Dicas para viajar de carro com o pet

3 de janeiro de 2019

Por Maria Beatriz Vaccari

Viajar de carro com o pet exige alguns cuidados especiais. O viajante que leva seu cachorro ou gato para longos passeios de carro deve ficar atento para garantir o conforto e a segurança do bichinho. Atitudes comuns, como deixar cães colocarem a cabeça para fora da janela, transportar animais no colo do motorista ou deixá-los soltos no banco, por exemplo, podem colocar a integridade do seu melhor amigo em risco.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Viajar de carro com o pet: segurança

Gerson Burin, coordenador técnico do Cesvi Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária da Mapfre), alerta que o transporte dos animais deve ser realizado com a utilização de bolsas, caixas plásticas de transportes (de preferência forradas com nylon ou tecido) ou com os cintos de segurança próprios para os pets. “Também é indicado que o animal fique no banco traseiro, devidamente seguro, a fim de impedir que distraia o motorista ao volante”, afirma.

Viajar de carro com o pet: cachorro com cinto de segurança especial

O especialista destaca que o cinto de segurança do veículo não foi projetado para os pets. Por conta disso, o uso do acessório combinado com coleiras pode causar traumas, lesões e até enforcamento em casos de acidentes.

Quem transporta animais muito grandes deve retirar o tampão traseiro do porta-malas e fixar bem a caixa de transporte. O ideal é deixá-la o mais firme possível para evitar deslocamentos bruscos que possam machucar o animal.

Viajar de carro com o pet: cuidados extras

Muitos bichinhos, principalmente os que não estão acostumados a andar de carro, enjoam durante os passeios. Uma das dicas para evitar que isso aconteça é não alimentar o pet por pelo menos três horas antes da saída. Se ele ficar com fome durante o trajeto, ofereça porções menores do que as convencionais.

LEIA MAIS:10 hotéis para curtir viagens junto a seu pet
Dicas para viajar de avião com crianças pequenas

Em casos de viagens longas, vale a pena fazer paradas pelo menos de três em três horas. Assim como você, os pets precisam esticar as patinhas, fazer necessidades e beber água.