Crédito: Divulgação

Influencer brasileira revela como Alemanha se prepara para reabertura do turismo

20 de maio de 2020

Por Luchelle Furtado

Apesar de ter sido fortemente atingida pela pandemia do covid-19, registrando até o momento 177.827 mil casos positivos e 8.193 mortes, a Alemanha é um dos países mais elogiados no combate ao surto.

Após a realização de testes em massa isolar com eficiência os contaminados e a população adequar-se com afinco às regras impostas, a chanceler Angela Merkel foi uma das primeiras grandes líderes do mundo a anunciar diretrizes para reabertura de comércios e meios de transporte.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

“Agora, é a vez das atrações turísticas, que se preparam para reabrir por aqui”, conta Márcia Oliveira, jornalista brasileira e guia de turismo que mora em Munique, na Baviera, e é proprietária do blog Vou pra Alemanha, com mais de 30 mil seguidores no Instagram. “A ideia é adotar condições de higiene previamente estabelecidas e implementar capacidades restritas” afirma.

Márcia mora na Alemanha desde 2015 e conta que, apesar de toda a organização do país, a pandemia impactou de forma negativa muitas pessoas. Trabalhos foram afetados e as ruas ficaram vazias.

Agora, é hora de lidar com os impactos da reabertura, que não devem ser simples, mas revela sinais de esperança para os viajantes. “Não acho que o turismo voltará ao normal no curto prazo, mas uma hora tudo será como antes”

LEIA MAIS: COVID- 19 PELO MUNDO: “O PAÍS NÃO PARA”, DIZ BRASILEIRO QUE MORA NO JAPÃO
COVID-19 PELO MUNDO: O DIA A DIA DA ESLOVÊNIA EM MEIO À PANDEMIA

 

Divulgação
Márcia Oliveira está na Alemanha desde 2015 e é responsável pelo Vou pra Alemanha | Divulgação
Márcia Oliveira é responsável pelo blog Vou pra Alemanha

Entrevista: Márcia Oliveira, do Vou pra Alemanha

Como a quarentena imposta na Alemanha e em diversos outros países do mundo afetou o seu dia a dia?

A crise do novo coronavírus impactou diretamente o meu trabalho, já que sou guia turística para brasileiros em Munique. As atrações fecharam e, depois, bloquearem as fronteiras, com a imposição do período de isolamento social, no qual todos ficaram em casa. Minha receita simplesmente zerou de uma hora para outra.

Quando você se deu conta da real situação do problema?

Eu demorei a acreditar que teríamos uma epidemia aqui na Alemanha. Confesso que achava exagero no início. Mas, com o número de casos aumentando assustadoramente, me conscientizei que não era algo tão simples quanto imaginava e que, de fato, não havia apenas sensacionalismo em torno dos fatos. Fiquei doente – possivelmente tive covid-19, mas não fiz o teste – e tive noção da gravidade da situação.

Depois que se recuperou, chegou a andar por Munique nesse dias? Qual é a sensação de ver lugares extremamente turísticos vazios?

Andei pela cidade poucas vezes, porque estávamos em isolamento social e só podíamos sair de casa em caso de real necessidade. Mas foi bem estranho ver os locais mais turísticos do país sem movimento e os transportes públicos vazios em horário de rush, com todas as lojas fechadas. Agora, estamos voltando a uma nova normalidade. Aos poucos já vemos mais pessoas nas ruas.

O que você tem feito nesse momento de crise e como pretende se reiventar diante das incertezas que, hoje, tomam conta do setor de turismo?

Estou investindo mais tempo no conteúdo do blog e também na produção para o Instagram. Além disso, estou revisando meus roteiros e pensando em novas possibilidades de passeios guiados. Não acho que o turismo voltará ao normal no curto prazo. Mas, uma hora tudo será como antes e estarei pronta para receber os brasileiros novamente.

 

Divulgação
Durante o período de isolamento social, a brasileira está se dedicando em produzir mais conteúdo para o blog | Divulgação
Durante o período de isolamento social, brasileira está se dedicando a produzir mais conteúdo para o blog

 

Quais diretrizes estão sendo apontadas na Alemanha para a reabertura das atrações turísticas?

As atrações turísticas devem ser reabertas em breve aqui na Baviera. Elas terão de adotar condições de higiene previamente estabelecidas e implementar capacidades restritas. Acredito que essas diretrizes terão impacto positivo, assim como vem acontecendo com as lojas e os restaurantes reabertos há algumas semanas. É fato, porém, que o movimento e o número de pessoas dentro das atrações deverá diminuir. Imagino que, por um bom tempo, nada será como antes. E o uso da máscara certamente será importante.

Quando você acha que o turismo voltará ao normal no país?

Acredito que as viagens locais pela Alemanha voltarão com cautela no verão do Hemisfério Norte, que ocorre agora, no meio do ano. Já o turismo internacional é mais difícil de prever. Não existe previsão para retorno à total normalidade por aqui. Aos poucos são anunciadas as novas medidas de relaxamento do isolamento social, mas sabemos que elas podem ser temporárias, dependendo da propagação da doença. Ao liberar totalmente a entrada de estrangeiros e as viagens de férias ao exterior, pode-se perder o controle da doença.

O que pretende fazer para estimular seus seguidores enquanto as viagens para a Alemanha manterem-se restritas?

Neste momento, estou investindo na produção de conteúdo voltado para a vida na Alemanha. Acho que não é hora de ficar falando sobre viagens e de anunciar meus serviços. O turismo não é assunto prioritário para os brasileiros. Mas, claro, de vez em quando falo também a respeito da cidade e de suas atrações, pois uma hora as pessoas voltarão a viajar.

Alemanha: veja fotos das cidades mais bonitas do país

Arquitetura charmosa, ótima gastronomia e muita história. Essas são apenas algumas características das principais cidades alemãs, como Berlim, Frankfurt e Munique. A terra da Oktoberfest, que está cancelada em 2020, é lar de uma série de destinos que conquistam viajantes de todo o mundo. Na galeria, confira algumas fotos da Alemanha:

  • Crédito: Photo by Igor Flek on Unsplash
    Frankfurt
  • Crédito: Photo by Paul Fiedler on Unsplash
    Frankfurt
  • Crédito: Photo by Jan-Philipp Thiele on Unsplash
    Frankfurt
  • Crédito: Photo by Noah Boyer on Unsplash
    Frankfurt
  • Crédito: Photo by Tiara Aracama on Unsplash
    Frankfurt
  • Crédito: Photo by Christoph Keil on Unsplash
    Munique
  • Crédito: Photo by Anastasia Dulgier on Unsplash
    Munique
  • Crédito: Photo by Alejandro Cartagena 🇲🇽🏳‍🌈 on Unsplash
    Munique
  • Crédito: Photo by Kolar.io on Unsplash
    Munique
  • Crédito: Photo by Philipp Bachhuber on Unsplash
    Munique
  • Crédito: Photo by 🇨🇭 Claudio Schwarz
    Berlim
  • Crédito: Photo by Anastasia Dulgier on Unsplash
    Berlim
  • Crédito: Photo by Flo Karr on Unsplash
    Berlim
  • Crédito: Photo by Giulia Gasperini on Unsplash
    Berlim
  • Crédito: Photo by Anthony Reungère on Unsplash
    Berlim
  • Crédito: Photo by Meduana on Unsplash
    Hamburgo
  • Crédito: Photo by Julia Solonina on Unsplash
    Hamburgo
  • Crédito: Photo by Yan Ots on Unsplash
    Hamburgo
  • Crédito: Photo by Robert Bye on Unsplash
    Hamburgo
  • Crédito: Photo by Daniel Seßler on Unsplash
    Hamburgo
  • Crédito: Photo by Phil Baum on Unsplash
    Stuttgart
  • Crédito: Photo by Marcel Strauß on Unsplash
    Stuttgart
  • Crédito: Photo by Marc Rentschler on Unsplash
    Stuttgart
  • Crédito: Photo by Amol Tyagi on Unsplash
    Stuttgart
  • Crédito: Photo by Max Böttinger on Unsplash
    Stuttgart
  • Crédito: Photo by Kadir Celep on Unsplash
    Nuremberg
  • Crédito: Photo by Giedrė Ti. on Unsplash
    Nuremberg
  • Crédito: Photo by Sven Mieke on Unsplash
    Nuremberg
  • Crédito: Photo by Markus Spiske on Unsplash
    Nuremberg
  • Crédito: Photo by Anja Junghans on Unsplash
    Nuremberg
  • Crédito: Photo by Moheb Anwari on Unsplash
    Dusseldorf
  • Crédito: Photo by Patrick Robert Doyle on Unsplash
    Dusseldorf
  • Crédito: Photo by Roman Bürki on Unsplash
    Dusseldorf
  • Crédito: Photo by Bill Mackie on Unsplash
    Dusseldorf
  • Crédito: Photo by Lāsma Artmane on Unsplash
    Dusseldorf
  • Crédito: Photo by Frenjamin Benklin on Unsplash
    Hannover
  • Crédito: Photo by Frenjamin Benklin on Unsplash
    Hannover
  • Crédito: Photo by Daniel Felix on Unsplash
    Hannover
  • Crédito: Photo by Frenjamin Benklin on Unsplash
    Hannover
  • Crédito: Photo by Jonathan Bernard on Unsplash
    Hannover
  • Crédito: Photo by Luis Fernando Felipe Alves on Unsplash
    Füssen
  • Crédito: Photo by Luis Fernando Felipe Alves on Unsplash
    Füssen
  • Crédito: Photo by Sona Petrossian on Unsplash
    Füssen
  • Crédito: Photo by Luis Fernando Felipe Alves on Unsplash
    Füssen
  • Crédito: Photo by Andy Køgl [the visiter] on Unsplash
    Füssen
  • Crédito: Photo by Roman Kraft on Unsplash
    Rothenburg ob der Tauber
  • Crédito: Photo by jordi on Unsplash
    Rothenburg ob der Tauber
  • Crédito: Photo by Hendrik Kespohl on Unsplash
    Rothenburg ob der Tauber
  • Crédito: Photo by Hendrik Kespohl on Unsplash
    Rothenburg ob der Tauber
  • Crédito: Photo by Hendrik Kespohl on Unsplash
    Rothenburg ob der Tauber