• Crédito: Divulgação

    Johanesburgo

  • Crédito: Divulgação

    Skyline de Johanesburgo

  • Crédito: Shutterstock.com

    Museu do Apartheid

  • Crédito: Shutterstock.com

    Johanesburgo

3 DIAS EM JOHANESBURGO


A MAIOR CIDADE SUL-AFRICANA SE REVELA CADA VEZ MAIS TRENDY E COSMOPOLITA AO VIAJANTE

1 º dia +

Mapa da sua rota

O que fazer em Johanesburgo (África do Sul)

Cultura, gastronomia e legado da Copa

  • Os voos vindos do Brasil chegam a Johanesburgo – Joburg ou Jozi, para seus moradores – pela manhã, o que deixa o visitante realmente aproveitar bem a cidade desde o primeiro dia. Se for final de semana, a melhor coisa é rumar direto para o bairro trendy de Braamfontein e explorar o adorável Neighbourgoods Market, com direito a deliciosas barraquinhas de comida típica, artesanato, artistas locais e música ao vivo gratuita da melhor qualidade. Programão para uma manhã inteira, até depois do almoço.
  • Uma espiada no legado da Copa na cidade? Soccer City e Ellis Park são bons programas para fãs de futebol
  • Na volta, vale espiar o bairro comercial de Sandton, tomado por grandes shopping centers e grifes internacionais.
* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
2 º dia +

Mapa da sua rota

O que fazer em Johanesburgo (África do Sul)

Gastronomia e estilo

  • Aproveite a manhã e comece o dia num dos maiores hubs gastro-culturais do continente africano: o 44 Stanley, que reúne arte, gastronomia e compras tudo no mesmo espaço, ocupando antigos galpões antes sem uso – e hoje cheios de bossa. Dá pra começar o dia com o concorrido brunch do Salvation Café – se puder, pegue uma das mesinhas do pátio – com seus waffles, ovos e sucos fresquinhos, feitos na hora. Depois, aproveite para espiar as galerias e as lojas de móveis, acessórios e roupas cheias de estilo. Mas não saia de lá sem tomar um dos deliciosos cafés africanos da Bean There.
  • Da hora do almoço em diante, reserve seu tempo para explorar outro dos bairros mais hipsters da cidade: Maboneng. Com intensa vibe cultural, virou território queridinho de artistas, intelectuais, jetsetters e do pessoal mais cool de Johanesburgo. Bom para ver galerias de arte, curtir cafés descolados e descobrir lojas de roupas e decoração de jovens designers locais.
  • Em Maboneng, o complexo Arts on Main conta com restaurantes, cafés, um roftop bar, diversas lojas e até um mercado local no subsolo. Uma das lojas mais legais é a do projeto de inclusão social pela fotografia “I was shot in Joburg”, imperdível. Um drink no rooftop bar na happy hour é mandatório.
  • Terminar a noite com excelente show de jazz na casa The Orbit é programão sul-africano – e com zero afetação turística.
* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
3 º dia +

Mapa da sua rota

O que fazer em Johanesburgo (África do Sul)

Um pouco mais de história

  • Mesmo com tanta contemporaneidade, explorar e conhecer mais sobre a sofrida história de luta sul-africana é preciso. A triste história dos tempos do Apartheid e do sofrido processo de colonização é contada em detalhes em ótimos museus, como os incontornáveis Museu do Apartheid, em Soweto, e a antiga prisão de Constitution Hill, onde já estiveram presos Mandela, Gandhi e tantos outros.
  • Vale aproveitar a ida a Soweto para entrar num dos muitos tours pelo local. Há inclusive agradáveis passeios educativos em bike pelo complexo, com bastante contato com a comunidade local – e incluindo visitas a locais históricos, como a antiga casa de Mandela.
  • Para jantar e descontrair a atmosfera depois do longo dia cultural, vale testar um dos muitos (e excelentes) bares e restaurantes de Parkhurst, zona boêmio-gastronômica da nova Johanesburgo.

Na hora de montar um roteiro em Johabesburgo, consulte também o site oficial de turismo da cidade.

ASSUNTOS RELACIONADOS

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.

Serviços

Restaurantes+

The Local Grill (http://www.local-grill.co.za)

O melhor endereço da cidade para os carnívoros. Serviço atencioso, ambiente quase lúdico, sem frescuras, e os melhores cortes de carne de Johannesburgo, servidos com acompanhamentos fresquíssimos.

Coobs (http://www.coobs.co.za)

Um bistrô bastante eclético – na cozinha, nos drinks, na trilha sonora – numa casa de arquitetura arrojada na parte mais disputada da zona boêmia de Parkhurst. Serviço simpático e petiscos deliciosos, para quem preferir a vibe bar à vibe restaurante.

View (http://www.fourseasons.com/johannesburg/dining)

O restaurante de alta gastronomia do hotel Four Seasons tem um delicioso Champagne&Martini bar logo à entrada, que vale tanto para abrir o apetite como para encerrar a noite. A cozinha internacional cheia de toques africanos é irretocável, assim como o serviço.

Hotéis+

The Peech (http://www.booking.com/hotel/za/the-peech.en-gb.html)

Localizado no charmoso distrito de Melrose, próximo a Sandton, é o único hotel eco-chic da cidade. Quartos charmosos, bom serviço, foco na sustentabilidade e um ótimo bistrô.

Saxon (http://www.booking.com/hotel/za/the-saxon-boutique-villas.pt-br.html)

O hotel ocupa a antiga mansão para onde Mandela foi levado logo após deixar a prisão. Quartos elegantemente decorados com motivos sul-africanos, serviço primoroso e um restaurante irretocável são apenas alguns atrativos deste hotel low profile, tomado por obras de arte e fotografias cheias de história em todos seus espaços.

Four Seasons Johannesburg (http://www.booking.com/hotel/za/four-seasons-the-westcliff.pt-br.html)

A rede Four Seasons abriu recentemente o hotel mais luxuoso da cidade: localizado num dos bairros mais nobres de Joburg, a propriedade, cheia de obras de arte espalhadas por ela, lembra uma vila mediterrânea, com os quartos e suítes em prédios baixinhos.

Dicas e curiosidades+

Zoo gigante (http://www.jhbzoo.org.za/)

Especialmente para quem viaja com crianças, o Zoológico de Johannesburgo pode ser um programão. O maior zoológico de todo o continente africano ocupa uma imensa área verde da cidade e tem excelente infra-estrutura para visita.

Booking.com