Crédito: Pixabay

Intercâmbio em Dublin: um dos destinos preferidos dos estudantes brasileiros

14 de outubro de 2019

Por Redação

A experiência de aprender uma nova língua de forma mais natural, em contato com uma cultura nativa, é uma boa opção para mesclar aprendizado e lazer. Neste caso, um intercâmbio em Dublin surge como uma boa opção para os brasileiros que desejam estudar inglês em algum país da Europa.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Intercâmbio em Dublin

Dublin, por exemplo, traz uma série de vantagens em relação ao processo da documentação para quem quer fazer intercâmbio. O visto, por exemplo, pode ser renovado com facilidade, o que permite ao aluno ficar até dois anos no país.

LEIA MAIS: INTERCÂMBIO: DESCUBRA QUAL É O MELHOR TIPO DE ACOMODAÇÃO PARA VOCÊ
COMO ESCOLHER O DESTINO CERTO PARA FAZER INTERCÂMBIO

Além disso, a Irlanda é um dos poucos países que permitem que o estudante trabalhe meio período durante as aulas – e até em período integral nas férias. Para ajudar, a região tem o maior salário mínimo da zona do euro (€ 9,55/hora). Essa possibilidade faz com que muitos estudantes consigam até recuperar o valor investido durante a experiência.

Motivos para fazer intercâmbio em Dublin

Só por esses aspectos, a cidade já seria um destino muito interessante para aqueles que estão de olho na parte prática. Mas fazer intercâmbio em Dublin tem ainda outras vantagens.

Há boas escolas, com destaque para a SEDA College, que é reconhecida pelo Departamento de Educação e Capacitação da Irlanda, e possui a certificação ACELS – a maior certificação de qualidade para escolas de ensino de inglês na Irlanda. O local também conta com a EAQUALS (Avaliação e Acreditação de Qualidade das Escolas de Línguas), outra certificação de prestígio dentro do campo de ensino de inglês. Não à toa, essa escola foi eleita como a melhor do país por três anos consecutivos.

Além disso, a Irlanda é um dos países mais ricos culturalmente da Europa. Há inúmeros museus, castelos medievais, bibliotecas históricas, além de festas típicas, como St. Patrick’s Day. De quebra, o povo hospitaleiro, o que garante a oportunidade de se divertir enquanto aprende.

Por Dublin ser um polo mundial de intercâmbio, o estudante tem ainda a oportunidade de se relacionar com pessoas de muitos outros países, ampliando a experiência e a troca cultural. Isso sem falar no clima ameno e na oportunidade de conhecer vários países europeus.

50 lugares para conhecer na Europa

Famoso e histórico, o Velho Continente é perfeito para viajantes de qualquer idade. O que não faltam são opções legais de lugares para conhecer na Europa. O Rota de Férias separou alguns dos melhores destinos europeus.

  • Crédito: Pixabay
    Cracóvia, Polônia
  • Crédito: Pixabay
    Colônia, Alemanha
  • Crédito: Pixabay
    Viena, Áustria
  • Crédito: Pixabay
    Basílica de São Marcos, Itália
  • Crédito: Pixabay
    Copenhage, Dinamarca
  • Crédito: Pixabay
    Castelo de Buda, Hungria
  • Crédito: Pixabay
    Castelo de Praga, República Checa
  • Crédito: Pixabay
    Varsóvia, Polônia
  • Crédito: Pixabay
    Acrópole de Atenas, Grécia
  • Crédito: Pixabay
    Torre Eiffel, França
  • Crédito: Pixabay
    Lago de Como, Itália
  • Crédito: Pixabay
    Hamburgo, Alemanha
  • Crédito: Pixabay
    Salzburgo, Áustria
  • Crédito: Pixabay
    Bruxelas, Bélgica
  • Crédito: Pixabay
    Big Ben, Inglaterra
  • Crédito: Pixabay
    Torre de Belém, Portugal
  • Crédito: Pixabay
    Creta, Grécia
  • Crédito: Pixabay
    Coliseu, Itália
  • Crédito: Pixabay
    Museu do Louvre, França
  • Crédito: Pixabay
    Parlamento de Budapeste, Hungria
  • Crédito: Pixabay
    Fórum Romano, Itália
  • Crédito: Pixabay
    Palácio de Versalhes, França
  • Crédito: Pixabay
    Ponte Carlos, República Checa
  • Crédito: Pixabay
    Portão de Brandemburgo, Alemanha
  • Crédito: Pixabay
    Atenas, Grécia
  • Crédito: Pixabay
    Círculo Dourado, Islândia
  • Crédito: Pixabay
    Tromsø, Noruega
  • Crédito: Pixabay
    Talín, Estônia
  • Crédito: Pixabay
    Castelo de Vianden, Luxemburgo
  • Crédito: Pixabay
    Ibiza, Espanha
  • Crédito: Pixabay
    Museu Van Gogh, Holanda
  • Crédito: Pixabay
    Panteão, Itália
  • Crédito: Pixabay
    Basílica de São Pedro, Vaticano
  • Crédito: Pixabay
    London Eye, Inglaterra
  • Crédito: Pixabay
    Basílica de Sacré Cœur, França
  • Crédito: Pixabay
    Templo Expiatório da Sagrada Família, França
  • Crédito: Pixabay
    Castelo Neuschwanstein, Alemanha
  • Crédito: Pixabay
    Rijksmuseum, Holanda
  • Crédito: Pixabay
    Mosteiro dos Jerónimos, Portugal
  • Crédito: Pixabay
    Capela Sistina, Vaticano
  • Crédito: Pixabay
    Arco do Triunfo, França
  • Termas de Széchenyi, Hungria
  • Crédito: Pixabay
    Fontana di Trevi, Itália
  • Crédito: Pixabay
    Parque Güell, Espanha
  • Crédito: Pixabay
    Costa Azul, França
  • Crédito: Pixabay
    Palácio de Buckingham, Inglaterra
  • Crédito: Pixabay
    Alpes, Suiça
  • Crédito: Abeeeer on Visual hunt / CC BY
    Casa de Anne Frank, Holanda
  • Crédito: Pixabay
    Costa Amalfitana, Itália
  • Crédito: Pixabay
    Champs-Élysées, França