Crédito: Divulgação

Eventos temáticos agitam o mês do uísque na Escócia

14 de maio de 2019

Por Redação

Produzido na Escócia há séculos, o uísque é sempre apontado como bebida nacional do local. Seus sabores distintos e variados são fortemente influenciados pelas regiões em que a bebida é feita, um fato que é lembrado em maio, quando o país celebra o mês do uísque.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Chamada de uisge beatha em gaélico, que pode ser traduzido como “água da vida”, a bebida é produzida em mais de 120 destilarias em toda a Escócia. Elas são divididas em cinco principais regiões produtoras – Speyside, Islay, Campbeltown, Highland e Lowland – e uma visita a qualquer uma delas representa uma maneira memorável de celebrar a ocasião em grande estilo. Além disso, há inúmeros eventos e festivais com temas de uísque nessa época para agradar o paladar dos visitantes.

Mês do uísque: regiões

A fonte de água ou mesmo a presença de turfa em uma região têm enorme influência no sabor do uísque produzido. Cada uma das cinco regiões produtoras de uísque tem inúmeras destilarias para explorar – e degustar seu produto. Elas são a desculpa perfeita para explorar o interior da Escócia.

Speyside

Lar de 50 destilarias – a maior quantidade das cinco regiões –,  Speyside é famosa pelos seus finíssimos uísques de malte. A região é a mais seca e quente do país, localizada entre as Highlands a oeste, as fazendas de Aberdeenshire a leste e a beleza do Cairngorms National Park ao norte.

LEIA MAIS: COMO É FAZER UM TOUR POR UMA DESTILARIA DE UÍSQUE
ROTA DO UÍSQUE: UMA VIAGEM DOS SONHOS PELA ESCÓCIA

São que facilitam o cultivo da cevada, auxiliado pelo água da montanha, resultando em alguns dos uísques de malte mais conhecidos. Para celebrar o mês da bebida, a Malt Whisky Trail inclui sete destilarias em funcionamento, a única cooperativa britânica do setor – a Speyside Cooperage – e a destilaria histórica Dallas Dhu.

Islay

Pequena ilha nas Inner Hebrides, perto da costa oeste da Escócia, Islay tem nove destilarias que produzem o uísque escocês single malt. É também o lar de uma das mais antigas destilarias do país, já que a Bowmore começou a funcionar em 1779. Como a ilha é coberta de turfa, ela é colhida e usada no processo de destilação para criar bebidas com sabores característicos, oleosos e defumados.

Lowland

Um uísque com tons mais claros e florais é produzido na região da planície que reflete as paisagens onduladas do sul do país. A mais acessível das regiões produtoras de uísque, dadas as suas rotas de viagem para Edimburgo e Glasgow, é também o lar de uma série de novas destilarias, com mais uma prestes a abrir.

Campbeltown

É a menor região produtora do destilado da Escócia, mas produz single malts em suas destilarias de alta qualidade. Ajudada pela localização costeira da região, as destilarias Springbank, Glengyle e Glen Scotia produzem sabores distintos que conquistaram seguidores em todo o mundo.

Highlands

Esta região abriga 47 destilarias. A mais antiga e famosa delas é Glenturret – lar da Famous Grouse Experience. A região produz bebida com uma gama diversificada de sabores, refletindo os litorais escarpados, as paisagens em contaste mudança, as montanhas e as dinâmicas condições climáticas.

Festivais de uísque 

Além de visitar uma destilaria durante o mês do uísque, há diversos eventos temáticos sobre a bebida. Confira algumas opções.

Highland Whisky Festival (até 17/5)

Os visitantes podem provar um uísque de malte do outro lado da região das Highlands durante o Highland Whisky Festival, com oito das melhores destilarias ao longo da rota da North Coast 500. Além de degustações e passeios exclusivos, uma série de eventos será realizada nas destilarias de Balblair, Glenmorangie, Old Pulteney, Clynelish, The Dalmore, Wolfburn, Tomatin e The Singleton of Glen Ord.

Edinburgh Whisky Stramash (18 e 19/5)

Com várias experiências de uísque no histórico Surgeon’s Hall, na Nicholson Street, em Edimburgo, o Edinburgh Whisky Stramash exibe uísques de todo o mundo. O local tem sessões de degustação peculiares e cerca de 200 marcas.

Feis Ile, The Islay Festival of Music and Malt (24/5 a 1/6)

Os sabores picantes da ilha de Islay e sua cultura fazem parte do Feis Ile, The Islay Festival of Music and Malt. Com um programa recheado de música gaélica e tradicional, ceilidhs e eventos relacionados ao golfe, história e patrimônio natural, entre outras atrações, o festival é uma oportunidade para visitar as destilarias da ilha.

Estradas mais bonitas do mundo

E por falar nas belas paisagens da Escócia, confira quais são as estradas mais bonitas do mundo.

  • Crédito: jirfy via Visual Hunt / CC BY-NC-SA
    Pacific Coast Highway, nos EUA
  • A rodovia de Trollstigen, na Noruega, já é um show vista de longe. Durante o trajeto, o viajante passa por mirantes, cachoeiras e grandes paredões rochosos. Um espetáculo!
  • Quem visita a região das Montanhas Rochosas, no Canadá, nunca mais esquece! Não é à toa que a Icefields Parkway (Highway 93) é considerada pelos viajantes uma das estradas mais lindas do mundo. A rodovia que interliga os parques nacionais de Banff e Jasper é cercada por montanhas, cachoeiras e florestas
  • Localizada em Nikko, no Japão, a estrada Irohazaka é um dos pontos históricos do país. Ela servia de caminho para os budistas peregrinos que iam ao lago Chuzenji. O que mais chama a atenção de quem passeia por lá é a natureza e a enorme quantidade de curvas – 48 no total, sendo que cada uma corresponde a uma letra do alfabeto japonês antigo
  • As cidades de Mendonza, na Argentina, e Santiago, no Chile, são interligadas pela Estrada Los Caracoles. Como o nome já indica, a rota conta tem uma série de curvas fechadas, que fazem a pista se parecer um caracol. Uma ótima aventura para quem gosta de pilotar
  • Apesar de ser chamada de "Estrada da Morte", a rota Camino a Los Yungas é um dos pontos turísticos da Bolívia. O percurso, aberto no meio de penhascos, interliga as cidade de La Paz e Corioco. Os viajantes costumam se aventurar a bordo de bicicletas e motos
  • Com belíssimas opções de paisagens naturais, a Great Ocean Road é uma das rodovias mais bonitas da Austrália. O percurso interliga a cidade de Torquay a Allansford
  • A estrada Garganta Dades fica entre Dades Boumalne e Msemrir, no Marrocos. O local chama a atenção por causa das belas formações rochosas avermelhadas
  • A Rota Alpina Kurobe-Tateyama entra para a lista de lugares mais legais do Japão. A rodovia passa pelo meio de paredes de neve com mais de 20 metros de altura
  • Na Alemanha, o destaque fica por conta da rodovia B500, que passa pela região da Floresta Negra. Muita gente deixa o carro de lado e opta por curtir as belas paisagens pedalando
  • Conhecida mundialmente, a Rota 66 cruza os Estados Unidos de Chicago a Los Angeles. Os cenários variam conforme a região e rendem ótimas fotos. Muitos trechos estão fechados, mas o passeio ainda vale a pena
  • As estradinhas que interligam as cidades da Toscana, na Itália, são sensacionais. Vale a pena curtir cada minuto da viagem e tirar altas fotos dos campos e vinhedos da região
  • A Transfagarasan, na Romênia, funciona como uma ligação entre as partes sul e o norte do país. A rodovia, que passa pelo meio das montanhas Fagaras, conta com cenários magníficos e curvas fechadas
  • A Furka Pass é tão bonita que já apareceu até nos filmes do agente secreto James Bond. Localizada na Suíça, a estrada serviu de cenário para algumas cenas de "007 Contra Goldfinger" (1964)