais populares da Ilha da Madeira
  • Crédito: Divulgação
    Vinhas e Vinícolas
  • Crédito: PdaCruz/Divulgação
    Trilha Levada do Castelejo
  • Crédito: Francisco Correia
    Trilha Levada do Furado
  • Crédito: Divulgação
    Trilha Levada Nova da Ponta do Sol
  • Crédito: Turismo da Madeira
    Museu CR7, dedicado ao jogador de futebol Cristiano Ronaldo
  • Crédito: Divulgação
    Ponta da Calheta, em Porto Santo
  • Crédito: Divulgação
    Porto da Cruz
  • Crédito: Divulgação
    Piscinas naturais de Porto Moniz
  • Crédito: Divulgação
    Município de São Vicente
  • Crédito: Divulgação
    Região de Ribeiro Frio
  • Crédito: Turismo da Madeira
    Piscinas naturais de Seixal
  • Crédito: Francisco Correia
    Piscinas naturais de Seixal
  • Crédito: Francisco Correia
    Piscinas naturais de Seixal
  • Crédito: Greg Snell
    Gastronomia da Ilha da Madeira
  • Crédito: Divulgação
    Scuba Diving
  • Crédito: Turismo da Madeira
    Grutas da Ilha da Madeira
  • Crédito: Divulgação
    Floresta Laurissilva
  • Crédito: Francisco Correia
    Região de Machico