Crédito:

O que fazer na linda cidade alemã de Heidelberg

14 de janeiro de 2019

Por Paulo Basso Jr.

Turística por excelência, Heidelberg, na Alemanha, é uma cidade marcada pela história. É ali, por exemplo, que fica a universidade mais antiga do país, o que transmite um clima eternamente jovial à região. Foi lá também que deu o célebre embate entre Martinho Lutero e o papa Leão X em 1518, num dos marcos da Reforma Protestante.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Castelo de Heidelberg

Para quem chega de fora, entretanto, o que salta aos olhos é o lindo Castelo de Heidelberg, que fica em meio a uma colina e vigia o centro histórico da cidade. Cerca de 2 milhões de pessoas passam por lá a cada ano (é o segundo castelo mais visitado da Alemanha, atrás apenas do Neuschwanstein, na Baviera), mas há uma dica preciosa para fugir do tumulto: ir até lá durante a noite, especialmente se tiver uma reserva no Scharffs Schlossweinstube, restaurante com estrela Michelin que fica dentro da fortificação.

Achim Mende
Vista área do castelo de Heidelberg
Castelo de Heidelberg

A atmosfera é encantadora e, além de comer com estilo, sobra tempo para passear pelos pátios e terraços iluminados praticamente vazios. A única coisa é que, à noite, não dá para visitar o enorme barril com capacidade para 200 mil litros de vinho que fica no porão do castelo e atrai muitos cliques.

Outras atrações de Heidelberg

Localizada às margens do Rio Neckar, Heidelberg tem uma série de outras atrações. No centro histórico não entram carros (a Haupstrasse é a maior rua de pedestres da Alemanha) e há uma sucessão de lojas, bares e restaurantes, como o Hackteufel, de cozinha local. Quem não gosta de andar pode contratar, por cerca de € 200, os passeios guiados de triciclos italianos Piaggio organizados pela agência Event & Eventchen.

Achim Mende
Pessoas andando em Heidelberg
Centro histórico de Heidelberg

Já com automóveis convencionais é possível ir a outros lugares, como o restaurante do Hotel Die Hirschgasse, que serve um café da manhã dos sonhos, com direito até a cardápio personalizado para os hóspedes, algumas ruínas romandas e o Philosophenweg, um jardim do qual se pode tirar a foto mais emblemática da cidade, com a Alte Brücke (Ponte Velha) e o castelo ao fundo.

LEIA MAIS: O QUE FAZER EM BERLIM: ROTEIRO DE 4 DIAS
O QUE FAZER EM MUNIQUE: ROTEIRO DE 3 DIAS

Circuito de Hockenheim

Para os amantes de velocidade, Heidelberg também serve de base para visitar Hockenheim, um dos autódromos da Alemanha que recebem a Fórmula 1. Entre abril a outubro é possível dar três voltas no circuito com um Porsche GT3 por cerca de € 260.

Obs: Trecho de texto publicado originalmente na revista Viaje Mais Luxo, da Editora Europa.