Crédito: Pixabay

Ferramentas ajudam a calcular gastos com viagens

15 de junho de 2017

Por Maria Beatriz Vaccari

Sair de casa para viajar sem ter um orçamento planejado pode dar uma baita dor de cabeça. Em alguns casos, o ingresso do museu sai mais caro do que o esperado, o número de pedágios da estrada é maior do que você tinha imaginado e o hotel cobra taxas que estavam descritas na reserva e passaram despercebidas. A melhor forma de evitar imprevistos financeiros é montar um orçamento conforme o seu perfil de viajante e as necessidades do passeio. O Rota de Férias separou algumas ferramentes que ajudam a calcular gastos com viagens. Confira:

Quanto custa viajar

O site Quanto Custa Viajar é uma boa opção para quem quer ter uma estimativa de gastos atualizada – os valores são calculados conforme a conversão de câmbio do dia. Ao selecionar o destino desejado, o viajante tem acesso aos valores médios de tours, atrações turísticas e transportes (público, aluguel de carro, táxi e city tour).

Na parte inferior da página, dá para usar uma calculadora para deixar os resultados  mais precisos. É preciso inserir a duração da viagem e o perfil do passeio (baixo custo, econômico ou confortável). Depois, é só clicar em “Calcular valor total”. Os gastos diários exibidos são compostos por despesas de hospedagem, alimentação, transporte e atrações.

Sem Parar

Além de saber quanto irá gastar com hospedagem, alimentação e passeios, quem vai viajar de carro deve estar atento a outros tipos de despesas. Depois de levar o veículo para uma revisão preventiva, é hora de calcular a média de gastos com combustível e pedágios.

O site do Sem Parar ajuda a levantar esses valores com base em critérios como: local de partida e destino (só funciona para território nacional), valor médio do combustível, consumo médio, tipo do veículo e preferência de rota (mais rápida ou mais curta). Além de indicar o tempo médio de viagem e a distância percorrida, o calculo mostra as despesas totais com combustível e pedágios (é possível checar o valor individual de cada um deles).

Uber e táxi

Quem não quiser dirigir durante a viagem pode se locomover usando serviços de transportes privados. É possível fazer simulações online para ter uma ideia geral de preços. O Uber, por exemplo, oferece estimativas em seu site oficial. É só digitar o endereço de partida e o do destino.

O valor cobrado por táxis varia bastante conforme o lugar do mundo. Apesar de não existir uma calculadora oficial de preços, o site Taxi Fare Finder, apresenta resultados próximos à realidade. É possível selecionar a cidade desejada e consultar a tarifa conforme o fluxo de trânsito e tipo de trajeto escolhido (mais rápido, mais curto ou mais barato).

Hotéis e voos

A melhor forma de calcular gastos com hospedagem e passagens aéreas é por meio de sites de comparação de preços, como Booking, Decolar, Edreams, Trivago e ViajaNet. Antes de escolher um hotel, tire um tempinho para checar as regras da reserva. Existem propriedades que cobram extras por serviços de limpeza, alimentação e resort. Também é preciso verificar o preço real dos tíquetes aéreos, já que algumas taxas só são incluídas na hora de fechar a compra.