Beleza e tranquilidade: conheça o Jardim de Ninfa, na Itália

9 de setembro de 2019

Por Redação

Declarado monumento natural pela região histórica da Itália Central de Lácio, o Jardim de Ninfa foi eleito um dos mais bonitos e românticos do mundo pelo New York Times. O equilíbrio ambiental é um dos grandes destaques do local, que atrai turistas do mundo inteiro e leva o nome de um templo da era romana, dedicado à Ninfa Naiad, divindade das águas doces.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

História do Jardim de Ninfa

A cidade dde Ninfa foi destruída no século 14 e, desde o século 16, vários membros da família Caetani, presentes no território Pontino e Lepino por muitos séculos, decidiram criar um jardim com variedades botânicas preciosas, piscinas de água e fontes.

LEIA MAIS: JARDINS BOTÂNICOS NO BRASIL SÃO BELAS OPÇÕES DE PASSEIO
DESTINOS PARA QUEM GOSTA DE PRAIA E MONTANHA

Foi apenas no século 19 que Ada Bootle Wilbraham, esposa de Onoraro Caetani, e seus filhos construíram um jardim anglo-saxão, drenando os pântanos, plantando ciprestes, carvalhos, faias e restaurando algumas ruínas, incluindo o palácio baronial.

O cuidado com o jardim foi continuado pelos descendentes da família Caetani, até o último herdeiro, Lelia, que adicionou várias espécies botânicas e criou a Fundação Roffredo Caetani , que ainda lida com a proteção do Jardim de Ninfa e do castelo de Sermoneta.

Flora

O local conta com mais de 1.300 espécies botânicas nos oito acres de paisagem. O visitante pode admirar dezenove variedades de magnólia, bétula, íris d’água, vários bordos japoneses, além de cerejeiras ornamentais que florescem na primavera, macieiras e tulipas.

Ainda no local existem muitas variedades de rosas, que sobem em árvores e ruínas ao longo do rio e de riachos. Além disso, árvores tropicais, como abacateiros, a “gunnera manicata”, da América do Sul e as bananeiras.

O rio e o oásis

O rio Ninfa nasce perto da cidade e flui por 30 km em direção à planície de Pontina, formando o lago homônimo cujas águas abrigam uma espécie de truta importada da África há milhares de anos pelos romanos. Um oásis de 1.800 acres foi criado em torno do núcleo de Ninfa, em 1976, a fim de proteger a fauna local, que inclui 152 espécies de aves.

Serviço

  • O local é aberto ao público apenas alguns dias do ano, por isso é aconselhável consultar o site.
  • Os ingressos podem ser adquiridos no local e incluem um guia. Custo: 10 euros para adultos e grátis para crianças menores de 11 anos.
  • A entrada é regida exclusivamente por visitas guiadas, sem reserva, saindo a cada dez minutos e com duração de uma hora.
  • Não é possível almoçar ou fazer um piquenique dentro dos jardins, mas existem bares e fazendas turísticas.
  • O local pode ser visitado por cadeiras de rodas e carrinhos, prestando atenção a raízes salientes ou outras obstruções.
  • Cães com menos de 5 kg são permitidos.

Os jardins mais bonitos do mundo

O Palácio de Versalhes, na França, ostenta alguns dos jardins mais bonitos do mundo. Eles surpreendem os viajantes pelo tamanho e também pelos formatos inusitados das vegetações. O Rota de Férias separou uma lista especial para quem quer visitar jardins lindíssimos. Confira: