• Crédito: Divulgação

    Glenelg

  • Crédito: Divulgação

    Mercado de Adelaide

  • Crédito: Divulgação

    Canguru em Adelaide

  • Crédito: Divulgação

    Barossa Valley

4 DIAS EM ADELAIDE E BAROSSA VALLEY


SUL DA AUSTRÁLIA ATRAI QUEM GOSTA DE BOA COMIDA E ÓTIMOS VINHOS

1 º dia +

Mapa da sua rota

Centro de Adelaide

— Comece sua visita pela Victoria Square, praça considerada o coração de Adelaide. Ali está a Catedral de São Francisco Xavier, igreja que começou a ser construída no final do século XIX e levou mais de um século para ser finalizada. Adelaide é também chamada de “a cidade das igrejas”, com prédios em diversos estilos marcando a paisagem.

— Siga pela rua King William, uma das artérias da cidade, observando a arquitetura de Adelaide até o Rundle Mall, shopping ao ar livre com mais de mil lojas.

— No Rundle Mall, procure a loja e fábrica de chocolates Haigh — uma das mais famosas no país.

— A via do Rundle Mall é paralela à North Terrace, onde está a universidade e também os principais museus da cidade. O South Australian Museum tem uma vasta coleção que ajuda a explicar como a população aborígene australiana vivia dos parcos recursos naturais que tinha à disposição.

— Atrás do South Australian Museum está o Migration Museum, contando a história única do estado de South Australia, diferente por ser originalmente planejado e colonizado por homens livres.

— Adelaide responde por muitos apostos: além de ser a capital das igrejas e da gastronomia, é também a cidade dos festivais. Atrás da estação central de trem, e próxima dos museus, fica a área que concentra esses eventos, com casas de show, cassino e o estádio Adelaide Oval. A área foi recentemente renovada e vale ser vista mesmo em dias sem evento.

— Termine o dia na Gouger Street, que é um dos hubs gastronômicos de Adelaide, principalmente entre os restaurantes com influência asiática assumida.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
2 º dia +

Mapa da sua rota

Mercado central com praia

— Comece o dia sentindo os aromas do mercado central de Adelaide. O centenário mercado gourmet tem mais de 250 lojas, vendendo de legumes a carnes exóticas, queijos, vinhos, massas e doces. Tome seu café no Lucia’s Pizza Bar, a primeira pizzaria da cidade, que também serve ótimo café e deliciosos pães, omeletes e outros pratos com sabor de brunch.

— Descubra os queijos artesanais regionais na loja Say Cheese; as carnes selvagens, inclusive as de canguru, camelo, búfalo, javali e até crocodilos no espaço da Something Wild; e as trufas e cogumelos do The Mushroom Man. É comum que lojas ofereçam degustações em horários especiais.

— Caminhe até a Victoria Square e pegue o bondinho em direção a Glenelg, subúrbio praiano para onde fogem os moradores de Adelaide no verão. São 40 minutos de viagem.

— Assista ao pôr do sol da areia ou do píer de Glenelg e siga para a Jetty Road, um dos palcos da cena gastronômica da região, com uma variedade tentadora de restaurantes.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
3 º dia +

Mapa da sua rota

Vinhos no Barossa Valley

— Deixe seu hotel em Adelaide e siga para o Barossa Valley, a uma hora de viagem de carro. A Seppeltsfield Road, ladeada de palmeiras vindas das Ilhas Canárias, tem dez quilômetros e 15 vinícolas abertas ao público. Uma das paradas obrigatórias é a vinícola que dá nome à estrada, Seppeltsfield. Especializada em vinhos fortificados, tem na Adega Centenária barris da safra de 1878 em diante.

— São dez minutos de carro entre a Seppeltsfield até a Maggie Beer Farmshop. Maggie é uma das cozinheiras mais respeitadas da Austrália, e a marca que leva seu nome inclui deliciosas conservas, azeites, embutidos, molhos e geleias. Sua loja serve piqueniques concorridos no almoço, servidos ao ar livre se o dia permitir.

— De lá siga para a Yalumba, a maior empresa familiar do vale. As degustações ocorrem numa aconchegante sala com lareira e sofás. A equipe explica detalhes da produção, e a prova dos vinhos é gratuita.

— Se ainda tiver tempo e disposição na agenda, visite também a Jacob’s Creek, uma das maiores vinícolas da região, com garrafas de bom custo-benefício. Aqui também é possível fazer piqueniques e passeios de bicicleta pelos vinhedos.

— Escolha um dos confortáveis hotéis da região com vista para os vinhedos. O Appellation é o restaurante mais premiado do vale, e fica dentro do hotel The Louise na Seppeltsfield Road. Na cidadezinha de Tanunda, no coração do Barossa, há outras deliciosas opções mais acessíveis.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.
4 º dia +

Mapa da sua rota

Tanunda com mais vinhos

— Caso tenha se hospedado em ou próximo de Tanunda, aproveite para caminhar pela cidade, descobrindo nas butiques de vinho as próximas vinícolas que quer visitar.

— Pegue o carro e siga até o Barossa Sculpture Park, que vale menos pelas esculturas em pedra e mais pela vista do topo de uma das colinas para os vinhedos abaixo.

— O parque é também vizinho da vinícola de John Duval, um dos winemakers mais famosos da Austrália. A propriedade abriga a Artisans of Barossa, uma sala de degustações que reúne pequenas vinícolas locais, entre elas a do famoso enólogo. Reserve a visita para o horário do almoço — o lugar tem uma carta especial de pequenos pratos para harmonizar com a degustação e também oferece um menu-degustação para almoço ou jantar.

— A fama de Duval se dá por que o enólogo foi, por mais de três décadas, o winemaker da Penfolds, talvez a mais famosa vinícola australiana. As sedes de ambos estão há menos de dez minutos de carro de distância. Termine seu roteiro pelo Barossa Valley em grande estilo, provando o Grange, vinho tão emblemático que foi até registrado patrimônio nacional na Austrália.

* Todos os roteiros indicados foram visitados pela equipe de reportagem do Rota de Férias.

Serviços

Restaurantes+

Press (https://www.google.com.br/maps/place/Press*/@-34.9257336,138.5959562,17z/data=!3m1!4b1!4m5!3m4!1s0x6ab0cf280878d5f5:0x5e8f782baf36e813!8m2!3d-34.925738!4d138.5981502)

Cozinha moderna australiana, com menu organizado pelo tamanho dos pratos e a forma de cozimento. Entre os crus, há saladas com pescados e frutas. Entre os "pratinhos", há deliciosos sanduíches de carne de porco assada e desfiada.

Peel St. (http://www.peelst.com.au/)

Casa do chef Jordan Theodorous, um queridinho dos locais por usar ingredientes frescos e sazonais para criar receitas inspiradas nas culinárias do Oriente Médio e da Ásia.

Street-ADL (https://www.google.com.br/maps/place/Street-ADL/@-34.922626,138.6079393,17z/data=!3m1!4b1!4m5!3m4!1s0x6ab0cecd3f43b53d:0xb0689573beaeda29!8m2!3d-34.922626!4d138.610128)

O restaurante propõe uma versão comida de rua com ingredientes regionais, tendo como prato principal o sanduíche de carne desfiada da paleta de canguru servido num molho agridoce recheando um pão de leite.

Appellation (http://www.thelouise.com.au/dine/)

Usando ingredientes do estado de South Australia, com foco no que é produzido no Barossa Valley, o Appellation do chef Ryan Edwards se tornou talvez um dos restaurantes mais badalados do país — e permite que os clientes façam reservas com um ano e meio de antecedência.

1918 Bistro & Grill (http://1918.com.au/)

Um dos restaurantes mais simpáticos da cidade de Tanunda, oferecendo receitas de influência asiática feitas com ingredientes frescos e sazonais.

Hotéis+

Majestic Roof Garden Hotel (http://www.booking.com/hotel/au/majestic-roof-garden.pt-br.html?aid=356980;label=gog235jc-hotel-XX-au-majesticNroofNgarden-unspec-br-com-L%3Axb-O%3AwindowsSnt-B%3Achrome-N%3AXX-S%3Abo-U%3AXX;sid=e6b66525375b0d26d62965199a08d4b2;dist=0&sb_price_type=total&type=total&)

Entre a Victoria Square a avenida North Terrace, no centro de Adelaide, este simpático hotel tem quartos confortáveis e atendimento atencioso.

Hotel Richmond (http://www.booking.com/hotel/au/richmond.pt-br.html?aid=356980;label=gog235jc-hotel-XX-au-richmond-unspec-br-com-L%3Axb-O%3AwindowsSnt-B%3Achrome-N%3AXX-S%3Abo-U%3AXX;sid=e6b66525375b0d26d62965199a08d4b2;dist=0&sb_price_type=total&type=total&)

No burburinho da Rundle Mall, este hotel tem quartos básicos e modernos.

Novotel Barossa Valley (http://www.booking.com/hotel/au/barossa-valley-resort.pt-br.html?aid=356980;label=gog235jc-hotel-XX-au-barossaNvalleyNresort-unspec-br-com-L%3Axb-O%3AwindowsSnt-B%3Achrome-N%3AXX-S%3Abo-U%3AXX;sid=e6b66525375b0d26d62965199a08d4b2;dist=0&sb_price_type=total&type=total&)

Com quartos amplos e vista para os vinhedos, este hotel oferece degustações de vinhos e queijos frequentemente. Também conta com um spa, um restaurante e um campo de golfe.

The Louise (http://www.booking.com/hotel/au/the-louise.pt-br.html?aid=356980;label=gog235jc-hotel-XX-au-theNlouise-unspec-br-com-L%3Axb-O%3AwindowsSnt-B%3Achrome-N%3AXX-S%3Abo-U%3AXX;sid=e6b66525375b0d26d62965199a08d4b2;dist=0&sb_price_type=total&type=total&)

Hotel de luxo no Barossa Valley, abriga também o restaurante mais premiado da região, o Appellation. Suítes amplas, com mimos à altura, e atendimento impecável.

Dicas e curiosidades+

Festivais

Confira o calendário antes de marcar sua viagem: há de eventos esportivos e musicais a, claro, gastronômicos. Alguns dos maiores são o Adelaide Festival of Arts e Fringe, dedicado às artes (entre fevereiro e março); e o Tasting Australia, dedicado a gastronomia, normalmente em maio.

Zoológico

Uma opção no lugar de Glenelg é visitar o zoológico de Adelaide — além das espécies nativas australianas, como o canguru e o demônio da tasmânia, tem como atração principal os pandas gigantes.

Hospedagem

A cidadezinha de Tanunda abriga restaurantes, pousadas e deliciosos cafés — pode ser uma boa base de hospedagem caso sua opção seja por um lugar mais urbano.

Kangaroo Island

Uma outra escapada desde Adelaide é Kangaroo Island, que, no entanto, exige mais tempo no calendário pois são quase quatro horas de viagem. Há agências que oferecem tours de um dia saindo de Adelaide. Os passeios, porém, saem caro e só dão vontade de ficar na Kangaroo Island. Caso queira explorar as praias, ver a fauna e a flora e provar da gastronomia da ilha, programe ao menos dois dias inteiros por lá.

Booking.com