Tags

O ponto de partida do seu roteiro de viagem.

Roteiro de viagem

Tromso

2 DIAS EM TROMSO

  • Gaute Bruvik/visitnorway.com

    Aurora boreal

  • Gaute Bruvik/visitnorway.com

    Aurora boreal

  • visitnorway.com

    Tromso

  • Paulo Basso Jr.

    Fiordes próximos a Tromso

CIDADE DA NORUEGA É UM DOS MELHORES LUGARES DO MUNDO PARA VER A AURORA BOREAL

Serviços

  • Onde ficar
    Clarion Hotel The Edge

    Fica no centro de Tromso e serve um ótimo café da manhã. Os quartos têm estilo moderninho, mas são simples.

    Scandic Ishavshotel

    Moderno, é uma boa opção de hospedagem no centro de Tromso. Diversos agentes de viagem passam por lá durante o inverno para levar hóspedes caçar a aurora boreal.

    Hamn i Senja

    Fica em Senja, a cerca de 1h30 de Tromso. Erguido em uma antiga vila de pescadores, tem acomodações completas, com dois ou mais quartos, cozinha e sala. Tem um bom restaurante e um farol onde, nos dias de atividade, é possível observar a aurora boreal.


  • Onde comer
    Emma's Drommekjokken

    Sofisticado, serve os deliciosos frutos do mar da região, com destaque para o bacalhau fresco e o salmão.

    Fiskekompaniet

    Aqui você come um excelente bacalhau fresco acompanhado de bons vinhos ou da aquavit, aguardente nórdica.

    Burgr

    As paredes enfeitadas com pôsteres de games dão o tom da casa, que serve hambúrgueres suculentos e bons milk-shakes.



Roteiro

  • 1 ° dia

    Caçada à aurora boreal

    – Tromso, conhecida como a Capital do Ártico, é famosa por reunir algumas das melhores condições climáticas do mundo para quem deseja avistar a aurora boreal. Afinal, a temperatura por lá gira em torno de -5ºC no inverno, bem mais amena do que outros destinos em que é possível ver o fenômeno, como a Islândia, a Rússia ou o Canadá.

    – Quase todo mundo que vai a Tromso quer mesmo é saber da noite, mas durante o dia vale passear no centrinho da cidade, que tem cara de Velho Oeste norte-americano e conta com diversas lojinhas e alguns restaurantes.

    – No primeiro dia da viagem, não deixe de visitar o Tromso Museum, na Universitetsmuseet, onde é possível aprender tudo sobre a aurora boreal. Há uma sala de cinema que explica em detalhes porque o fenômeno acontece naquela parte do mundo e o que ele representou para povos antigos.

    – Vale a pena também separar um tempinho para conhecer outro museu, o Polaria. O destaque é a fachada do prédio, que imita peças de dominó caindo. Dentro, dá para observar focas, ursos e outros animais que vivem no Circulo Polar Ártico.

    – Almoce no centro ou em algum dos hotéis de rede internacional espalhados por Tromso.

    – Siga para a Ishavskatedralen, também chamada de Catedral do Ático. A arquitetura ousada da igreja luterana foi inspirada em icebergs, nas estruturas de madeiras em que o bacalhau é colocado para secar e na aurora boreal. Em dias de bom tempo, inclusive, é possível observar o fenômeno através de seus amplos vitrais.

    – Quando a noite cai, é hora de jantar um bom salmão ou bacalhau e sair na caça da aurora boreal. É preciso que o tempo colabore para poder observá-la. Basicamente ela só aparece durante o inverno, mas não pode estar nevando a ponto de as nuvens bloquearem a profusão das nuvens. Dedos cruzados, portanto, para que o céu esteja limpo.

    – Assim como ocorre com as estrelas, ofuscadas pelas luzes das cidades, a aurora boreal pode ser vista com mais frequência em áreas descampadas. Por isso, vale a pena contrautar uma agência especializada na caça do fenômeno. Há uma série delas disponíveis em Tromso.

    – Um agente de viagem passa em diversos hotéis e, de ônibus, sai em busca da aurora boreal. Eles estão preparados para dar dicas de fotografia e parar em locais estratégicos para avistar o fenômeno.

    – O momento em que as luzes aparecem é de puro êxtase. Pode ser rápido ou demorado, com mais ou menos cores e com intensidades variadas. Portanto, não tire os olhos do céu.

    – Durante a espera, para espantar o frio, as agências costumam preparar chá e café quente, além de servir bolachas e bolos.

    * Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
  • 2 ° dia

    Renas e snowmobile

    – Apesar de não haver muito que fazer durante o dia em Tromso, o ideal é passar o maior número de dias possíveis na cidade a fim de ampliar as chances de ver a aurora boreal.

    – Uma boa opção para variar a programação durante o dia é contratar uma agência que leve até o Camp Tamok, a 1h15 de Tromso.Trata-se de uma espécie de acampamento turístico dos lapões, povo nativo das regiões setentrionais da Escandinávia.

    – Uma vez no Camp Tamok é possível fazer uma série de atividades de lazer, como andar em trenós puxados por renas e cães husky ou acelerar fundo alguns snowmobiles (motos de neve) em um trajeto de 30 km, que dura 4h30.

    – Entre os passeios dá para comer comidas típicas dos lapões (como a própria carne de rena) e, sentado em torno de uma fogueira, acesa em uma barraca, escutar histórias sobre a evolução desse povo na região.

    – À noite, depois de voltar a Tromso e jantar, é hora de sair mais uma noite à caça da aurora boreal.

    * Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.

PLANEJE SUA VIAGEM

Chip viagem

Acesse internet e telefone de qualquer lugar do mundo

Confira aqui

VIAJE CONECTADO

Seguro viagem

Compare diversas empresas de uma só vez e compre com desconto

Contrate aqui

SEGUROS PROMO

Passagens aéreas

Os melhores preços para viajar no Brasil e no mundo

Compre aqui

SKYSCANNER

Reserva de hotéis

Encontre a melhor opção de hospedagem para você

Reserve aqui

BOOKING

Informativo

Cadastre-se e receba com exclusividade nossos conteúdos.