Crédito: Divulgação

Conheça as ilhas da baía de Nápoles: Procida, Capri e Ischia

4 04-03:00 janeiro 04-03:00 2021

Por Redação

Para os viajantes em busca de uma oportunidade de relaxar à beira-mar – e, além disso, curtir ativamente a vida social e cultural –, uma viagem às lindas ilhas da Baía de Nápoles, na Itália, reserva grandes surpresas. Isso porque Procida, Ischia e Capri são opções e tanto para quem quer aproveitar a natureza.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Ilhas da baía de Nápoles

Procida

Procida, a menor ilha do arquipélago da Campânia, foi escolhida por diretores renomados como cenário de diversos filmes. De origem vulcânica, está ligada à Ilha de Vivara por uma ponte estreita. Ali, há ao menos duas praias que merecem a visita: Pozzo Vecchio e a Praia de Chiaiolella.

Mais que explorar o mar, porém, vale a pena curtir o visual das ruas estreitas e igrejas, que combina com a tranquilidade da praia. Os passeios pelo centro da vila ainda permitem admirar locais como a Abadia de San Michele Arcangelo, que teve um papel central na história religiosa e cultural de Procida.

LEIA MAIS: 15 PRAIAS DA ITÁLIA PARA APROVEITAR COM A FAMÍLIA NO PÓS-PANDEMIA
AS ATRAÇÕES DA CALÁBRIA PARA QUEM SONHA EM VIAJAR À ITÁLIA

Ischia

A partir de Procida, chega-se a Ischia em apenas meia hora. Esta é a maior de todas as ilhas da Campânia. Vasta e diversa, recebe cerca de 6 milhões de visitantes anualmente.

Dos seis municípios que compõem a ilha, a Comuna de Ischia é a mais extensa. Não à toa, é dividida em duas partes: Ischia Ponte, o centro histórico marcado por caminhos antigos e bottegas, e Ischia Porto, uma pequena vila de pescadores.

O Castelo Aragonês em Ischia Ponte, construído por Hiero de Siracusa em 474 a.C., é o monumento mais visitado da Ilha. O complexo dá acesso à Catedral de Santa Maria Assunta, onde, em 1509, Fernando d’Avalos e Vittoria Colonna trocaram seus votos matrimoniais. Dentro, há uma cripta com afrescos dos pintores da escola de Giotto.

Como Ischia também tem abundância de fontes naturais regenerativas, os parques de banhos termais e spas da ilha são muito procurados pelos visitantes.

Capri

A atração mais badalada da baía de Nápoles é Capri, destino de vereneiro queridinho desde os tempos romanos e local de passagem de poetas, escritores e uma série de personagens lendários.

Capri reúne diversos pontos turísticos, como os Jardins de Augusto (da década de 1930), a Certosa (Basílica) de San Giacomo e vilas rodeadas por flores, como a Villa Jovis, antiga residência do imperador Tibério. Uma vez na região, vale a pena também visitar o porto de Marina Grande.

Para quem busca um mar  cristalino para relaxar, a renomada Grotta Azzurra, em Anacapri, é visita obrigatória. O mesmo pode ser dito dos Faraglioni, três picos de pedra que emergem na águ e foram separados da costa por um deslizamento de terra.