Crédito: Divulgação

Novos museus da Grã-Bretanha: veja 8 opções legais

13 de junho de 2018

Por Maria Beatriz Vaccari

O viajante que pretende visitar países como Inglaterra, Escócia e País de Gales pode aproveitar a próxima viagem para conhecer alguns dos novos museus da Grã-Bretanha. As atração vão desde exposições sobre arquitetura até mostras sobre o universo marítimo. O escritório de turismo do Reino Unido separou as melhores opções. Confira:

LEIA MAIS: ROTEIRO NO REINO UNIDO ATRAI OS FÃS DE CINEMA
REINO UNIDO: COMPRE NAS LOJAS CERTIFICADAS PELA REALEZA

8 museus para conhecer na Grã-Bretanha

O Being Brunel é uma das grandes novidades do ano em Bristol. Trata-se de um museu que celebra a vida e a obra de Isambard Kingdom Brunel (1806-1859), o célebre engenheiro vitoriano cujos projetos famosos incluem o navio SS Great Britain (que está atracado perto do museu) e a ponte suspensa Clifton. O museu explora tudo, dos grandes projetos à trajetória do engenheiro, sua fama e a ambição de se tornar um líder na engenharia, além de sua vida doméstica.

A reforma de R$ 7 milhões fez com o que o museu do famoso fabricante de porcelana da região, a uma hora de Birmingham, virasse uma história viva da fábrica. Ele mostra histórias de pessoas que trabalhavam lá, bem como apresenta coleções que remontam a 1751, quando a empresa foi formada.

Com um papel fundamental nas celebrações do Cook 250 (o 250º aniversário da primeira expedição de Londres para o Pacífico e Austrália pelo Capitão James Cook, em 26 de agosto), o National Maritime Museum está abrindo quatro novas galerias permanentes na sua ala leste. As novas “Endeavour Galleries” serão dedicadas a diferentes temas, entre eles: Encontros no Pacífico, Mundos Polares, Tudor e Stuart Marítimos e Coisas do Mar. Elas serão inauguradas ao longo de 2018.

Até o final do ano, novas galerias serão abertas nesse museu de história ao ar livre, perto do St Fagans Castle, para exibir objetos (muitos, nunca exibidos) das coleções do National Museum Wales. Parte de um grande projeto de renovação, o museu também terá novas construções. Uma delas, chamada Gweithdy, que já está aberta ao público, é um edifício sustentável com um café e uma variedade de oficinas de artesanato. Outras áreas serão inauguradas até o final de 2018.

Histórias pessoais do Dia D (6 de junho de 1944) são contadas através das coleções do museu e apresentações audiovisuais nas galerias reformadas do D-Day Museum, em Portsmouth, a duas horas ao sul de Londres. Os novos monitores possuem relatos da Batalha da Normandia. O museu também tem guias sobre como você pode descobrir a história de seus familiares envolvidos no Dia D.

Celebrando 250 anos em 2018, a Royal Academy irá revelar seu novo visual nesse verão do hemisfério norte. Ela terá grandes exposições com foco em artistas e arquitetos vivos e novas mostras gratuitas. Já os dois edifícios da instituição – Burlington House, em Piccadilly, e Burlington Gardens – serão conectados pela primeira vez com espaços dedicados a exposições, além de um novo Architeture Studios. Haverá também mais debates, discussões e oficinas que fizeram a fama da RA.

O V&A, um dos melhores museus de Londres, abre um novo endereço na cidade escocesa de Dundee, a uma hora e meia de Edimburgo, em 15 de setembro. Ultramoderno e de projeto elegante, feito sob encomenda pelo arquiteto Kengo Kuma (em seu primeiro trabalho em solo britânico), o museu abre com a espetacular exposição Ocean Liners: Speed & Style. Ela traz objetos e destaques nunca exibidos de navios que revolucionaram as viagens da metade do século 19 ao final do século 20. O museu também irá apresentar exposições que ficaram famosas no V&A.

Seja um dos primeiros a visitar o novo centro de visitantes do Yorkshire Sculpture Park (YSP), que deve ser inaugurado entre julho e agosto de 2018. Após uma reforma milionária (foram investidos 4 milhões de libras, mais de R$ 18 milhões), o local ganhou um espaço ecológico, que a partir do final do ano terá uma área para exposições com obras dos séculos 20 e 21, um restaurante e loja com o tema da escultura moderna e contemporânea. Situado no Bretton Hall Estate, um imóvel do século 18 em West Yorkshire, a 30 minutos de Leeds, ele é também o único lugar no mundo onde você pode ver a obra The Family of Man, de Barbara Hepworth, em sua totalidade, além de uma importante coleção de esculturas, incluindo itens em bronze de Henry Moore.