Crédito:

O que fazer em Oslo, capital da Noruega

7 07-03:00 março 07-03:00 2018

Por Paulo Basso Jr.

Oslo, a capital da Noruega, é a porta de entrada para quem deseja conhecer este reino repleto de histórias de vikings e trolls – ser do folclore norueguês, quase sempre enorme e pouco inteligente, que curiosamente se transformou em sinônimo de quem provoca outras pessoas com mensagens controversas na internet.

Paulo Basso Jr.
Vigeland Park, em Oslo

Há muitos pontos de interesse na cidade, que pode até ser conhecida em um dia, durante uma conexão para outros pontos da Noruega ou então da Escandinávia.

LEIA MAIS: DESCUBRA ATRAÇÕES INUSITADAS PRÓXIMAS A OSLO
CONHEÇA OS PRINCIPAIS PARQUES DE ESCULTURAS DA NORUEGA

Oslo: pontos de interesse

The National Gallery e Viking Ships

Espremida no fiorde que a batiza, em uma região cercada de florestas, lagos e ilhas à beira de uma imensa baía, Oslo é o berço cultural do país.

Paulo Basso Jr.
Quadro O Grito, na The National Gallery, em Oslo

Ali ficam museus como o The National Gallery, onde está exposta uma das quatro versões do famoso quadro O Grito, de Edvard Munch, e o Viking Ships, com barcos históricos e uma série de artefatos que contam a história do povo soberano dos mares do norte

Paulo Basso Jr.
Museu Viking Ships, em Oslo

Norsk Folkemuseum

Divulgação
Igreja em museu de Oslo remete à animação Frozen

Para quem viaja com crianças pequenas, há ainda o Norsk Folkemuseum, o museu folclórico, cuja estrela é uma típica igreja de madeira similar à que a rainha Elsa é coroada na animação “Frozen”, da Disney, inspirada naquelas paragens.

Vigeland Park

Paulo Basso Jr.
Vigeland Park, em Oslo, no inverno

O maior ponto de interesse de Oslo, entretanto, é o Vigeland Park. O local abriga fontes e 212 esculturas em bronze e granito criadas por Gustav Vigeland para simbolizar todas as fases da vida.

Românticas e dramáticas, singelas e agressivas, inocentes e lascivas, as obras se descortinam em um cenário com “dupla personalidade”.

Divulgação
Vigeland Park, em Oslo, no verão

No verão, o clima é de festa, já que os noruegueses se encontram por lá para fazer piqueniques e jogar conversa fora. No inverno, a atmosfera fica bucólica, ressaltada pelo contraste das esculturas com o tapete branco que toma conta do espaço.

Cultura, compras e esporte

Divulgação
Opera House, em Oslo

O farto leque de opções de lazer ajuda com flertes à cultura, como ocorre nos arredores da futurista Opera House, onde são realizados diversos festivais; às compras, graças a lugares como a Egertorget Square, onde se concentram as grifes de luxo; e ao esporte, por conta da enorme rampa de esqui Holmenkollen, de onde se tem uma linda vista da cidade;

Onde sair à noite

Paulo Basso Jr.,
Aker Brygge, bom lugar para sair à noite em Oslo

O melhor lugar para sair à noite em Oslo é a região de Aker Brygge, um antigo porto revitalizado com restaurantes e lojas transadas. A região tem um clima à la Puerto Madero, de Buenos Aires (Argentina). Mesmo nos meses mais frios há sempre bastante gente andando na rua

Noruega: alto índice de desenvolvimento

A relação com a nobreza é algo inerente à Noruega. Hoje, é o casal real Haroldo V e Sônia Haraldsen que tem a honra de acompanhar, de seu imponente palácio situado no centro de Oslo, o alto índice de desenvolvimento do reino.

Divulgação
Palácio Real de Oslo, na Noruega

O detalhe é que o país já foi o patinho feio da Escandinávia antes de o petróleo jorrar por lá e transformá-lo em um dos mais ricos – e caros – do mundo.

Prêmio Nobel da Paz em Oslo

Paulo Basso Jr.
Salão onde é entregue anualmente o Prêmio Nobel da Paz

De tão exemplar, a capital da Noruega é sede da entrega do Prêmio Nobel da Paz, idealizado pelo sueco Alfred Bernhard Nobel. Cheia de pompa, a cerimônia é realizada anualmente na prefeitura, cujo belo salão, cercado por afrescos, fica aberto à visitação o ano inteiro.

Vibe moderna

Divulgação
Cidade moderna e vibrante

O legado aristocrata, entretanto, não empresta ares tradicionalistas à capital. Oslo tem vibe moderna e nuances de simplicidade, com uma gente educada e bonita que busca vida a céu aberto mesmo nos meses mais frios do ano.