Tags

O ponto de partida do seu roteiro de viagem.

Roteiro de viagem

Viena

4 DIAS EM VIENA

  • Shutterstock.com

    Schönbrunn

  • Shutterstock.com

    Hofburg

  • Shutterstock.com

    Belvedere

  • Shutterstock.com

    Estátua de Strauss no Stadtpark

A CLÁSSICA CAPITAL DA ÁUSTRIA É UM DOS LUGARES MAIS IMPONENTES DO MUNDO

Serviços

  • Onde ficar
    Hotel Sacher

    Tradicional, o Sacher é o hotel ligado à famosa torta homônima. Recebe personalidades de todo o mundo e tem quartos amplos e luxuosos.

    Hotel Nestroy

    Com quartos confortáveis, fica próximo dos principais pontos turísticos da cidade.

    Wombats City Hostel -The Naschmarkt

    Localizado próximo ao famoso mercado de rua da cidade, este hostel é umd os melhores da cidade. Alguns quartos para duas pessoas têm banheiros e ficam no sotão, se aproveitando da decoração alpina.


  • Onde comer
    Figlmüller

    Situado no centro, este é um dos restaurantes mais tradicionais de Viena. Ali você prova o autêntico wienerschnitzel (escalope de porco ou vitela à vienense) e o tafelspitz (cozido de carne de vaca com batata e legumes). Na hora da sobremesa, peça a torta de maçã apfelstrudel ou uma sachertorte (torta de chocolate com geleia de damasco).

    Tian Bistro am Spittelberg

    Restaurante vegetariano que agrada até quem não é adepto. Vale a pena conferir.

    Motto am Fluss

    Moderninho, este café e restaurante oferece uma vista maravilhosa do Rio Danúbio (que não chega a ser azul, mas vale a espiada).

    Loos American Bar

    Este bar é uma instituição vienense. Vale a pena provar os drinques e petiscos ao curtir a noite por lá.



Roteiro

  • 1 ° dia

    Hofburg, parques e Ópera

    – Viena é um ótimo lugar para caminhar. Afinal, boa parte dos pontos turísticos da cidade fica dentro da região conhecida como Ring, cercada por uma grande avenida circular que, a partir do século 19, substituiu as muralhas do centro histórico. Esta avenida, de trechos em trechos, muda de nome e delimita hoje o centro histórico da capital austríaca.

    – Comece o passeio pela Rathaus, uma linda prefeitura cercada de verde, e de lá caminhe até o prédio do Parlamento, uma das tantas edificações imponentes da cidade.

    – Alcance o Hofburg, um palácio que reúne 18 prédios construídos ao longo dos anos pela dinastia dos Habsburgo e ocupa uma área total de 240 mil m² – são mais de 2.600 cômodos.

    – Entre os destaques locais está o Museu Sissi, que conta a história da famosa imperatriz que revolucionou alguns hábitos da corte por ser impor contra alguns protocolos.

    – Ali está também a famosa Escola de Equitação Espanhola, com desfiles da cavalaria. As apresentações, entretanto, são um pouco entediantes.

    – Dê uma pausa na hora do almoço e aproveite para conhecer um dos elegantes cafés vienenses, como o Demel. Dali é possível caminhar pelo centro comercial da capital austríaca.

    – Siga em direção à belíssima Catedral de Santo Estêvão, na Stephansplatz. Às vezes, no início da noite, rolam shows de música e luzes dentro da edificação.

    – Aproveite o fim da tarde para fazer um piquenique e relaxar nos inúmeros parques de Viena. Um dos mais bonitos é o Stadtpark, onde há uma estátua dourada de Johann Strauss, o famoso compositor da valsa Danúbio Azul.

    – À noite, assista a um espetáculo na Wiener Staatsoper, uma das Óperas mais lindas do mundo. Vale a pena conferir a programação e fazer reservas com antecedência no site oficial.

    – Antes ou depois do show, passe na Sacher e prove a torta homônima, uma das mais famosas (e saborosas) do mundo.

    * Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
  • 2 ° dia

    Belvedere, Naschmarkt, Museums Quartier e Danúbio

     – O dia hoje é intenso e pode começar no Palácio Belvedere, de onde se tem uma bela vista da cidade. Caminhe pelos jardins e visite o museu local, que abriga o famoso quadro O Beijo, pintado por Gustav Klint, um dos maiores nomes da arte austríaca, entre 1907 e 1908.

    – Siga em direção à Karlsplatz, uma das praças mais famosas da cidade. Ali perto está a Musikverein ou Sala Dourada, sede da Orquestra Filarmônica. É lá que rolam os famosos concertos de ano novo transmitidos em TVs do mundo todo.

    – Para almoçar, explore o Naschmarkt, o irresistível mercado de rua da cidade. Lá tem de tudo: embutidos, frutas, doces, salsichas e até joelho de porco. É um dos lugares mais legais de Viena.

    – Ali você estará próximo ao Museums Quartier, um quarteirão inteiro dedicado exclusivamente aos museus,. Com wi-fi liberado aos visitantes, o espaço destaca o Leopold Museum, que reúne obras relacionadas ao movimento da Secessão, liderado por Gustav Klint; e o Mumok, de arte moderna, onde é possível ver obras de Andy Warhol, Claes Oldenburg, Robert Rauschenberg, George Brecht e Marcel Duchamp, entre outros.

    – Há ainda outros espaços interessantes dedicados às artes nos arredores, como a Haus der Musik (Casa da Música), um museu fantástico, onde dá até para “comandar uma orquestra” digitalmente, e a imponente galeria Albertina.

    – Vale a pena caminhar até o número 1.010 da Domgasse, onde fica um dos apartamentos em que Mozart viveu na cidade.

    – Depois do dia corrido, passe a noite nos bares e baladas da Bermuda Dreieck, o Triângulo das Bermudas vienense. A região fica próxima ao canal do Danúbio, nos arredores da rua Rabensteig.

    * Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
  • 3 ° dia

    Schönbrunn e Triângulo das Bermudas

     – Chegou a hora de conhecer o palácio mais lindo de Viena, o Schönbrunn. Projetado para ser tão grandioso quanto Versalhes, na França, o local exige horas de dedicação.

    – Faça um tour no palácio para conhecer as salas imperiais, com destaque para a Chinesa, lindíssima. Dormitórios, salas de jantar… Tudo está exposto como no tempo dos imperadores.

    – Nos jardins do Schönbrunn há uma série de atrações para pessoas de todas as idades, como labirintos naturais e um grande zoológico.

    – Prove uma apfelstrudel (torta de maça) no café do museu.

    – Não deixe de caminhar até o Gloriette, monumento situado em um pequeno monte num dos extremos do jardim. Dele se tem a melhor vista do Schönbrunn e também de parte da capital austríaca.

    – Se sobrar tempo no fim da tarde, caminhe pela Mariahilfer Straße, a rua de compras mais badalada de Viena.

    – Durante a noite, aproveite para voltar ao Bermuda Dreieck ou, se estiver calor, siga para um dos clubes de praia montados nas imediações do Danúbio.

    * Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
  • 4 ° dia

    Prater, Hundertwasserhaus e vinhedos

    – Passe uma tarde divertida no Prater, o espaço verde mais legal da capital austríaca. Não é preciso pagar ingresso para entrar – eles são cobrados apenas caso acesse alguma atração.

    – A principal experiência por lá é andar na roda-gigante construída entre 1896 e 1897 e ainda na ativa.

    – Prove um sanduíche de bratwurst (salsicha branca) ou com a autêntica salsicha vienense nas barraquinhas do Prater. Dá até para sentar no jardim e observar o movimento.

    – Durante a tarde, vá ao Hundertwasserhaus, prédio projetado pelo polêmico arquiteto Hundertwasser. Residencial, o edifício é repleto de cores, curvas e jardins que rendem lindas fotos.

    – No fim da tarde, siga de carro ou transporte público até a região de Stammersdorf, a poucos quilômetros do centro. Ali há vinhedos e heuringens (tavernas) para quem deseja degustar o bom vinho branco produzido em Viena.

    * Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
Informativo

Cadastre-se e receba com exclusividade nossos conteúdos.