Crédito: Divulgação

Emirates cobre despesas caso seus passageiros contraiam covid-19

6 06-03:00 agosto 06-03:00 2020

Por Redação

A Emirates cobrirá despesas médicas de até 150 mil euros e custos de quarentena de 100 euros por dia durante 14 dias, caso algum de seus passageiros seja diagnosticados com covid-19 durante uma viagem a bordo dos aviões da companhia.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Emirates cobre despesas médicas 

“Sabemos que as pessoas estão ansiosas para voar com a reabertura gradual das fronteiras em todo o mundo, mas também buscam flexibilidade e garantia caso algum imprevisto aconteça durante a viagem”, explica o presidente e diretor executivo do Grupo Emirates, Sheikh Ahmed bin Saeed Al Maktoum.

“A Emirates se dedicou muito para implementar medidas em todas as etapas da jornada do cliente para reduzir o risco de infecção. Além disso, reformulamos nossas políticas de reservas para oferecer flexibilidade”, acrescenta Ahmed bin Saeed.

LEIA MAIS: 50 FOTOS MOSTRAM COMO ESTÁ SENDO A REABERTURA DA DISNEY WORLD
COMO ESTÁ SENDO A REABERTURA DOS HOTÉIS NO BRASIL E NO MUNDO

Cobertura de despesas

A cobertura de despesas médicas e de gastos na quarentena relacionadas à covid-19 é oferecida pela Emirates gratuitamente a seus clientes, independente da classe de viagem ou do destino.

A assistência é válida para passageiros que voarem pela companhia até 31 de outubro de 2020. A cobertura se estende por 31 dias a partir do momento em que o cliente pegar o primeiro voo da viagem. Isso significa que os passageiros da Emirates podem continuar se beneficiando da garantia adicional dessa assistência, mesmo que se dirijam a outra cidade depois de chegar ao destino operado pela empresa aérea.

Os clientes não precisam se cadastrar ou preencher um formulário antes de viajar, e não são obrigados a usar a assistência fornecida pela Emirates. Caso opte por contar com a cobertura, qualquer pessoa afetada que for diagnosticado com covid-19 durante a viagem terá de entrar em contato com a Emirates usando uma linha direta dedicada para obter a assistência.

O número da linha direta e os detalhes de quais despesas relacionadas à covid-19 são cobertas estão disponíveis neste site.

Os lugares mais seguros para turistas na Europa

A pandemia do novo coronavírus mexeu com todo o planeta, impactando diversas áreas. Com o turismo não foi diferente, já que viajantes do mundo inteiro precisaram modificar seu planos.

Entretanto, há alguns locais em que a situação está sob controle. Por isso, o site European Best Destinations, que visa promover o turismo na Europa, listou quais são os países mais seguros para conhecer após a pandemia.

Na galeria, confira quais foram os destinos apontados pelo site.

  • Crédito: Pixabay
    Açores (Portugal)
  • Crédito: Pixabay
    Açores (Portugal)
  • Crédito: Pixabay
    Alentejo (Portugal)
  • Crédito: Pixabay
    Alentejo (Portugal)
  • Crédito: Pixabay
    Algarve (Portugal)
  • Crédito: Pixabay
    Algarve (Portugal)
  • Crédito: PIxabay
    Batumi (Geórgia)
  • Crédito: PIxabay
    Batumi (Geórgia)
  • Crédito: Pixabay
    Bohinj (Eslovênia)
  • Crédito: Pixabay
    Bohinj (Eslovênia)
  • Crédito: Piaxabay
    Cavtat (Croácia)
  • Crédito: Piaxabay
    Cavtat (Croácia)
  • Crédito: Pixabay
    Corfu (Grécia)
  • Crédito: Pixabay
    Corfu (Grécia)
  • Crédito: Pixabay
    Gdansk (Polônia)
  • Crédito: Pixabay
    Gdansk (Polônia)
  • Crédito: Pixabay
    Ilha da Madeira (Portugal)
  • Crédito: Divulgação/André Carvalho
    Ilha da Madeira (Portugal)
  • Crédito: Divulgação/VisitMadeira
    Ilha da Madeira (Portugal)
  • Crédito: Pixabay
    Kotor (Montenegro)
  • Crédito: Pixabay
    Kotor (Montenegro)
  • Crédito: Pixabay
    Wild Tainga (na foto, Kuhmo, na Finlândia)
  • Crédito: Pixabay
    Malta
  • Crédito: Pixabay
    Malta
  • Crédito: Pixabay
    Oradea (Romênia)
  • Crédito: Pixabay
    Oradea (Romênia)
  • Crédito: Pixabay
    Preveza (Grécia)
  • Crédito: Pixabay
    Riga (Letônia)
  • Crédito: Pixabay
    Riga (Letônia)
  • Crédito: Pixabay
    Rijeka (Croácia)
  • Crédito: Pixabay
    Rijeka (Croácia)
  • Crédito: Pixabay
    Sibiu (Romênia)
  • Crédito: Pixabay
    Sibiu (Romênia)
  • Crédito: Pixabay
    Tbilisi (Geórgia)
  • Crédito: Pixabay
    Tbilisi (Geórgia)
  • Crédito: Pixabay
    Varsóvia (Polônia)
  • Crédito: Pixabay
    Varsóvia (Polônia)
  • Crédito: Pixabay
    Viena (Áustria)
  • Crédito: Pixabay
    Viena (Áustria)
  • Crédito: Pixabay
    Vilnius (Lituânia)
  • Crédito: Pixabay
    Vilnius (Lituânia)
  • Crédito: Pixabay
    Zagreb (Croácia)
  • Crédito: Pixabay
    Zagreb (Croácia)