• Crédito: Shutterstock.com

    Vista aérea com a Torre de TV ao fundo

  • Crédito: Divulgação

    Portão de Brandemburgo

  • Crédito: Shutterstock.com

    Berliner Dom

  • Crédito: Divulgação

    Reichstag

4 DIAS EM BERLIM


CHEIA DE HISTÓRIAS PARA CONTAR, CAPITAL ALEMÃ É UMA DAS CIDADES MAIS EFERVESCENES DO MUNDO

1 º dia +

Mapa da sua rota

Alexanderplatz, Portão de Brandemburgo, Reichstag e Potsdamer Platz

– Pela manhã, visite a movimentada Alexanderplatz, um dos centros pulsantes de Berlim. É lá que fica a Fernsehturm, torre de televisão construída em 1969 como símbolo de poder da Alemanha Oriental.

– Caso queira subir até o observatório da torre, onde tem um restaurante giratório, vale a pena fazer a reserva aqui.

– Nos arredores da Alexanderplatz estão a Rotes Rathaus, prefeitura da cidade, e a Nikolaiviertel, onde a Berlim antiga, com ruas estreitas e construções medievais, ainda sobrevive.

– Caminhe até a Ilha dos Museus, local que vale a pena ser visitado com calma em outro dia. Aproveite para observar a linda Berliner Dom, a enorme catedral protestante da capital alemã.

– Siga em frente pela Unter den Linden, uma avenida arborizada e repleta de lojas de carros.

– No final dela você alcançará o icônico Portão de Brandemburgo (Bradenburg Tor), maior cartão-postal de Berlim.

– Dali, vire à direita até chegar ao Reichstag, prédio que abriga o parlamento alemão. O local conta com uma cúpula de vidro moderna lindíssima. Para entrar nela, é preciso fazer a reserva aqui.

– Retorne então na direção do Portão de Brandemburgo, passe por ele e caminhe até o Monumento do Holocausto (Holocaust Mahnmal), uma praça repleta de construções geométricas erguida em homenagem às vítimas do governo de Hitler.

– Ali perto, na Ebertstrasse, você encontra o marco Berliner Mauer 1961-1989, uma placa de metal fincada no chão, onde há uma tira em pequenos tijolos que revela o local onde ficava o Muro de Berlim.

– Continue em frente até a Postdamer Platz, uma praça coberta por um teto de vidro e que abriga cinema e diversos restaurantes. O lugar é o grande símbolo da Berlim moderna e unificada. Próximo a ele há alguns fragmentos do Muro de Berlim.

– Depois de voltar ao hotel e descansar um pouco, curta a noite fervida de Berlim na Friedrichshain, região repleta de baladas – a maioria delas impulsionada pela música techno.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
2 º dia +

Mapa da sua rota

Ilha dos Museus, Tiergarten e Mitte

– Pela manhã, visite a famosa Ilha dos Museus de Berlim, área situada entre dois braços do Rio Spree.

– Há vários museus na ilha, entre os quais se destaca o Pergamon, que guarda um dos portões da Babilônia e tem uma das mais importantes coleções de antiguidades da Europa.

– Quem curte história também pode dar um pulo no Historisches Museum, com cerca de 8 mil objetos que traçam um panorama da Europa desde os tempos dos romanos até os dias atuais.

– Depois do banho de história, siga para a Gendarmenmarkt, uma linda praça com dois edifícios gêmeos. É um bom lugar para tomar um café antes de seguir em frente.

– A próxima parada é o Tiergarten, o coração verde de Berlim. Há muito o que fazer ali, como observar a a Siegessäule, mais conhecida como Coluna da Vitória. Ela tem 67 metros de altura e foi erguida com uma estátua dourada para celebrar vitórias gloriosas conquistadas pelos reinos da região.

– Aproveite para almoçar em algum biergarten (jardim de cerveja) do Tiergarten. No local também dá para alugar barquinhos a remo, uma boa pedida para os dias de verão.

– Siga então para a região do Zoo Berlin. Dá para ver os animais ou curtir o aquário caso esteja com crianças. Do contrário, visite a impressionante a igreja Kaiser Wilhelm-Gedächtniskirche, quase toda destruída na Segunda Guerra. Em 1963, foi erguida uma nova torre ao lado das ruínas para simbolizar os lados antigo e moderno de Berlim.

– Passe a noite no Mitte, um dos bairros mais legais da capital alemã. Há muitos restaurantes e barzinhos na Oranienburger Strasse e na praça Hackescher Markt.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
3 º dia +

Mapa da sua rota

Checkpoint Charlie e Muro de Berlim

– Pela manhã, visite o East Side Gallery, uma faixa de 1,3 km do Muro de Berlim que se transformou em um museu a céu aberto, repleto de grafites.

– De lá, siga de metrô até o famoso Checkpoint Charlie, área que marcava a fronteira entre os domínios soviéticos e norte-americanos durante a existência do Muro de Berlim.

– Há uma réplica da guarita usada pelos soldados como base de vistoria. Você pode aproveitar a visita e pedir, mediante pagamento, para fazerem alguns carimbos exóticos em seu passaporte, e lugares como a URSS e a Alemanha Oriental.

– Do lado do Checkpoint Charlie está o Mauermuseum, que retrata o período da “Cortina de Ferro” e exibe um pedaço do muro original.

– Há dois outros bons museus para visitar nos arredores: o Judisched Museum, com mais histórias da Segunda Guerra Mundial, e o Topografia do Terror, com documentos e histórias sobre a construção do muro. Deste último é possível observar uma parte da Dead Zone, a zona voltada para o lado oriental que não podia ser invadida, mediante a possibilidade de ser morto por um atirador de plantão.

– Passe a noite no Kreuzberg, bairro repleto de bares e baladas.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
4 º dia +

Mapa da sua rota

Estádio Olímpico, Palácio de Charlottenburg e KaDeWe

– Pela manhã, vá até o Estádio Olímpico de Berlim, que já foi palco de provas históricas de atletismo em Olimpíadas e também de jogos da Copa do Mundo, em 2006. Faça um tour guiado por lá.

– De metrô, siga para o lindo Palácio de Charlottenburg. De estilo barroco, tem jardins belíssimos, que rendem lindas fotos.

– A próxima parada é o KaDeWe, a loja de departamentos mais famosa de Berlim. Você encontra as mais variadas marcas por lá, além de bar e restaurante.

– Durante a noite, você pode voltar para um dos agitados bairros de concentração de vida noturna da capital alemã ou, caso procure algo mais erudito, checar a programação do Friedrichstadt-Palast, um teatro fantástico onde são apresentadas grandes obras.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.

Serviços

Restaurantes+

Cafe am Neuen See (http://www.cafeamneuensee.de/)

Este charmoso biergarten fica no Tiergarten, o principal parque de Berlim. O ambiente é uma delícia

Konnopkes Imbiss (http://konnopke-imbiss.de/Home.html)

Neste local simples, embaixo de uma ponte, você tem a oportunidade de comer uma das wurst (salsichas) mais famosas de Berlim.

Sphere (https://tv-turm.de/en/bar-restaurant/#c422)

O famoso restaurante giratório da torre de TV Fernsehturm não é exatamente um primor no quesito gastronomia, mas vale pelo ambiente.

Das Meisterstück (http://dasmeisterstueck.de/)

A pegada por aqui é tomar boa cerveja e apreciar a típica gastronomia alemã. Fica no Mitte.

Aigner (http://www.aigner-gendarmenmarkt.de/)

Excelente restaurante típico alemão. Também oferece especialidades suíças. Fica na Praça Gendarmenmarkt.

Hotéis+

Art Nouveau Hotel (http://www.booking.com/hotel/de/art-nouveau.pt-br.html?aid=356980;label=gog235jc-hotel-XX-de-artNnouveau-unspec-br-com-L%3Axb-O%3AwindowsSnt-B%3Achrome-N%3AXX-S%3Abo-U%3AXX;sid=e6b66525375b0d26d62965199a08d4b2;dist=0&sb_price_type=total&type=total&)

De estilo bed & breakfast, esta pensão tem ambientes charmosos e bom atendimento.

DORMERO Hotel Berlin Ku'damm (http://www.booking.com/hotel/de/brandenburger-hof-berlin.pt-br.html?aid=311840;label=hotel-63927-de-MZK2ashFG%2A5qFYn3%2AIHhrQS93872507346%3Apl%3Ata%3Ap1%3Ap21.093.000%3Aac%3Aap1t1%3Aneg%3Afi%3Atiaud-146342138710%3Akwd-292027251%3Alp1001767%3Ali%3Adec%3Adm;sid=e6b66525375b0d26d62965199a08d4b2;dest_id=-1746443;dest_type=city;dist=0;hpos=1;room1=A%2CA;sb_price_type=total;srfid=10b5f235d08b2551b5d142ff9d51d2c7cd93d1f4X1;type=total;ucfs=1&)

Esta luxuosa mansão tem quartos belíssimos e charmosos, além de um ótimo restaurante francês. É para quem quer ser mimado.

Adlon Kempinski Hotel (http://www.booking.com/hotel/de/adlon-kempinski-berlin.pt-br.html?aid=356980;label=gog235jc-hotel-XX-de-adlonNkempinskiNberlin-unspec-br-com-L%3Axb-O%3AwindowsSnt-B%3Achrome-N%3AXX-S%3Abo-U%3AXX;sid=e6b66525375b0d26d62965199a08d4b2;dist=0&sb_price_type=total&type=total&)

Um dos hotéis mais chiques da Europa, fica ao lado do Portão de Brandemburgo. O Adlon foi destruído na Segunda Guerra, pois Hitler também se hospedava no hotel, e reconstruído em 1997.

Best Western Berlin-Mitte (http://www.booking.com/hotel/de/best-western-berlin-mitte.pt-br.html)

Situado no Mitte, no lado oriental da cidade, bem próximo ao centro, este oferece acomodações confortáveis a preços moderados.

Dicas e curiosidades+

Transporte (http://www.visitberlin.de/en/welcomecard)

Berlim tem um excelente sistema de transporte público. Uma boa ideia é adquirir o Berlin Welcome Card, cartão que dá acesso a trens, metrôs e ônibus, além de garantir descontos em alguns museus. Está á venda nos centros de informação turística e também em alguns hotéis e estações ou no link da setinha aí em cima.

Vá de bike

Uma boa pedida é andar de bike em Berlim, já que a capital alemã é plana. É fácil alugar uma magrela com cartão de crédito nos muitos bicicletários públicos da cidade.

Boato da Guerra Fria

Um dos maiores boatos da Guerra Fria diz que a Quadriga, escultura em que a Deusa da Vitória conduz quatro cavalos situada sobre o topo do Portão de Brandemburgo originalmente ficava apontada para o oeste e teria sido invertida pelos comunistas. Mas o fato é que ela sempre esteve virada para o lado oriental.

Bate-volta a Potsdam

Quem ficar mais um dia em Berlim pode fazer um passeio de um dia em Potsdam, que fica a 45 minutos da capital alemã. É lá que fica o vistoso Palácio Sanssouci, cercado de belos jardins.

Booking.com