Crédito: Divulgação

Veja o que fazer em Curitiba durante a primavera

13 de setembro de 2018

Por Redação

Com a primavera chegando, diversos turistas podem ter dúvidas sobre o que fazer em Curitiba. Conhecida pelo frio do inverno, a capital paranaense conta com diversas opções de lazer, entretenimento, gastronomia, além de mobilidade facilitada para conhecer seus cartões-postais.

Com início oficial marcado para 22 de setembro, a estação traz dias mais ensolarados e um visual mais colorido para as ruas e os quase 30 parques da cidade. Por isso, a Slaviero Hotéis preparou um pequeno roteiro com dicas para os viajantes que desejam desfrutar das belezas primaveris de Curitiba.

O que fazer em Curitiba: Jardim Botânico

Um dos destaques é o Jardim Botânico. Criado em 1991, inspirado nos jardins franceses, é um dos pontos turísticos mais visitados da cidade.Durante a primavera, ele fica ainda mais bonito.

LEIA MAIS: AS MARAVILHAS DE UMA VIAGEM PARA FERNANDO DE NORONHA
O QUE FAZER EM FOZ DO IGUAÇU: ROTEIRO DE TRÊS DIAS

Na entrada do parque se estende um tapete de flores para recepcionar os visitantes e conduzi-los diretamente à icônica estufa metálica e envidraçada. Prepare-se para fazer lindas fotos.

Parque Barigui

Outra ótima alternativa para curtir a estação é o Parque Barigui, um dos maiores de Curitiba e que oferece atrativos para todos os gostos, seja para uma corrida em meio à sua imensa área verde ou um piquenique nos gramados.

Se a ideia for fazer uma leve caminhada, o calçadão da rua XV de Novembro, a Rua das Flores ou o Largo da Ordem são escolhas perfeitas.

Para descobrir a arrojada arquitetura da cidade, nada como visitar o Teatro Ópera de Arame e o Museu Oscar Niemeyer. Outro local que vale a visita é o histórico edifício Palácio Avenida.

Torre Panorâmica

A Torre Panorâmica alcança 109 metros de altura e oferece uma chance de ver toda a paisagem de Curitiba em 360º. Transitar pelas ruas da cidade inevitavelmente é a melhor forma de aproveitar todo o comércio local, os artistas de rua, os cinemas e os teatros, além das cafeterias com suas mesas ao ar livre.